Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cheracap s

Cheracap s - Bula do remédio

Cheracap s com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Cheracap s têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Cheracap s devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Pharmacia

Apresentação de Cheracap s

Cx c/ 12 cáps. Cada cáps. contém: Maleato de clorfenamina 2,0 mg Ácido acetilsalicílico 324 mg Cafeína 32,4 mg Excipiente q.s.p. 1 cáps. Cafeína.. 32,4 mg

Cheracap s - Indicações

No tratamento das afecções congestivas das vias aéreas superiores, tais como resfriados, congestão nasal, cefaléia e mal estar decorrente de estados gripais.

Contra-indicações de Cheracap s

Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Úlceras, estados hemorrágicos, hemofilia, perturbações funcionais das plaquetas, angioedema, trombocitopenia, insuficiência renal, déficit hepático, gota, doença cardíaca, hipertensão arterial grave, deficiência genética de glicose 6-fosfato desidrogenase, hipertrofia da próstata e glaucoma. Este produto não deve ser utilizado durante a gravidez.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Cheracap s

Durante o tratamento com os princípios ativos desse produto (maleato de clorfenamina, ácido acetilsalicílico e cafeína) poderão ser observados os seguintes sintomas: Efeitos no Aparelho Digestivo: azia, dispepsia, vômitos, náusea, diarréia, constipação, boca seca, erosão gastrintestinal, irritação da mucosa gástrica, dor gástrica, aumento do risco de úlcera péptica, hemorragia gastrintestinal maciça (esse risco é aumentado pela ingestão concomitante de álcool). Pode haver uma pequena perda de sangue gastrintestinal que, em raros casos, pode causar anemia. Alteração da função hepática (aumento das transaminases). Efeitos no Sistema Nervoso Central: tontura, insônia, sedação, efeito aditivo quando administrado juntamente com drogas depressoras do SNC, distúrbios visuais, prostração, falta de coordenação, fadiga, euforia, nervosismo, tremores, discinesia. A ingestão de altas doses de ácido acetilsalicílico pode causar salicismo (zumbido, cefaléia, vertigem e confusão). A sonolência decorrente da atividade anti-histamínica do produto é perfeitamente suportável, não sendo necessária a interrupção das atividades normais durante o tratamento. Efeitos Sangüíneos: prolongamento do tempo de sangramento, discrasias sangüíneas (anemia aplástica, agranulocitose, granulocitopenia, trombocitopenia), anemia ferropriva,anemia hemolítica em indivíduos com deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase. Efeitos no Sistema Cardiorespiratório: taquicardia, arritmias, hipotensão, broncoespasmo paroxístico com dispnéia, tosse. Efeitos no Sistema Renal: insuficiência renal, necrose papilar renal e nefrite intersticial quando utilizadas altas doses por tempo prolongado. Outros: tríade do ácido acetilsalicílico (pólipos nasais, asma e sensibilidade ao ácido acetilsalicílico); hipersensibilidade manisfestada por asma, rinite, urticária e lesões cutâneas; eritema multiforme; porfiria; hipertermia. Possível ataque uricêmico em pacientes com diminuída excreção do ácido úrico; retenção urinária; disúria; fotossensibilidade; edema angioneurótico; edema palpebral e labial.

Cheracap s - Posologia

Uma cápsula por via oral a cada 6 horas.

Cheracap s - Informações

Cheracap s (maleato de clorfenamina, ácido acetilsalicílico, cafeína) contém em sua formulação princípios ativos com propriedades que se complementam na terapêutica da gripe e resfriados. O maleato de clorfenamina apresenta as mesmas propriedades e usos dos demais antihistamínicos, sendo um dos mais potentes e eficazes. Sua ação é de menor duração, com efeito de 4 a 6 horas por via oral, o que provoca menos sedação. O produto reúne, ainda, as ações analgésicas e antitérmicas do ácido acetilsalicílico, associadas à ação estimulante da cafeína. Essas duas substâncias associadas são mais eficazes que qualquer uma delas separadamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal