Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Hydergine

Hydergine - Bula do remédio

Hydergine com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Hydergine têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Hydergine devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Novartis

Apresentação de Hydergine

compr. de 4,5 mg: emb. c/ 14. sol. oral 4,5 mg/1 medida de 1,5 ml: emb. c/ 15 ml. sol. oral 1 mg/ml: emb. c/ 30 ml. Ampola de 0,3 mg/ml: emb. c/ 50 amp. de 1 ml. cáps. de 1 mg: emb. c/ 36

Hydergine - Indicações

Sinais e sintomas de deterioração mental especialmente aqueles relacionados ao envelhecimento: tontura, cefaléia, pouca concentração, desorientação, comprometimento da memória, falta de iniciativa, depressão do humor, insociabilidade, dificuldades c/ as atividades diárias e cuidados pessoais. Doença vascular cerebral aguda. Distúrbios vasculares periféricos. Sintomas subjetivos associados a hipertensão arterial.

Contra-indicações de Hydergine

Hipersensibilidade reconhecida ao medicamento ou a qualquer outro componente da formulação.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Hydergine

Obstrução nasal, náusea transitória e distúrbios gástricos podem ocasionalmente ocorrer, mas são normalmente evitados pela administração do medicamento c/ alimentos. Na maioria dos casos, os efeitos colaterais desaparecem sem que se tomem medidas específicas.

Hydergine - Posologia

Via Oral: 3 a 6 cápsulas ou 3 a 6 ml da solução oral de 1 mg/ml, divididas em 3 doses diárias, preferencialmente antes das refeições, ou em dose única diária. No esquema posológico de administração diária única, recomenda-se 1 comp. de 4,5 mg ou 1 medida da apresentação solução gotas de 4,5 mg. Nos pacientes c/ deterioração mental, o alívio dos sintomas é normalmente gradual, manifestando-se após 3 a 4 semanas. Nestes casos, recomenda-se uma terapia prolongada (3 meses ou mais) e o tratamento pode ser repetido conforme for necessário. Via parenteral: - Em distúrbios cerebrovasculares agudos (especialmente quando associados a hipertensão) utiliza-se a via parenteral em associação à oral. Indica-se 0,3 mg (1 ml) por infusão gota a gota ou injeção endovenosa lenta (em 20 ml de solução glicosada a 5% ou salina) uma ou duas vezes ao dia. Podem-se utilizar como alternativas as vias subcutânea ou intramuscular, administrando-se 0,3 mg (1 ml) uma ou mais vezes ao dia. • Em casos graves de moléstias vasculares periféricas, também deve-se associar ao tratamento oral 0,3 a 0,6 mg (1 a 2 ml), por via intramuscular ou subcutânea, uma ou duas vezes ao dia. Quando necessário, pode-se administrar por via intra-arterial (0,3 a 0,6 mg ou 1 a 2 ml) preferencialmente diluido em 10 a 20 ml de solução salina.

Hydergine - Informações

Os estudos em animais demostram que Hydergine modifica a neurotransmissão cerebral, havendo evidência de um efeito estimulante sobre os receptores de dopamina e serotonina e de um efeito bloqueador ao nível dos a-receptores. Melhora a função metabólica cerebral comprometida, um efeito que se reflete em alterações na atividade elétrica do cérebro, especialmente no padrão de potências ao eletroencefalograma. Este efeito benéfico sobre o EEG foi confirmado em estudos experimentais no homem. Também foi observado que Hydergine encurta o tempo de circulação cerebral. Ensaios clínicos controlados mostraram que Hydergine é eficaz na melhora de muitos dos sintomas de deterioração mental, especialmente sintomas relacionados à idade nas áreas de cuidado pessoal, comportamento social, estado emocional e desempenho mental. Considera-se que seu efeito benéfico em distúrbios vasculares periféricos e em sintomas subjetivos associados a hipertensão arterial, seja devido a seu efeito dilatador sobre os esfíncteres pré-capilares e sua atividade a-bloqueadora.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal