Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Eritrex - Bula do remédio

Eritrex com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Eritrex têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Eritrex devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Aché

Referência

Eritromicina

Apresentação de Eritrex

compr. 500 mg cx. c/ 21 un. Susp. oral 125 ou 250 mg fr. c/ 105 ml

Eritrex - Indicações

No tratamento de infecções por germes sensíveis à eritromicina, especialmente as que se manifestam no aparelho respiratório.

Contra-indicações de Eritrex

O USO DE Eritrex ENVOLVE UM RISCO DE HEPATOTOXICIDADE (HEPATITE COLESTÁTICA) COM OU SEM O APARECIMENTO DE ICTERÍCIA, QUANDO EM USO POR MAIS DE 10 DIAS, QUE O CONTRA-INDICA EM PACIENTES COM PERTURBAÇÃO DA FUNÇÃO HEPÁTICA. Eritrex É CONTRA-INDICADO EM PACIENTES QUE APRESENTEM HIPERSENSIBILIDADE A QUAISQUER DOS COMPONENTES DE SUA FÓRMULA. Eritrex É TAMBÉM CONTRA-INDICADO EM PACIENTES QUE ESTEJAM TOMANDO TERFENADINA OU ASTEMIZOL (VIDE INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS).

Advertências

Eritrex 125 MG E 250 MG SUSPENSÃO ORAL ATENÇÃO DIABÉTICOS: CONTÉM AÇÚCAR. A ADMINISTRAÇÃO DE Eritrex TEM SIDO ASSOCIADA COM A OCORRÊNCIA INFREQUENTE DE HEPATITE COLESTÁTICA. OS ACHADOS LABORATORIAIS TÊM SIDO CARACTERIZADOS POR VALORES DE FUNÇÃO HEPÁTICA ANORMAIS, EOSINOFILIA, LEUCOCITOSE E TAMBÉM AUMENTO DAS TRANSAMINASES HEPÁTICAS.

Uso na gravidez de Eritrex

USO NA GRAVIDEZ: FORAM EFETUADOS ESTUDOS DE REPRODUÇÃO EM RATOS, CAMUNDONGOS E COELHOS USANDO ERITROMICINA E SEUS VÁRIOS SAIS E ÉSTERES EM DOSES EQUIVALENTES A VÁRIAS VEZES A DOSE USUAL HUMANA. NENHUMA EVIDÊNCIA DE DANOS À FERTILIDADE OU AOS FETOS RELACIONADA COM A ERITROMICINA FOI RELATADA NESTES ESTUDOS. CONTUDO, NÃO HÁ ESTUDOS ADEQUADOS E BEM CONTROLADOS EM MULHERES GRÁVIDAS. DEVIDO OS ESTUDOS DE REPRODUÇÃO EM ANIMAIS NEM SEMPRE PREDIZEREM A RESPOSTA EM HUMANOS, ESSA DROGA SÓ DEVE SER USADA DURANTE A GRAVIDEZ SE ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIA. TRABALHO DE PARTO: O EFEITO DO Eritrex NO PARTO É DESCONHECIDO. LACTANTES: A ERITROMICINA É EXCRETADA NO LEITE MATERNO; PORTANTO, DEVE-SE TER CUIDADO AO ADMINISTRAR ESSA DROGA A MÃES QUE ESTEJAM AMAMENTANDO.

Interações medicamentosas de Eritrex

Foi relatado que Eritrex altera significativamente o metabolismo dos anti-histamínicos não-sedativos, terfenadina ou astemizol, quando administrados concomitantemente. Têm sido observados raros casos de reações adversas cardiovasculares graves, incluindo prolongamento do intervalo eletrocardiográfico QT/QTc, parada cardíaca, “torsade des pointes” e outras arritmias ventriculares (vide Contra-indicações). Além disso, foram reportados raros casos de morte com a administração concomitante de terfenadina e eritromicina. Uma vez que a probenecida inibe a reabsorção tubular da eritromicina em animais, a manutenção dos níveis plasmáticos da eritromicina é prolongada. O tratamento com lincomicina ou clindamicina deve ser evitado em infecções causadas por microrganismos resistentes ao Eritrex. O uso de Eritrex em pacientes que estejam recebendo altas doses de teofilina pode estar associado com um aumento dos níveis séricos e do potencial de toxicidade da teofilina. No caso de toxicidade e/ou níveis séricos elevados da teofilina, a dose desta droga deve ser reduzida, enquanto o paciente estiver recebendo o tratamento concomitante com Eritrex. Foi relatado que a administração concomitante de Eritrex e digoxina resultou em elevados níveis séricos de digoxina. Houve relatos de aumento dos efeitos anticoagulantes quando Eritrex foi usado concomitantemente com anticoagulantes orais. Os efeitos anticoagulantes aumentados devido a essa interação de drogas podem ser mais pronunciados nos idosos. O uso concomitante interação de drogas podem ser mais pronunciados nos idosos. O uso concomitante IMPRESSÃO: PRETO de Eritrex e ergotamina ou diidroergotamina foi associado em alguns pacientes com toxicidade aguda do ergot, caracterizada por vasoespasmo periférico e disestesia. Tem sido reportado que Eritrex diminui o “clearance” do triazolam e do midazolam, podendo aumentar os efeitos farmacológicos desses benzodiazepínicos. O uso de Eritrex em pacientes que estejam tomando concomitantemente drogas metabolizadas pelo sistema citocromo P-450 pode estar associado com elevações dos níveis séricos destas drogas. Há relatos de elevações de concentrações séricas das seguintes drogas, quando administradas concomitantemente com Eritrex: carbamazepina, hexobarbital, fenitoína, alfentanil, disopiramida, lovastatina e bromocriptina. As concentrações séricas destas e de outras drogas metabolizadas pelo sistema citocromo P-450 devem ser monitoradas cuidadosamente nos pacientes que estejam recebendo Eritrex.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Eritrex

AS REAÇÕES ADVERSAS MAIS FREQUENTES DOS PREPARADOS DE ERITROMICINA SÃO AS GASTRINTESTINAIS (POR EXEMPLO: CÓLICA ABDOMINAL E MAL-ESTAR) E ESTÃO RELACIONADAS COM A DOSE. NÁUSEAS, VÔMITOS E DIARRÉIA OCORREM INFREQUENTEMENTE COM AS DOSES USUAIS. O INÍCIO DE SINTOMAS DE COLITE PSEUDOMEMBRANOSA PODE OCORRER DURANTE OU APÓS O TRATAMENTO COM O ANTIBIÓTICO (VIDE “ADVERTÊNCIAS”). DURANTE A TERAPÊUTICA PROLONGADA OU REPETIDA, HÁ POSSIBILIDADE DE SUPERINFECÇÃO POR BACTÉRIAS NÃO-SENSÍVEIS OU FUNGOS. EM TAL CASO, A DROGA DEVERÁ SER SUSPENSA E INSTITUÍDA TERAPÊUTICA ADEQUADA. TÊM OCORRIDO REAÇÕES ALÉRGICAS LEVES, TAIS COMO: URTICÁRIA E OUTRAS ERUPÇÕES CUTÂNEAS. TÊM SIDO RELATADAS REAÇÕES ALÉRGICAS GRAVES, INCLUINDO ANAFILAXIA. HÁ RELATOS ISOLADOS DA OCORRÊNCIA DE PERDA DE AUDIÇÃO E/OU ZUMBIDO EM PACIENTES RECEBENDO ERITROMICINA. O EFEITO OTOTÓXICO DA DROGA É USUALMENTE REVERSÍVEL COM A INTERRUPÇÃO; CONTUDO, EM RARAS OCASIÕES, ENVOLVENDO A ADMINISTRAÇÃO INTRAVENOSA, O EFEITO OTOTÓXICO FOI IRREVERSÍ- VEL. O EFEITO OTOTÓXICO OCORRE PRINCIPALMENTE EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA RENAL OU HEPÁTICA E EM PACIENTES RECEBENDO ALTAS DOSES DE ERITROMICINA. RARAMENTE, Eritrex FOI ASSOCIADO COM A OCORRÊNCIA DE ARRITMIA VENTRICULAR, INCLUINDO TAQUICARDIA VENTRICULAR “TORSADE DES POINTES”, EM INDIVÍDUOS COM INTERVALOS QT PROLONGADOS.

Eritrex - Posologia

Eritrex 500 mg comprimidos: Uso adulto e crianças acima de 12 anos: Tomar 1 comprimido a cada 12 horas ou dose maior a critério médico, na dependência da gravidade da infecção. Eritrex 125 mg / 250 mg suspensão oral: Uso adulto e pediátrico: AGITE BEM ANTES DE USAR A posologia recomendada, de acordo com o peso corporal, é a seguinte: A duração do tratamento com Eritrex comprimidos ou suspensão oral, em média, é de 7 a 10 dias, podendo variar de acordo com o processo infeccioso e com a conduta médica. Conduta na superdosagem: Relatos indicam que a ingestão de altas doses de Eritrex pode produzir graves efeitos gastrintestinais. Reações alérgicas acompanhadas de superdosagem podem ser tratadas com a eliminação rápida da droga não-absorvida e medidas de suporte. Os níveis séricos de eritromicina não são significativamente alterados por hemodiálise ou diálise peritoneal.

Superdosagem

Relatos indicam que a ingestão de altas doses de Eritrex pode produzir graves efeitos gastrintestinais. Reações alérgicas acompanhadas de superdosagem podem ser tratadas com a eliminação rápida da droga não-absorvida e medidas de suporte. Os níveis séricos de eritromicina não são significativamente alterados por hemodiálise ou diálise peritoneal.

Características farmacológicas

As eritromicinas são absorvidas no trato gastrintestinal e a biodisponibilidade das drogas é variável, dependendo de uma série de fatores, tais como: dosagem e formulação da eritromicina, estabilidade ácida do derivado, presença de alimento e tempo de esvaziamento gástrico. O estolato de eritromicina administrado por via oral é rapidamente absorvido. Devido à estabilidade ácida, os níveis séricos são comparáveis, seja tomado em jejum ou após a alimentação. Após uma dose única de 250 mg, as concentrações sanguíneas médias foram de 0,29; 1,2 e 1,2 mcg/ml após 2, 4 e 6 horas, respectivamente. Após uma dose de 500 mg as concentrações sanguíneas médias foram de 3,0; 1,9 e 0,7 mcg/ml após 2, 6 e 12 horas, respectivamente. Após a administração oral, os níveis séricos do antibiótico consistem em eritromicina base e éster propionílico de eritromicina. O éster propionílico continua a hidrolisarse em eritromicina base, mantendo um equilíbrio de aproximadamente 20% da base e 80% do éster do soro. Após a absorção, a eritromicina difunde-se rapidamente pela maioria dos líquidos orgânicos.

Resultados de eficácia

Eritrex é um antibiótico utilizado no tratamento de infecções causadas por germes sensíveis à eritromicina, especialmente infecções do aparelho respiratório.

Modo de usar

Uso adulto e crianças acima de 12 anos: Tomar 1 comprimido a cada 12 horas ou dose maior a critério médico, na dependência da gravidade da infecção.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

As mesmas orientações dadas aos adultos devem ser seguidas para os pacientes idosos, observando- se as recomendações específicas para grupos de pacientes descritos nos itens “Precauções e Advertências” e “Contra-indicações”.

Armazenagem

Eritrex, quando conservado em temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30°C), ao abrigo da luz e umidade, apresenta uma validade de 36 meses

Eritrex - Informações

Eritrex é um antibiótico utilizado no tratamento de infecções causadas por germes sensíveis à eritromicina, especialmente infecções do aparelho respiratório. Eritrex, quando conservado em temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30°C), ao abrigo da luz e umidade, apresenta uma validade de 36 meses na forma de comprimidos e de 24 meses na forma de suspensão oral, a contar da data de sua fabricação. NUNCA USE MEDICAMENTO COM O PRAZO DE VALIDADE VENCIDO. ALÉM DE NÃO OBTER O EFEITO DESEJADO, PODE PREJUDICAR A SUA SAÚDE. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: mal-estar, náusea, vômito, diarréia e/ou cólica abdominal. Tem ocorrido insuficiência hepática com ou sem icterícia, principalmente em adultos, relacionada com a administração de Eritrex. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS Não ingerir bebidas alcoólicas enquanto estiver sob tratamento com Eritrex. Não tomar antialérgicos concomitantemente com Eritrex. Eritrex É CONTRA-INDICADO EM PACIENTES QUE APRESENTEM HIPERSENSIBILIDADE AQUAISQUER DOS COMPONENTES DE SUA FÓRMULA. Em vista da eritromicina ser principalmente excretada pelo fígado, devem ser tomadas precauções na administração do antibiótico a pacientes com disfunção hepática. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento. O risco/benefício do uso de Eritrex em gestantes e lactantes deve ser avaliado por um médico, pois a segurança de Eritrex durante a gravidez e a lactação não foi ainda estabelecida. Eritrex 125 mg e 250 mg suspensão oral - Atenção diabéticos: contém açúcar. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

Dizeres legais

MS - 1.0573.0026 Farmacêutico Responsável: Dr. Wilson R. Farias CRF-SP nº 9555 Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A. Via Dutra, km 222,2 - Guarulhos - SP CNPJ 60.659.463/0001-91 Indústria Brasileira Número de lote, data de fabricação e prazo de validade: vide embalagem externa VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal