Feed

Já é assinante?

Entrar

Indapen sr

Indapen sr - Bula do remédio

Indapen sr com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Indapen sr têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Indapen sr devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Torrent

Apresentação de Indapen sr

cx. c/ 2 blísters de 15 compr. rev. de liberação prolongada c/ 1,50 mg de Indapamida.

Indapen sr - Indicações

Hipertensão arterial essencial.

Contra-indicações de Indapen sr

Hipersensibilidade às sulfamidas; insuficiência hepática ou renal grave; encefalopatia hepática; hipocalemia.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Indapen sr

As reações adversas biológicas ou clinicas são, em sua maioria, dose-dependentes. Biológicas: - Depleção do potássio com hipocalemia, particularmente grave em determinados grupos do risco. n No decorrer dos estudos clínicos, foi observado em certos casos, baixa da calemia após 4 a 6 semanas do tratamento, correspondendo a aproximadamente 10 % dos pacientes para uma calemia < 3,4 mmol/L e 4 % dos pacientes para uma calemia < 3,2 mmol/L. Após 12 semanas de tratamento, a redução media da calemia foi de 0,23 mmol/L. - Hiponatremia acompanhada de hipovolemia causadas por uma desidratação e hipotensão ortostática. A perda concomitante de íons cloreto pode causar, secundariamente, alcalose metabólica compensada: a incidência e amplitude deste efeito são pequenas. - Elevação da uricemia e da glicemia no decorrer do tratamento: a utilização dos diuréticos deverá ser cuidadosamente avaliada nos pacientes gotosos e diabéticos. - Alterações hematológicas: muito raramente podem ser observados trombocitopenia, leucopenia, agranulocitose, aplasia de medula a anemia hemolítica. - Excepcionalmente pode-se observar hipercalcemia. Clínicas: - Em caso de insuficiência hepática, possibilidade de aparecimento de encefalopatia hepática. - Reações de hipersensibilidade, essencialmente dermatológicas, nos pacientes predispostos às manifestações alérgicas e asmáticas. - Erupções maculopapulares, púrpura, possibilidade do agravamento de um lúpus eritematoso agudo disseminado pré-existente. - Raramente foram relatadas náuseas, constipação, secura da boca, vertigens, astenia, parestesias a cefaléias que desaparecem com a redução da posologia. - Excepcionalmente: pancreatite.

Indapen sr - Posologia

Via oral: um comprimido revestido de liberação prolongada ao dia, de preferência pela manhã. Precauções posológicas: a dose eficaz anti-hipertensiva é de um comprimido revestido de liberação prolongada ao dia. Nessa dose, o efeito farmacológico diurético do produto não tem, habitualmente, tradução clínica. Nas doses superiores, a ação anti-hipertensiva não aumenta, enquanto o efeito diurético se amplifica.

Indapen sr - Informações

Atividade anti-hipertensiva. Derivado sulfamídico não tiazídico com núcleo indólico, pertencendo à família dos diuréticos tiazídicos no plano farmacológico, que age inibindo a reabsorção do sódio em nível do segmento cortical de diluição. A indapamida aumenta a excreção urinária do sódio e dos cloretos a, em uma escala menor, a excreção do potássio e do magnésio, aumentando assim a diurese e exercendo uma ação anti-hipertensiva. Os estudos das fases II e III demonstraram em monoterapia, um efeito antihipertensivo que se prolonga por 24 horas. Esta atividade anti-hipertensiva é demonstrada por uma melhoria do tônus arterial a uma diminuição das resistências periféricas totais e arteriolares. A indapamida reduz a hipertrofia do ventrículo esquerdo. Por outro lado, foi demonstrado a curto, médio e longo prazos no paciente hipertenso, que a indapamida: - não altera o metabolismo lipídico: triglicerídeos, LDL-colesterol e HDL-colesterol; - não altera a tolerância a glicose, inclusive no hipertenso diabético.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal