Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Hirudoid

Hirudoid - Bula do remédio

Hirudoid com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Hirudoid têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Hirudoid devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Sankyo

Apresentação de Hirudoid

Gel - bisn. c/ 40 g. Pom. - bisn. c/ 40 g.

Hirudoid - Indicações

Hirudoid POMADA Nos processos inflamatórios localizados, varizes, flebites pós-infusão e pós-venóclise, tromboflebites superficiais, úlcera varicosa, linfangites, linfadenites, hematomas, furúnculos e mastite. Hirudoid GEL Nos processos inflamatórios localizados, varizes, flebites pós-infusão e pós-venóclise, tromboflebites superficiais, linfangites, linfadenites, hematomas, furúnculos e mastite. Hirudoid é especialmente apropriado para o alívio dos casos nos quais a presença de edema leva à sensação de peso nas pernas. Nos quadros clínicos e processos em que é necessária uma ação antiinflamatória, antiexsudativa, anticoagulante, antitrombótica, fibrinolítica e se deseja a regeneração do tecido conjuntivo, especialmente dos membros inferiores.

Contra-indicações de Hirudoid

Com base na experiência clínica, não se recomenda o uso de Hirudoid GEL em feridas abertas e o uso de Hirudoid POMADA e GEL em olhos e mucosas.

Advertências

Não se recomenda utilizar Hirudoid GEL em feridas abertas. Não se recomenda utilizar Hirudoid POMADA e GEL em mucosas (por ex. dentro da boca, nariz, ânus, etc.).

Uso na gravidez de Hirudoid

Não é recomendado o uso do produto durante a gravidez e no período de amamentação. Categoria de risco na gravidez: C ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Interações medicamentosas de Hirudoid

Não são conhecidas interações medicamentosas com Hirudoid.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Hirudoid

Ainda não são conhecidas a intensidade e freqüência das eventuais reações adversas.

Hirudoid - Posologia

Aplicar uma camada de Hirudoid sobre toda a extensão da região afetada, friccionando, 3 a 4 vezes ao dia, ou mais, de acordo com o caso clínico. Além disso, o medicamento pode ser aplicado ao redor de úlceras utilizando-se uma compressa. Pode-se intensificar a ação anticoagulante friccionando-se adicionalmente uma camada de gel ou pomada numa região não atingida (por exemplo: costas, coxas). Hirudoid GEL é especialmente adequado para o tratamento combinado com fono e iontoforese. Para o tratamento de cicatrizes, aconselha-se friccionar fortemente.

Superdosagem

Não existem casos descritos. O produto é bem tolerado, se a aplicação na pele causar desconforto recomenda-se lavar o local.

Hirudoid - Informações

A substância ativa de Hirudoid, o mucopolissacarídeo, é obtido por extração do trato respiratório superior de bovinos, em seguida é esterificado semi-sinteticamente para o polissulfato de mucopolissacarídeo e padronizado. A substância ativa é um polímero constituído por componentes dissacarídeos, cada um dos quais contendo ácido urônico e hexosamina. O polissulfato de mucopolissacarídeo apresenta propriedades farmacológicas específicas para a terapêutica percutânea. Após aplicação cutânea, o polissulfato de mucopolissacarídeo é absorvido principalmente pela epiderme, derme e tecido subcutâneo, atingindo a corrente sangüínea em pequena quantidade. A excreção dá-se pela urina e pelas fezes, sendo excretado em parte não modificada e em parte despolimerizada, formando moléculas de cadeias menores. O polissulfato de mucopolissacarídeo possui ação anticoagulante ao agir sobre a tromboplastina e trombina, inibindo ou retardando a formação de trombos e seu posterior crescimento. Por outro lado, ao ativar a plasmina e plasminogênio, o polissulfato de mucopolissacarídeo estimula a fibrinólise. Adicionalmente, bloqueia as enzimas proteolíticas, inibe a hialuronidase, ativa o fluxo sangüíneo local e a corrente linfática e promove rápida e segura absorção de hematomas, o que lhe confere características antiinflamatória e antiexsudativa.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal