FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Gynera - Bula do remédio

Gynera com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Gynera têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Gynera devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Bayer

Apresentação de Gynera

Cart. c/ bl.-calendário de 21 drágeas Cada drágea contém: Etinilestradiol.. 0,030 mg Gestodeno..0,075 mg Excipiente q.s.p..1 drágea

Contra-indicações de Gynera

Gravidez; transtornos graves da função hepática; antecedentes de icterícia idiopática gravídica e prurido gestacional grave; síndrome de Dubin-Johnson e de Rotor; tumores hepáticos (atuais ou já tratados); processos tromboembólicos ou antecedentes dos mesmos (p. ex.: acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio); anemia falciforme; carcinoma de mama ou de endométrio, tratados ou atuais; diabetes grave c/ alterações vasculares; transtornos do metabolismo lipídico; antecedentes de herpes gravídico; otosclerose agravada durante gestações precedentes; sangramento genital anormal de causa indeterminada.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Gynera

Em casos isolados, o tratamento pode causar cefaléias, distúrbios gástricos, náuseas, tensão mamária, variações de peso, alterações da libido, estados depressivos. Após tratamentos prolongados aparecem, às vezes, em mulheres predispostas, pigmentações (cloasma) no rosto, que ficam mais visíveis ao tomar banho de sol. Por isso, recomenda-se a mulheres predispostas que não se exponham durante muito tempo aos raios solares. Em casos isolados, observou-se uma diminuição da tolerância frente a lentes de contato. As reações adversas mais sérias foram relatadas no item PRECAUÇÕES. Os seguintes efeitos colaterais foram relatados em mais de 0,3 % dos ciclos avaliados nos ensaios clínicos realizados c/ Gynera (que envolveram 9.918 ciclos de tratamento): náuseas; vômitos; spotting; sangramento intermenstrual; dismenorréia; tensão mamária; cefaléia; enxaqueca; nervosismo; depressão; alteração da libido; moléstias varicosas; edema. Os seguintes efeitos colaterais foram relatados muito raramente, em menos de 0,3% dos ciclos estudados: cloasma; gastrite; queixas abdominais; alopecia; secreção vaginal; comportamento agressivo; aumento do apetite; sintomas androgênicos; amenorréia; hipomenorréia e metrorragia; aumento de peso; galactorréia; mastopatia; parestesia; insônia; vermelhidão; cansaço. Os seguintes efeitos foram relatados c/ o uso de outros contraceptivos orais, e devem ser considerados: intolerância a lentes de contato e alterações da secreção cervical. A associação de coréia, hirsutismo e porfiria c/ o uso de contraceptivos orais tem sido relatada, carecendo porém de confirmação. Hemorragias intermenstruais: podem ocorrer c/ maior probabilidade durante os primeiros ciclos de uso. Em todos os casos de sangramento genital irregular, causas não-funcionais devem ser descartadas.

Gynera - Posologia

Uma drágea por dia, de preferência após o café da manhã ou o jantar, iniciando no primeiro dia do ciclo (primeiro dia de sangramento = primeiro dia do ciclo). Nos ciclos subseqüentes, deverá ser observado um intervalo de 7 dias entre a última drágea do ciclo e a primeira drágea do ciclo que se inicia. Gynera pode ser prescrito durante o período pós-parto ou pós-aborto, tão logo ocorra a primeira menstruação normal, após um ciclo bifásico normal. Quando, por razões médicas, outra gravidez for contra-indicada, o tratamento c/ Gynera deve ser iniciado no 12º dia pós-parto (nunca antes do 7º) ou imediatamente após o aborto (ou mais tardar no 5º dia pós-aborto).

Gynera - Informações

Gynera é um contraceptivo oral monofásico, que combina o componente estrogênico etinilestradiol com o componente progestogênico gestodeno. Gynera age primeiramente inibindo a ovulação, por suprimir a liberação de gonadotrofinas e, adicionalmente, bloqueia a maturação folicular e altera o muco cervical, dificultando a penetração dos espermatozóides. Etinilestradiol e gestodeno são absorvidos rápida e quase que completamente pelo trato gastrintestinal.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal