Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Duofilm - Bula do remédio

Duofilm com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Duofilm têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Duofilm devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Stiefel

Apresentação de Duofilm

Solução tópica de ácido salicílico 147,7 mg/ml e ácido láctico 130,0 mg/ml em frasco plástico com 15ml.

USO EXTERNO
VIA TÓPICA
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS

COMPOSIÇÃO
Cada ml contém:
ácido salicílico .........................147,7 mg
ácido láctico ............................130,0 mg
Excipientes: colódio elástico, éter etílico e álcool etílico.

Duofilm - Indicações

Duofilm® é indicado no tratamento e remoção das verrugas vulgares.

Contra-indicações de Duofilm

Duofilm® é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade ao ácido salicílico ou a qualquer componente da fórmula.
Não usar em verrugas abertas, pele irritada ou vermelha, ou em qualquer outra área que esteja infeccionada.
Não usar em pintas, marcas de nascença, verrugas genitais, verruga na face ou em membranas mucosas, ou verrugas com crescimento de pelos, bordas avermelhadas ou cor incomum.

Gravidez e lactação Gravidez
A segurança da solução de ácido salicílico e ácido láctico durante a gravidez não foi estabelecida. Estudos em animais com ácido salicílico oral demonstrou embriotoxicidade em doses altas. Solução de ácido salicílico e ácido láctico não é recomendada durante a gravidez.
Categoria C: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião‐dentista.

Lactação
Existem relatos de que os salicilatos são excretados através do leite materno. Solução de ácido salicílico e ácido láctico não é recomendada durante a lactação.
Em caso de utilização durante a lactação, tome cuidado para que o produto não entre em contato com a área do peito de forma a evitar ingestão acidental pelo bebe.

Advertências

Duofilm® pode causar irritação nos olhos. Evite contato com os olhos e outras membranas mucosas. No caso de contato acidental com os olhos ou outras membranas mucosas, lavar com água por 15 minutos. Evite aplicar Duofilm® na pele sadia, pois pode causar irritação da pele. Caso ocorra irritação indevida o tratamento deve ser interrompido.
Caso a verruga ocupe uma larga área do corpo (mais de 5cm2), considerar tratamento alternativo devido ao risco potencial de toxicidade de salicilato.
O produto não deve ser aplicado em grandes áreas do corpo, durante longos períodos de tempo e evite a oclusão de extensas áreas cutâneas, devido à possibilidade de grande absorção do ácido salicílico, principalmente em crianças, resultando em toxicidade sistêmica neurológica e gastrointestinal.
Sua aplicação contínua, mesmo em pequenas áreas da pele, pode causar dermatite, erosão cutânea e ulceração.
Solução de ácido salicílico e ácido láctico não é recomendada em pacientes com diabetes, problemas circulatórios ou neuropatia periférica, exceto sobre a supervisão de um médico.
Salicilatos orais utilizados durante ou imediatamente após uma doença viral têm sido associados com síndrome de Reye e, portanto, há um risco teórico quando salicilatos tópicos são utilizados. Sendo assim, o uso não é recomendado em crianças ou adolescentes, durante ou imediatamente após da varicela, da gripe, ou outras infecções virais.
Os pacientes devem ser advertidos para não inalar o vapor do produto.

Gravidez e lactação Gravidez
A segurança da solução de ácido salicílico e ácido láctico durante a gravidez não foi estabelecida. Estudos em animais com ácido salicílico oral demonstrou embriotoxicidade em doses altas. Solução de ácido salicílico e ácido láctico não é recomendada durante a gravidez.
Categoria C: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião‐dentista.

Lactação
Existem relatos de que os salicilatos são excretados através do leite materno. Solução de ácido salicílico e ácido láctico não é recomendada durante a lactação.
Em caso de utilização durante a lactação, tome cuidado para que o produto não entre em contato com a área do peito de forma a evitar ingestão acidental pelo bebe.

Capacidade de realizar tarefas que requeiram julgamento e habilidades cognitivas ou motoras
Nenhum efeito é esperado com base no perfil das reações adversas do produto.

Crianças
Não é recomendado o uso em crianças menores de 2 anos.

Idosos
Não foram realizados, até o momento, estudos apropriados sobre os efeitos do ácido salicílico na população geriátrica. Entretanto, como doenças vasculares periféricas podem estar presentes em pacientes idosos, existe uma maior probabilidade do desenvolvimento de inflamações agudas ou ulcerações nas extremidades, quando estes são tratados com medicamentos à base de ácido salicílico.
Duofilm® é altamente inflamável e deve ser mantido longe do fogo ou de chamas. Evitar fumar ou estar perto de uma chama aberta durante a aplicação e imediatamente após a utilização.

Carcinogênese e mutagênese
Nenhum estudo de carcinogenicidade ou genotoxicidade foi realizado com solução de ácido salicílico (16,7%) e ácido láctico (16,7%). Os dados disponíveis sobre os ingredientes individualmente encontram‐se detalhadas abaixo.

Carcinogênese
Estudos de carcinogenicidade não foram conduzidos com ácido salicílico.
Num estudo de carcinogenicidade em coelhos (doses orais de até 0,7 g/kg/dia durante 16 meses) com ácido lático não mostraram evidências de tumorigenicidade.

Mutagênese
Ácido salicílico (2 mg) exibiu propriedades específicas de dano ao DNA in vitro no ensaio Rec e mutagenicidade in vitro no ensaio de Ames utilizando Salmonella typhimurium cepa TA100 com ativação metabólica.
O ácido láctico foi negativo para mutagenicidade in vitro no ensaio Ames, aberração cromossômica e ensaios de síntese de DNA não programado.

Toxicologia reprodutiva
Não foram realizados estudos de desenvolvimento embrionário com solução de ácido salicílico (16,7%) e ácido láctico (16,7%). Os dados disponíveis sobre os ingredientes individuais estão detalhados abaixo. Salicilatos, incluindo o ácido salicílico, atravessam a barreira placentária em roedores, coelhos, cães e furões e são teratogênicos quando administrados por via oral em doses elevadas. Quando administrados a ratas e coelhas grávidas por via oral, em doses elevadas, o ácido salicílico aumentou malformações congênitas, principalmente envolvendo o esqueleto e o sistema nervoso central.
Em um estudo de desenvolvimento embrionário e fetal em camundongos, o único efeito fetal observado com a administração oral de 570 mg/kg/dia de ácido láctico a partir do dia de gestação 6 a 15 foi um aumento da ossificação retardada dos ossos parietais.
Este medicamento contém ÁLCOOL.
Até o momento, não há informações de que ácido láctico e ácido salicílico possa causar doping. Em caso de dúvida, consulte o seu médico.

Interações medicamentosas de Duofilm

Duofilm pode aumentar a absorção de outros medicamentos aplicados topicamente, sendo assim, não utilizar Duofilm® junto com outros produtos tópicos nas áreas que estão sendo tratadas. Como a exposição sistêmica através da aplicação tópica de Duofilm é baixa, interação com medicamentos administrados sistemicamente não está prevista.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Duofilm

A seguinte convenção é utilizada para a classificações da frequência da reações adversa e está baseada nos guias da CIOMS:
Muito comum: ≥1/10
Comum: ≥1/100 a <1/10
Incomum: ≥1/1000 a <1/100
Rara: ≥1/10000 a <1/1000
Muito rara: <1/10000
Não conhecida: (não pode ser estimada com os dados disponíveis)

‐Dados de Estudos Clínicos
Sistema imune Comum: rash

Pele e tecido subcutâneo
Muito comum: reação no local da aplicação, prurido, sensação de queimação, eritema, descamação e secura;
Comum: hipertrofia da pele

‐Dados Pós‐comercialização Sistema imune
Rara: hipersensibilidade no loca da aplicação incluindo inflamação

Pele e tecido subcutâneo
Rara: irritação e dor no local da aplicação; descoloração/descoloração da pele no local da aplicação. Exposição da pele sadia pode levar a bolhas e descamação da pele no local da aplicação. Dermatite alérgica.

“Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.”
Ou diretamente para Stiefel, uma empresa GSK, através do seu Serviço de Atendimento ao Consumidor.

Duofilm - Posologia

Duofilm deve ser aplicado apenas nas áreas afetadas.
O uso em crianças deve ser realizado sob a supervisão de um adulto.
A aplicação deve ser efetuada diariamente, de preferência à noite. Troque o curativo a cada 24 horas, tomando o cuidado de repetir todos os procedimentos passo a passo:
1° passo: Antes da aplicação do Duofilm®, lavar a área afetada com água morna e secar cuidadosamente com toalha limpa.
2° passo: Proteger a área que circunda a verruga com vaselina ou aplicando um pedaço de esparadrapo, com um orifício central, do mesmo tamanho da verruga, de maneira que somente a verruga fique visível.
3° passo: Aplicar uma fina camada do produto diretamente sobre a verruga uma vez ao dia, evitando contato com a pele normal e saudável que circunda a verruga.
4° passo: Quando Duofilm® estiver completamente seco sobre a verruga, recomenda‐se cobri-la com um esparadrapo ou curativo adesivo caso a verruga seja grande ou caso se localize nos pés, para ajudar a penetração dos ingredientes.
Normalmente, observam‐se os primeiros resultados após uma a duas semanas da terapia, sendo que a cura total pode ser esperada após 6 a 12 semanas.
Recomenda‐se que o tratamento continue até que atinja 12 semanas de tratamento ou que a pele esteja completamente livre da verruga e as linhas normais da pele estejam restauradas.

Crianças
Não é recomendado o uso em crianças menores de 2 anos.

Idosos
Não é necessário ajuste de dose já que exposição sistêmica clinicamente significativa não é esperada.

Disfunção renal e/ou hepática
Não é necessário ajuste de dose já que exposição sistêmica clinicamente significativa não é esperada.

Superdosagem

A superdose de Duofilm® pode ocorrer se aplicado topicamente em grandes áreas da pele, resultando em intoxicação sistêmica pelo ácido salicílico. A aplicação tópica de em excesso pode ocasionar a diminuição da coesão dos corneócitos, podendo levar ao descolamento epidérmico, pela a alta concentração de ácido lático, na região de aplicação.
A ingestão acidental do produto pode produzir efeitos sistêmicos, tais como vômito, dor abdominal, aumento na frequência respiratória, acidose e distúrbios mentais. Pode provocar erupções cutâneas em indivíduos sensíveis. As medidas imediatas visam livrar o organismo rapidamente do ácido salicílico. A administração do bicarbonato de sódio é rápida e eficaz, caso possa ser produzida uma urina alcalina.
No caso de ingestão oral acidental, sintomas de toxicidade por salicilato poderão ocorrer.
O risco de desenvolver sintomas de envenenamento por salicilato ou salicismo aumenta se Duofilm é utilizado em excesso ou se for utilizado por período de tempo prolongado. Portanto, a duração do uso e a frequência de aplicação recomendada é muito importante.

Tratamento
O tratamento deve ser conforme clinicamente indicada. Não há nenhum tratamento específico para acidentes por ingestão oral acidental de Duofilm. Se a ingestão oral acidental ocorrer, o paciente deve ser tratado de acordo com as diretrizes locais adequadas, se necessário.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Características farmacológicas

O exato modo de ação do ácido salicílico no tratamento das verrugas ainda é desconhecido, contudo ele interage com os lipídeos da camada córnea da epiderme. Sua atividade parece estar relacionada à sua ação queratolítica que resulta na remoção mecânica das células epidérmicas associadas com o vírus causador da verruga (HPV ‐ papiloma vírus humano). O ácido láctico é um alfa‐hidroxiácido (AHA) que normaliza a queratinização, potencializando a ação do ácido salicílico.
Pode‐se observar a ação do produto nas primeiras 2 a 4 semanas de tratamento, sendo que a cura total pode ser esperada após 6 a 12 semanas de aplicação do Duofilm®.

Mecanismo de Ação:
O ácido salicílico aplicado topicamente possui ação queratolítica. A atividade queratolítica produz descamação por solubilização do componente intercelular no estrato córneo, resultando na descamação da pele.
O ácido láctico afeta o processo de queratinização, reduzindo a hiperqueratose, característica das verrugas. Em concentrações elevadas pode causar epidermólise, levando à destruição do tecido queratósico da verruga e do vírus causador da doença. Apresenta também propriedades antissépticas.
O colódio flexível fornece um veículo viscoso que permite uma aplicação precisa dos ingredientes ativos na verruga. Ele também forma uma película que ajuda a hidratar e promover a destruição do tecido das verrugas.

Farmacocinética
Absorção
O ácido salicílico é absorvido através da pele; quando detectável, os níveis plasmáticos máximos encontram‐se 6 a 12 horas após a aplicação. A absorção sistêmica de ácido salicílico varia entre 9% e 25%, após a aplicação tópica de outra preparação contendo ácido salicílico. O grau de absorção é variável, dependendo da duração de contato e do veículo. Apesar da absorção percutânea, a exposição sistêmica é reduzida em virtude da baixa dose administrada topicamente nas pequenas áreas localizadas de tecido hiperqueratósico.
A pele humana abdominal em um sistema de difusão por escoamento foi utilizada para avaliação in vitro da absorção percutânea do ácido láctico. A um pH de 3, a quantidade de radioatividade detectada no fluido receptor, estrato córneo, epiderme e derme foi de 3,6; 6,3; 6,6 e 13,9%, respectivamente.

Distribuição
Após a absorção percutânea, o ácido salicílico é distribuído no espaço extracelular; cerca de metade dos quais estão ligados à proteína albumina.

Metabolismo
Salicilatos são metabolizados no fígado por enzimas microssomais a ácido salicilúrico e glicoronideos fenólicos de ácido salicílico. O que não é metabolizado é excretado na urina, como ácido salicílico inalterado.

Eliminação
Dentro de 24 horas que o ácido salicílico é absorvido e distribuído no espaço intercelular, aproximadamente 95% da dose absorvida pode ser recuperada na urina.

Resultados de eficácia

A eficácia de Duofilm foi comparada com a do placebo (colódio flexível), tintura de verruga de haleto de dibrometo de alquil dimetilbenzil amônio e resina podofilina 50% em parafina líquida em um estudo realizado em 382 pacientes, sendo que a maioria dos quais tinha verrugas plantares. 348 pacientes foram inclusos no teste de eficácia, sendo que o número de pacientes que completaram o estudo foi de 336. Até ao final do período de tratamento de 12 semanas, 84% dos pacientes tratados para verrugas plantares com Duofilm (n/N=64/76) apresentaram pele livre de verrugas com as linhas restauradas (e dos 64 pacientes, 64% ficaram livres de verrugas em 6 semanas). Comparando os índices de melhora em 12 semanas temos: 66% para placebo [n/N=50/76], 67% para a tintura de verruga [n/N=47/70] e 81% para podofilina [n/N=60/74]. Esses resultados mostram que Duofilm foi estatisticamente mais eficaz do que o placebo e que a tintura de verruga em 12 semanas (p <0,02) para o tratamento de verrugas plantares. Para verrugas em mosaico, os resultados foram de 50% em 12 semanas para o Duofilm (n/N = 7/14), 58% para o placebo [n/N = 7/12], 75% para a verruga pigmentada[n/N = 9/12], e 50% para podofilina [n/N = 7/14].
Um estudo comparou o tratamento de Duofilm com cautério e foi realizado em 85 indivíduos com verrugas comuns e plantares durante um período de tratamento de 12 semanas. Os pacientes foram instruídos para aplicar Duofilm uma ou duas vezes por dia durante 3 meses e depois o tratamento deveria ser descontinuado (ou antes, se houvesse melhora completa, dependendo do que ocorresse primeiro). Na semana 12 a percentagem de pacientes com melhora completa das verrugas era de 86,8% para os tratados com Duofilm (n/N=33/38) e 71,8% para os tratados com cautério (n/N=28/39). O número de pacientes com melhora completa na semana 12 foi 13 e 0 nos dois grupos de tratamento, respectivamente. Este estudo demonstrou uma melhora estatisticamente significante para Duofilm em segurança, eficácia e taxas de aceitação no tratamento de verrugas em comparação com cautério convencional.

Armazenagem

Duofilm® é altamente inflamável e deve ser mantido longe do fogo ou de chamas. Manter o frasco firmemente fechado quando não estiver em uso. Não agite o frasco.
Conservar o produto em temperatura ambiente (15‐30°C), protegido da luz e da umidade.

Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde‐o em sua embalagem original. Duofilm® é um líquido viscoso transparente a levemente amarelado.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres legais

Reg. MS 1.0675.0004
Farm. Resp.: Soraya Nogueira Marques ‐CRF‐SP 71.235
Registrado por: Laboratórios Stiefel Ltda.
R. Prof. João C. Salem, 1081/1301 ‐Guarulhos ‐SP
CNPJ 63.064.653/0001‐54 ‐Indústria Brasileira
Serviço de Atendimento ao Consumidor: 0800 7043189
Email: sac@stiefel.com.br / www.stiefel.com.br

Duofilm - Bula para o Paciente

1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Duofilm® é indicado para o tratamento e remoção das verrugas comuns, em adultos, crianças e idosos.

2. COMO ESSE MEDICAMENTO FUNCIONA?
O ácido salicílico, presente em Duofilm®, afina a pele (efeito queratolítico), reduzindo a espessura da verruga e facilitando o processo de remoção mecânica das células infectadas pelo vírus HPV. Já o ácido láctico, é um alfa hidroxiácido (AHA) que potencializa a ação do ácido salicílico.
Pode se observar visivelmente os primeiros resultados de Duofilm® entre a 1ª e a 2ª semana de tratamento, e os melhores resultados geralmente são esperados entre 4 8 semanas.
Verrugas são causadas por um vírus (HPV – papiloma vírus humano) que infecta a camada externa da pele e causa um crescimento excessivo de células.
Muitas vezes ocorrem nos dedos, ou na parte de trás das mãos. Você pode reconhecer a verruga comum pela aparência áspera da superfície (aspecto de "couve flor"). O vírus é muito infeccioso, isto significa que as verrugas podem crescer e se espalhar, especialmente se deixadas sem tratamento. O vírus também pode ser transferido de uma pessoa para outra.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Não utilizar se você for alérgico (hipersensível) ao ácido salicílico, ácido láctico ou a qualquer outro componente da fórmula.

Não use Duofilm®:
se a verruga, ou a pele ao redor dela, estiver vermelha, irritada/rachada ou infeccionada; em pintas, marcas de nascença, ou verrugas com pelos, bordas vermelhas ou com uma coloração diferente; em verrugas na face, área genital ou membranas mucosas como olhos, boca ou nariz.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião dentista.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESSE MEDICAMENTO?
Caso você não tenha certeza que sua verruga pode ser tratada com Duofilm®, consulte um médico.

Duofilm® não é recomendado para:
Crianças com menos de 2 anos de idade;
Diabéticos ou pacientes com problemas de má circulação sanguínea ou com baixa sensibilidade tátil nos pés ou mãos (devido a dano nos nervos, neuropatia periférica);
Verrugas que cubram uma grande área;
Crianças ou adolescentes que apresentem febre, que estejam com infecção viral (como gripe ou catapora) ou que simplesmente tenham acabado de se recuperar de algumas destas enfermidades.
Em caso de dúvidas, consulte um médico.

Duofilm® deve ser utilizado apenas na verruga. Não deve ser aplicado sobre a pele sã que circunda a verruga, pois pode causar irritação. Se a irritação persistir, consulte um médico.
Evitar contato de Duofilm® nos olhos, nariz, boca, vagina (membranas mucosas) ou feridas abertas, pois pode causar irritação. Se ocorrer contato acidental do produto com alguma destas áreas, imediatamente lave com água a área afetada por 15 minutos.
Não utilize o produto sobre a pele irritada, inflamada ou infeccionada.
Duofilm® é inflamável. Fique longe de aquecimento, fogo ou chama e não fume enquanto estiver aplicando o produto ou imediatamente após ter aplicado.
Não inalar o vapor de Duofilm®, pois você pode apresentar tontura.
Você não deve usar outros produtos para tratar a verruga ao mesmo tempo que estiver utilizando
Duofilm®. Informe seu médico se você estiver utilizando, tiver utilizado recentemente ou venha a utilizar outro produto, incluindo medicamento sem prescrição médica e cosmético.
“Informe ao seu médico ou cirurgião dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento”.
Considere tratamentos alterativos caso a verruga cubra áreas extensas do corpo (acima de 5 cm2), por causa do risco potencial de toxicidade por salicilato.
Este medicamento contém ÁLCOOL.

Gravidez: não há informação sobre a segurança de Duofilm® em mulheres grávidas, portanto, seu uso não é recomendado durante a gravidez. Se você está grávida, acha que pode estar ou se pretende engravidar, não utilize Duofilm® sem antes consultar um médico ou farmacêutico.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião dentista.

Amamentação: não é recomendado amamentar durante o tratamento com Duofilm®, pois o ácido salicílico pode passar para o leite materno. Caso esteja amamentando, você deve consultar um médico ou farmacêutico antes de usar o produto. Não use Duofilm® na área dos seios se você estiver amamentando para garantir que a boca do bebê não entre em contato acidental com o produto.

Crianças: o uso de Duofilm® em crianças menores de 2 anos de idade não é recomendado, pois não foram realizados, até o momento, estudos apropriados sobre a segurança e a efetividade nessa faixa etária.

Idosos: não é necessário ajuste de dose já que exposição sistêmica clinicamente significativa não é esperada.

Disfunção renal e/ou hepática: não é necessário ajuste de dose já que exposição sistêmica clinicamente significativa não é esperada.

Dirigir e operar máquinas: nenhum efeito que afete essas habilidades é esperado com base no perfil das reações adversas do produto.
Não agite o frasco.

Todas as verrugas são contagiosas e o Dermatologista é o profissional indicado para o seguimento do tratamento. Para esclarecimentos adicionais, consulte-o.
Até o momento, não há informações de que Duofilm® possa causar doping. Em caso de dúvida, consulte um médico.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESSE MEDICAMENTO? Duofilm® é altamente inflamável. Mantenha o longe do fogo, calor ou chamas.
Manter o frasco firmemente fechado e fora do alcance de crianças. Conservar em temperatura ambiente (15 – 30ºC) e protegido de luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide cartucho.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde o em sua embalagem original.

Duofilm® é um líquido viscoso transparente a levemente amarelado.
Não descarte medicamentos no lixo doméstico. Pergunte ao farmacêutico como eliminar os medicamentos que já não necessita. Isso vai ajudar a proteger o ambiente.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE E DA VISTA DAS CRIANÇAS.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Sempre use Duofilm® exatamente como o seu médico ou farmacêutico disser para fazê-lo. Você deve consultar um médico ou farmacêutico caso esteja com dúvida.
O uso em crianças deve ser realizado por um adulto.

A aplicação deve ser efetuada diariamente, de preferência à noite, somente nas áreas afetadas. Troque o curativo a cada 24 horas, tomando o cuidado de repetir todos os procedimentos passo a passo:
1° passo: antes da aplicação de Duofilm®, lave a área afetada com água morna e seque cuidadosamente com toalha limpa. (sua toalha não deve ser usada por outras pessoas, isto impedirá que elas se infectem)
2° passo: proteja a área que circunda a verruga com vaselina ou aplique um pedaço de esparadrapo, com um orifício central, do mesmo tamanho da verruga, de maneira que cubra/proteja a pele sã e somente a verruga fique visível.
3° passo: aplique 4 camadas do produto diretamente sobre a verruga 1 vez ao dia, evitando contato com a pele normal e saudável que circunda a verruga.
4° passo: quando Duofilm® estiver completamente seco sobre a verruga e caso a verruga seja grande ou caso se localize nos pés, recomenda se cobri-la com um esparadrapo ou curativo adesivo para ajudar a penetração dos ingredientes.

É importante que você não desista do tratamento até que a verruga desapareça (a menos que ocorra irritação, ou seja, orientado pelo seu médico). Não continue o tratamento por mais de 12 semanas. Se a verruga não desaparecer em 12 semanas de tratamento, consulte o seu médico.
Interrompa o tratamento se você desenvolver irritação local excessiva e consulte um médico.
Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação de um médico ou farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião dentista.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Caso você esqueça de usar Duofilm® simplesmente aplique a próxima dose no horário de costume.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico ou cirurgião dentista.

8. QUAIS MALES ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Você pode apresentar as seguintes reações adversas ao redor ou no local de aplicação de Duofilm®: Reação alérgica; inflamação; dor; irritação da pele; sensação de queimação; vermelhidão; coceira; descoloração da pele; erupção cutânea; inchaço; descamação e ressecamento.
O uso de Duofilm® pode levar a irritação local, acompanhada de sensação de queimação e formação de crosta. Esses sintomas podem ser controlados pela suspensão temporária do uso do produto. Outras reações adversas, muito raras, incluem dermatite, por causa da aplicação de ácido salicílico em grandes áreas da pele, principalmente aquelas afetadas por alguma dermatose.
A ingestão acidental do produto pode produzir efeitos sistêmicos, tais como vômito, dor abdominal, aumento na frequência respiratória, acidose e distúrbios mentais. Pode provocar erupções cutâneas em indivíduos sensíveis. As medidas imediatas visam livrar o organismo rapidamente do ácido salicílico.

Eventos adversos
Muito comuns: afecções dos tecidos cutâneos e subcutâneos: reação no local de aplicação, sensação de prurido, ardor, eritema.
Comuns: desordens do sistema imune: erupção; afecções dos tecidos cutâneos e subcutâneos: hipertrofia da pele.
Raras: desordens do sistema imune: hipersensibilidade no local da aplicação, incluindo inflamação; afecções dos tecidos cutâneos e subcutâneos: dor e irritação no local de aplicação.
Se você acidentalmente você aplicar Duofilm® na pele saudável, poderá apresentar: bolhas e descamação.
Informe ao seu médico, cirurgião dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa pelo seu serviço de atendimento.

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Se acidentalmente você ingerir Duofilm®, utilizar com maior frequência, por longo período de tempo ou em áreas muito extensas, seu corpo pode absorver grande quantidade de ácido salicílico. Isso pode levar à intoxicação por esta substância (conhecida por salicismo). Alguns sintomas comuns relacionados ao salicismo que podem ocorrer são: sede, zumbido nos ouvidos ou surdez, sentir se ou ficar doente, cansaço, aumento da frequência respiratória, tontura, mãos e pés quentes ou humor e pensamentos alterados.
Interrompa a utilização de Duofilm® e procure seu médico se isso acontecer ou se você apresentar esses ou outros sintomas.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.
Comunique o fato também à empresa, através do Serviço de Atendimento ao Consumidor – 0800 704 3189.

Data da bula

19/09/2014

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal