FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Kiddi Pharmaton

Kiddi Pharmaton - Bula do remédio

Kiddi Pharmaton com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Kiddi Pharmaton têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Kiddi Pharmaton devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Boehringer

Apresentação de Kiddi Pharmaton

Xarope: frasco com 200 ml + copo-medida graduado

Kiddi Pharmaton - Indicações

PHARMATON KIDDI é indicado para períodos de necessidade aumentada de vitaminas, especialmente durante o período de crescimento.
Pode ser usado na prevenção da deficiência de vitaminas, nas dietas restritas, na convalescença, após cirurgias, doenças infecciosas ou outras patologias.

Contra-indicações de Kiddi Pharmaton

-Distúrbios do metabolismo do cálcio (hipercalcemia e hipercalciúria);
-Hipervitaminose D;
-Insuficiência renal;
-Cálculos renais de cálcio;
-Durante o tratamento com outros medicamentos que contenham vitamina D;
-Fenilcetonúria;
-Hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula.
-Intolerância à frutose

Atenção fenilcetonúricos: contém fenilalanina.

Advertências

PHARMATON KIDDI contém 3,75 g de sorbitol (correspondente a 2,6 g de sorbitol anidro) em 15 ml, dose diária máxima recomendada. Pacientes com condições hereditárias raras de intolerância à frutose não devem tomar este medicamento.
PHARMATON KIDDI contém 3,6 g de carboidratos em 15 ml, dose diária máxima recomendada.

Atenção: este medicamento contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de diabetes.

Estudos sobre o efeito na habilidade de dirigir e operar máquinas não foram realizados.

Fertilidade, Gravidez e Lactação
Estudos clínicos controlados com mulheres grávidas e lactantes não estão disponíveis.
PHARMATON KIDDI só deve ser utilizado durante a gravidez ou lactação se o médico considerar essencial em relação ao risco e benefício.
Estudos sobre o efeito de PHARMATON KIDDI na fertilidade humana não foram realizados.

PHARMATON KIDDI está classificado na categoria de risco B na gravidez.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião- dentista.

Interações medicamentosas de Kiddi Pharmaton

A vitamina B6 pode diminuir a eficácia da levodopa.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Kiddi Pharmaton

Reação com frequência desconhecida: hipersensibilidade.

Atenção: este produto é medicamento que possui nova associação no país e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, notifique os eventos adversos pelo Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Kiddi Pharmaton - Posologia

O xarope pode apresentar uma turvação natural devida a alguns excipientes, mas isso não prejudica a eficácia do medicamento. Agite bem antes de usar.
PHARMATON KIDDI deve ser ingerido, por via oral, junto com o café da manhã ou almoço. Pode ser diluído em água ou sucos, ou misturado em alimentos e papinhas.


Use o copo-medida para medir a quantidade do xarope: Crianças de 1 a 5 anos: 7,5 ml por dia.
Crianças com idade superior a 5 anos, adolescentes e adultos: 15 ml por dia.

Superdosagem

Após ingestão de altas doses pode resultar um efeito tóxico devido à toxicidade da vitamina lipossolúvel D. Pode ser necessário o tratamento da hipercalcemia causada pela ingestão de altas doses de vitamina D.
A ingestão diária prolongada de quantidades superiores a 75 ml do produto pode causar sintomas de toxicidade crônica como vômitos, cefaleia, sonolência e diarreia, seguidos por sede excessiva, aumento da diurese, fraqueza, nervosismo e hipertensão arterial. Os sintomas agudos só são observados com doses ainda mais elevadas. Em adultos a dose tóxica aguda de vitamina D corresponde, aproximadamente, à ingestão de 25.000 a 50.000 UI (contidas em 937-1875 ml).
O tratamento consiste em interromper o uso e reduzir a ingestão de cálcio para diminuir os efeitos de sua alta concentração. Pode-se administrar soro fisiológico por via endovenosa com ou sem diuréticos para aumentar a calciúria, e se necessário, corticosteroides para reduzir o risco de lesão tecidual. A administração de cloreto de amônio pode reduzir a acidez na urina, diminuindo desta forma a formação de cálculos de cálcio.
Conforme a literatura atual observou-se que a ingestão de altas doses de vitamina B6 pode se associar a polineuropatia periférica.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Características farmacológicas

Uma nutrição mal balanceada ou deficiente pode não fornecer toda a quantidade de vitaminas e minerais necessária às crianças.
As vitaminas e os minerais corrigem e previnem as repercussões danosas sobre o metabolismo celular nas situações de demanda aumentada ou devidas a uma dieta inadequada.
Baixo suprimento de vitaminas, minerais e do aminoácido lisina pode causar distúrbios como debilidade, cansaço, diminuição do apetite e da vitalidade, resistência reduzida e prolongamento do tempo de convalescença. As vitaminas do complexo B são necessárias para as funções metabólicas normais.
A lisina é um aminoácido essencial, importante para a formação óssea, além de colaborar na formação de colágeno e proteínas, entre outras funções. Demonstrou-se por estudo clínico que, associada à vitamina D, a lisina proporciona aumento da absorção intestinal de cálcio. É também o aminoácido que mais frequentemente é consumido de forma inadequada pelas crianças.

Farmacocinética
Não existe disponibilidade de estudos sobre as propriedades farmacocinéticas do produto.

Armazenagem

Mantenha o frasco bem fechado, em temperatura ambiente (15 ºC a 30 ºC) e protegido da luz. O prazo de validade é de 24 meses a partir da data de fabricação.



Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. PHARMATON KIDDI é um líquido viscoso, com coloração amarelo-alaranjada, podendo apresentar turvação. Possui odor de laranja e sabor adocicado de laranja.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres legais

MS - 1.0367.0164
Farm. Resp.: Dímitra Apostolopoulou – CRF-SP 08828

Importado por:
Boehringer Ingelheim do Brasil Quím. e Farm. Ltda.
Rod. Régis Bittencourt, km 286
Itapecerica da Serra – SP
CNPJ 60.831.658/0021-10
SAC 0800 701 6633

Fabricado por:
Ginsana SA
Lugano-Bioggio – Suíça

Kiddi Pharmaton - Bula para o Paciente

1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
PHARMATON KIDDI é indicado para períodos de necessidade aumentada de vitaminas, especialmente durante o período de crescimento. Pode ser usado na prevenção da deficiência de vitaminas, nas dietas restritas, no período de recuperação, após cirurgias, doenças infecciosas ou outras doenças.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
PHARMATON KIDDI é uma formulação suíça balanceada com vitaminas e lisina.
As vitaminas do complexo B são necessárias para as funções metabólicas normais e a lisina é um aminoácido essencial, importante para a formação óssea, além de colaborar para a formação de colágeno e proteínas, entre outras funções.
Por ser um polivitamínico, não é possível determinar com precisão o tempo para início da ação. O medicamento deve ser utilizado pelo tempo necessário para corrigir ou prevenir eventuais deficiências conforme indicação.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Você não deve usar PHARMATON KIDDI se tiver alterações no metabolismo do cálcio, como nível aumentado de cálcio no sangue e aumento da eliminação de cálcio na urina; vitamina D em excesso, mau funcionamento dos rins, pedra nos rins, fenilcetonúria (falta de uma enzima que impede o metabolismo e a eliminação do aminoácido fenilalanina do corpo), alergia a qualquer um dos componentes da fórmula e intolerância à frutose.
Você também não deve tomar PHARMATON KIDDI se tiver tomando outro medicamento com vitamina D.

Atenção fenilcetonúricos: contém fenilalanina.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
PHARMATON KIDDI contém 3,75 g de sorbitol (correspondente a 2,6 g de sorbitol anidro) em 15 ml, dose diária máxima recomendada. Se você tiver intolerância à frutose não use este medicamento.


PHARMATON KIDDI contém 3,6 g de carboidratos em 15 ml, dose diária máxima recomendada.

Atenção diabéticos, contém açúcar.
Estudos sobre o efeito na habilidade de dirigir e operar máquinas não foram realizados.

Fertilidade, Gravidez e Amamentação
PHARMATON KIDDI só deve ser utilizado durante a gravidez ou amamentação se o médico considerar essencial em relação ao risco e benefício.
Estudos sobre o efeito de PHARMATON KIDDI na fertilidade humana não foram realizados.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião- dentista.

Interação Medicamentosa: A vitamina B6 pode diminuir a eficácia da levodopa.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Mantenha o frasco bem fechado, em temperatura ambiente (15 ºC a 30 ºC) e protegido da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. PHARMATON KIDDI é um líquido viscoso, com coloração amarelo-alaranjada, podendo apresentar turvação. Possui odor de laranja e sabor adocicado de laranja.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Agite bem antes de usar.
Você ou a criança deve ingerir PHARMATON KIDDI, por via oral, junto com o café da manhã ou almoço. Você pode diluir em água ou sucos, ou misturar com alimentos e papinhas.
Use o copo-medida para medir a quantidade do xarope.

Dose recomendada:
Crianças de 1 a 5 anos: 7,5 ml por dia.

Crianças com idade superior a 5 anos, adolescentes e adultos: 15 ml por dia.
Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Continue tomando as próximas doses regularmente no horário habitual. Não duplique a dose na próxima tomada.



Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Reação com frequência desconhecida: hipersensibilidade (alergia).

Atenção: este produto é um medicamento que possui nova associação no país e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico.

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Em caso de superdose acidental, procure sempre orientação médica.
Após ingerir altas doses do medicamento, pode surgir um efeito tóxico devido à toxicidade da vitamina D.
Pode ser necessário o tratamento da hipercalcemia (aumento dos níveis de cálcio no sangue) causada pela ingestão de altas doses de vitamina D. Nestes casos, você deve interromper o tratamento e diminuir a ingestão de cálcio.
A ingestão diária prolongada de quantidades maiores que 75 mL do produto pode causar sintomas de toxicidade crônica tais como vômitos, dor de cabeça, sonolência e diarreia, seguidos por sede excessiva, aumento da produção de urina, fraqueza, nervosismo e pressão alta. Os sintomas agudos somente são observados com doses ainda mais elevadas. Em adultos, a dose tóxica aguda de vitamina D corresponde, aproximadamente, à ingestão de 25.000-50.000 UI (contidas em 937-1.875 mL).
Conforme literatura atual observou-se que a ingestão de altas doses de vitamina B6 pode estar associada à perda sensorial, atrofia e fraqueza muscular.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Data da bula

11/08/2017

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal