Feed

Já é assinante?

Entrar

Actifedrin

Actifedrin - Bula do remédio

Actifedrin com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Actifedrin têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Actifedrin devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Fqm

Apresentação de Actifedrin

Actifedrin XAROPE: fr. c/ 100 ml. Actifedrin COMPRIMIDOS: compr. circulares, de cor branca, e apres. em caixas c/ 20 compr.

Actifedrin - Indicações

Actifedrin é indicado para o alívio sintomático dos distúrbios das vias respiratórias superiores, o que é beneficiado pela combinação de um descongestionante nasal e um antagonista dos receptores H1 histamínicos, por exemplo: rinite alérgica, rinite vasomotora.

Contra-indicações de Actifedrin

Actifedrin é contra-indicado para pacientes com conhecida hipersensibilidade à pseudoefedrina ou triprolidina ou a qualquer outro componente da fórmula. Actifedrin é contra-indicado para pacientes portadores de hipertensão ou doença arterial coronariana grave. Actifedrin é contra-indicado para pacientes que estejam tomando ou tenham tomado, nas duas semanas precedentes, inibidores da monoaminoxidase. O uso concomitante de pseudoefedrina e esse tipo de produto pode ocasionalmente causar elevação da pressão arterial. Sabe-se que a furazolidona, um agente antibacteriano, causa uma inibição relacionada à dose do inibidor da monoaminoxidase. Apesar de não haver relatos de crises hipertensivas causadas pela administração concomitante de Actifedrin e furazolidona, essas drogas não devem ser tomadas ao mesmo tempo.

Advertências

Actifedrin pode causar sonolência e comprometer o desempenho em testes de vigilância auditiva. Os pacientes não devem dirigir autos ou operar máquinas, até que sejam determinadas suas respostas ao medicamento. Embora não haja dados objetivos, os pacientes que usam Actifedrin devem evitar o uso concomitante de álcool ou outros sedativos de ação central. Apesar da pseudoefedrina não ter virtualmente nenhum efeito pressórico em pacientes normotensos, Actifedrin deve ser utilizado com cautela em pacientes que estejam tomando agentes anti-hipertensivos, antidepressivos tricíclicos ou outros agentes simpaticomiméticos, tais como descongestionantes, supressores de apetite e estimulantes psíquicos do tipo anfetamina. Os efeitos de uma dose única de Actifedrin sobre a pressão arterial desses pacientes devem ser observados antes que se recomende tratamento repetido ou não supervisionado. Assim como outros agentes simpaticomiméticos, Actifedrin deve ser usado com cuidado em pacientes com hipertensão, doença cardíaca, diabetes, hipertiroidismo, pressão intra-ocular elevada ou hipertrofia prostática. Não foram realizados estudos com Actifedrin em pacientes com disfunção hepática e/ou renal. Deve-se tomar cuidado quando houver a presença de insuficiência renal ou hepática grave.

Uso na gravidez de Actifedrin

Não obstante a pseudoefedrina e a triprolidina venham sendo usadas há muitos anos sem conseqüências adversas aparentes, não há dados específicos sobre seu uso durante a gravidez. Foi demonstrado que ambas as substâncias são excretadas pelo leite materno, embora em quantidade pequena (Findlay et al. 1984), mas o efeito nos lactentes não é conhecido. Foi estimado que cerca de 0,5 a 0,7% de uma dose única de pseudoefedrina ingerida pela mãe será excretada pelo leite materno em 24 horas. Desta forma, Actifedrin só deve ser usado durante a gravidez e a lactação se o benefício para a mãe justificar o possível risco para o bebê.

Interações medicamentosas de Actifedrin

O uso concomitante de Actifedrin com outros agentes simpaticomiméticos, tais como os descongestionantes, os antidepressivos tricíclicos, os supressores do apetite e os psico-estimulantes do tipo das anfetaminas, ou com os inibidores da monoaminoxidase que interferem no catabolismo das aminas simpaticomiméticas, pode ocasionalmente causar uma elevação na pressão arterial. Por causa da pseudoefedrina, Actifedrin pode parcialmente reverter a ação hipotensiva de drogas que interferem na atividade simpática, incluindo-se o bretílio, a betanidina, a guanetidina, a debrisoquina, a metildopa e os alfa e betabloqueadores.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Actifedrin

Pode ocorrer depressão ou excitação do sistema nervoso central, sendo que sonolência é o que se relata com maior freqüência. Distúrbios do sono e raramente alucinações, foram relatados. Ocasionalmente, relataram-se rashes cutâneos, com ou sem irritação, taquicardia e boca, nariz e garganta secos. Ocasionalmente, relatou-se retenção urinária em homens que tomavam pseudoefedrina; o aumento prostático pode ter sido um importante fator predisponente.

Actifedrin - Posologia

Adultos e crianças com mais de 12 anos de idade: 1 comprimido ou 10 ml (1 copo medida) de xarope três ou quatro vezes ao dia. Crianças com menos de 12 anos de idade: 6 - 12 anos: 5 ml (1/2 copo medida) de xarope três ou quatro vezes ao dia. 2 - 5 anos: 2,5 ml (1/4 copo medida) de xarope três ou quatro vezes ao dia. Crianças com menos de 2 anos de idade: Administrar Actifedrin somente sob orientação médica. Pacientes idosos: Não existem estudos específicos com Actifedrin neste grupo de pacientes. Contudo, a experiência indica que a dose preconizada para adultos mais jovens é apropriada também para idosos. Entretanto aconselha-se controlar a função renal e/ou hepática, e deve-se ter precaução no caso de insuficiência grave destas funções.

Superdosagem

Sintomas e Sinais: Os efeitos de toxicidade aguda de Actifedrin podem incluir sonolência, letargia, tontura, ataxia, fraqueza, hipotonicidade, depressão respiratória, secura da pele e membranas mucosas, taquicardia, hipertensão, hiperpirexia, hiperatividade, irritabilidade, convulsões e dificuldade de micção. Tratamento: Devem-se tomar medidas necessárias para manter a respiração, dando-lhe suporte, e controlar as convulsões. A lavagem gástrica deve ser feita até 3 horas após a ingestão do produto, se for indicada. Pode ser necessária a cateterização da bexiga. Se desejar, a eliminação da pseudoefedrina pode ser acelerada por diurese ácida ou por diálise.

Actifedrin - Informações

A triprolidina propicia alívio sintomático das condições que se acreditam ser dependentes, total ou parcialmente, da liberação desencadeada de histamina. É um potente antagonista competitivo dos receptores H1 histamínicos da classe das pirrolidinas, com discreta propriedade depressora do sistema nervoso central, que pode causar sonolência. A pseudoefedrina possui atividade simpaticomimética direta e indireta sendo um descongestionante eficaz das vias respiratórias superiores. A pseudoefedrina é substancialmente menos potente do que a efedrina para provocar tanto taquicardia como elevação da pressão arterial sistólica, e consideravelmente menos potente em ocasionar a estimulação do sistema nervoso central.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal