FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Acemedrox

Acemedrox - Bula do remédio

Acemedrox com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Acemedrox têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Acemedrox devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Bunker

Apresentação de Acemedrox

Comprimidos - Caixa com 5 comprimidos de 10 mg.

Acemedrox - Indicações

Acemedrox (acetato de medroxiprogesterona) é indicado para o tratamento de terapia de reposição hormonal na menopausa, com adjunto à terapia de reposição estrogênica. Amenorréia secundária. Hemorragia uterina funcional devida a desequilíbrio hormonal na ausência de patologia orgânica, tais como fibroma ou carcinoma uterino.

Contra-indicações de Acemedrox

Tromboflebites, distúrbios tromboembólicos, aborto retido, insuficiência hepática, hipersensibilidade ao medicamento, hipercalcemia em pacientes portadores de metástases ósseas. Na suspeita de doença maligna da mama ou da genitália, sangramento vaginal não diagnosticado. Não deve ser usado na gravidez confirmada ou suspeita ou como teste diagnóstico para gravidez.

Advertências

Caso se verifique a ocorrência de perturbações tromboembólicas, perda súbita, parcial ou total da visão, diplopia, enxaqueca, edema papilar e lesões retinianas vasculares, o tratamento deverá ser suspenso. No caso de perdas sanguíneas vaginais aconselha-se uma verificação diagnóstica.
Havendo necessidade de exame histológico deve ser assinalado que o paciente está sob tratamento com progestágeno.
A idade não limita a terapêutica, contudo, o tratamento progestínico pode encobrir a ocorrência do climatério. Na presença de diabetes ou depressão psíquica grave, aconselha-se a realização de cuidadoso controle clínico. Se a depressão se agravar, o uso do medicamento deve ser suspenso.
Deve-se proceder a exames clínicos completos antes de prescrever medroxiprogesterona, com atenção especial às mamas e órgãos pélvicos, incluindo esfregaço de Papanicolau.

Gravidez e Lactação: Este medicamento não deve ser utilizado na gravidez, principalmente no primeiro trimestre. Vários relatos sugerem uma associação entre exposição intrauterina a drogas progestogênicas no primeiro trimestre da gravidez e anormalidades genitais em fetos masculinos e femininos.
O Acetato de medroxiprogesterona passa para o leite materno.

Interações medicamentosas de Acemedrox

INTERAÇÕES COM TESTES LABORATORIAIS:
Pode alterar valores de fosfatase alcalina, LDL, HDL e aminoácidos. Os medicamentos que contém estrogênios e progestogênios podem interferir em: aumento na retenção de sulfobromoftaleína e outros testes da função hepática; aumento dos valores de protrombina e fatores VII, VIII, IX e X; redução da resposta ao teste da metirapona e interferência na determinação do pregnanodiol; aumento das globulinas de ligação dos hormônios tireoidianos (TGB) causando aumento do hormônio tireoidiano.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS:
O Acemedrox não deve ser usado concomitantemente com bromocriptina.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Acemedrox

Os progestogênios podem associar-se com o aparecimento de tromboflebite, embolia pulmonar, doenças cerebrovasculares e trombose retiniana. A administração contínua de progesterona pode alterar o ciclo menstrual da paciente. São de incidência menos frequente: visão dupla, cefaleia, perda repentina da coordenação, dispneia, debilidade, alterações do apetite, cansaço ou debilidade não habituais, náuseas, edema.

Acemedrox - Posologia

Acemedrox (acetato de medroxiprogesterona) deve ser administrado por via oral. Conservar em temperatura ambiente (entre 15ºC e 30ºC). Proteger da luz.



POSOLOGIA:
Terapia de reposição Hormonal na Menopausa:
Administração cíclica: 5-10 mg diários por 12 a 14 dias a cada 28 dias do ciclo estrogênico. Amenorréia Secundária: 5-10 mg/dia durante 5 a 10 dias. A dose para induzir a fase secretora do endométrio é de 10 mg/dia durante 10 dias. Nos casos de hipofoliculinismo, associar estrógenos. Na amenorréia secundária, a terapêutica pode ser iniciada a qualquer tempo.

Hemorragia Uterina Funcional: Devido ao desequilíbrio hormonal na ausência de patologia orgânica: 5 a 10 mg/dia, a contar do 16º ou 21º dia do ciclo, durante 5 a 10 dias. Para produzir a fase secretória ótima no endométrio, sugere-se administrar 10 mg de acetato de medroxiprogesterona ao dia por 10 dias, iniciando-se a partir do 16º dia, a suspensão do sangramento ocorre em 3 a 7 dias após a interrupção da terapêutica.

Superdosagem

Em caso de ingestão acidental ou de superdosagem pode ocorrer náuseas e sangramento, deve-se empregar procedimentos gerais de lavagem gástrica e tratamento geral de suporte.

Armazenagem

Acemedrox (acetato de medroxiprogesterona) deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15oC e 30oC). Proteger da luz.
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Registro no M.S. nº 1.0577.0005.001.2
Farm. Responsável: Dra. Elaine C. M. Pessôa - CRF-SP nº 14.059

Fabricado por: Blisfarma Indústria Farmacêutica Ltda.
Emdereço: Rua da Lua n. 147, Jardim Ruyce, Diadema/SP
CNPJ 03.108.098/0001-93

Acemedrox - Bula para o Paciente

Aspecto físico e características organolépticas do medicamento:
Os comprimidos de Acemedrox (acetato de medroxiprogesterona) são de cor branca, de sabor e odor característicos.

Como usar o medicamento:
Este medicamento deve ser administrado por via oral.

POSOLOGIA:
Terapia de reposição Hormonal na Menopausa:
Administração cíclica: 5-10 mg diários por 12 a 14 dias a cada 28 dias do ciclo estrogênico. Amenorréia Secundária: 5-10 mg/dia durante 5 a 10 dias. A dose para induzir a fase secretora do endométrio é de 10 mg/dia durante 10 dias. Nos casos de hipofoliculinismo, associar estrógenos. Na amenorréia secundária, a terapêutica pode ser iniciada a qualquer tempo.

Hemorragia Uterina Funcional: Devido ao desequilíbrio hormonal na ausência de patologia orgânica: 5 a 10 mg/dia, a contar do 16º ou 21º dia do ciclo, durante 5 a 10 dias. Para produzir a fase secretória ótima no endométrio, sugere-se administrar 10 mg de acetato de medroxiprogesterona ao dia por 10 dias, iniciando-se a partir do 16º dia, a suspensão do sangramento ocorre em 3 a 7 dias após a interrupção da terapêutica.


Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Não usar o medicamento com o prazo de validade vencido. O prazo de validade do produto é de 24 meses após a data de fabricação. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

RISCOS DO MEDICAMENTO OU QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO:

CONTRAINDICAÇÕES:
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres que apresentem doenças vasculares (tromboflebite, apoplexia cerebral); disfunção ou doença do fígado; quando houver suspeita ou confirmação diagnóstica de doença maligna da mama ou dos órgãos genitais; no sangramento vaginal de causa desconhecida; no aborto retido, durante a gravidez e amamentação e quando há hipersensibilidade conhecida ao acetato de medroxiprogesterona ou a qualquer componente da fórmula.

ADVERTÊNCIAS:
Este medicamento pode interromper a menstruação por período prolongado e/ou causar sangramentos intermenstruais severos.
Informe ao seu médico o aparecimento de reações indesejáveis
Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento
Não use remédio sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a saúde”.

PRECAUÇÕES:
Caso se verifique a ocorrência de perturbações tromboembólicas, perda súbita, parcial ou total da visão, diplopia, enxaqueca, edema papilar e lesões retinianas vasculares, o tratamento deverá ser suspenso. No caso de perdas sanguíneas vaginais aconselha-se uma verificação diagnóstica.
Havendo necessidade de exame histológico deve ser assinalado que o paciente está sob tratamento com progestágeno.
A idade não limita a terapêutica, contudo, o tratamento progestínico pode encobrir a ocorrência do climatério. Na presença de diabetes ou depressão psíquica grave, aconselha-se a realização de cuidadoso controle clínico. Se a depressão se agravar, o uso do medicamento deve ser suspenso.
Deve-se proceder a exames clínicos completos antes de prescrever medroxiprogesterona, com atenção especial às mamas e órgãos pélvicos, incluindo esfregaço de Papanicolau.

Gravidez e Lactação:
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas, principalmente no primeiro trimestre, ou em casos de suspeita de gravidez. Vários relatos sugerem uma associação entre exposição intra-uterina a drogas progestogênicas, no primeiro trimestre da gravidez, e anormalidades genitais em fetos masculinos e femininos. Informe seu médico caso ocorra gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Informe ao médico se estiver amamentando. O Acetato de medroxiprogesterona passa para o leite materno.



Interações com testes laboratoriais:
Pode alterar valores de fosfatase alcalina, LDL, HDL e aminoácidos. Os medicamentos que contém estrogênios e progestogênios podem interferir em: aumento na retenção de sulfobromoftaleína e outros testes da função hepática; aumento dos valores de protrombina e fatores VII, VIII, IX e X; redução da resposta ao teste da metirapona e interferência na determinação do pregnanodiol; aumento das globulinas de ligação dos hormônios tireoidianos (TGB) causando aumento do hormônio tireoidiano.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS:
O Acemedrox não deve ser usado concomitantemente com bromocriptina.

REAÇÕES ADVERSAS OU QUAIS MALES ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?
Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como alterações menstruais, sangramento no meio do ciclo, tensão e secreção mamárias, edema, náuseas, manchas de pele, alterações visuais, dor de cabeça, tontura, cansaço, dor nas costas, nervosismo, insônia, sonolência, alterações de peso, alterações de humor, alterações de apetite, alteração no interesse sexual ou quaisquer outras que possam ocorrer com o uso de Acemedrox (acetato de medroxiprogesterona).

CONDUTA EM CASO DE SUPERDOSAGEM:
Em caso de ingestão acidental ou de superdosagem pode ocorrer náuseas e sangramento, deve-se empregar procedimentos gerais de lavagem gástrica e tratamento geral de suporte.

CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO OU ONDE DEVE SER GUARDADO ESTE MEDICAMENTO?
Acemedrox (acetato de medroxiprogesterona) deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15ºc e 30ºc). Proteger da luz.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Data da bula

04/10/2017

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal