Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Litocit - Bula do remédio

Litocit com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Litocit têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Litocit devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Apsen

Apresentação de Litocit

Litocit® e apresentado para administração oral em comprimidos:
Frasco contendo 60 comprimidos com 10 mEq de citrato de potássio
Frasco contendo 60 comprimidos com 5 mEq de citrato de potássio.

USO ADULTO

COMPOSIÇÃO
Cada comprimido de absorção retardada contém:
Citrato de potássio .......................................................... 10 mEq (1080 mg) e 5 mEq (540 mg)
Excipiente* q.s.p. ................................................................................................ 1 comprimido
*Excipiente: matriz cerosa, estearato de magnésio, álcool cetoestearilico.

Litocit - Indicações

O citrato de potássio, Litocit®, e indicado no tratamento da acidose tubular renal com formação de cálculos por sais de cálcio, hipocitraturia com redução da excreção de oxalato de cálcio de qualquer etiologia e litíase por sais de acido úrico.

Contra-indicações de Litocit

Litocit® está contraindicado em pacientes com hipercalemia (ou que tenham condições e/ou predisposição para desenvolvê-la) porque o aumento do potássio sérico pode provocar até uma parada cardíaca. Tais condições incluem: insuficiência renal crônica, diabetes mellitus incontrolável, desidratação aguda, exercício físico extenuante (em indivíduos fora de condicionamento físico), insuficiência adrenal, extensa perda de tecidos, ou na administração conjunta com outro medicamento ou diurético poupador de potássio (como triantereno, espironolactona ou amilorida).
Litocit® está contraindicado em pacientes nos quais possa ocorrer uma demora ou parada na passagem do comprimido pelo trato gastrointestinal, tais como os que sofrem de: retardamento do esvaziamento gástrico, compressão esofágica, obstrução intestinal ou estejam tomando medicação anticolinérgica. Pelo potencial ulcerogênico, Litocit® não deve ser administrado a pacientes com úlcera péptica.
Litocit® está contraindicado em pacientes com infecção ativa no trato urinário (com ou sem a presença de cálculos renais).
A capacidade de Litocit® em aumentar o citrato urinário pode ser acentuada pela degradação bacteriana do citrato. Além disso, o aumento do pH urinário pelo Litocit® pode fomentar um aumento futuro das bactérias.
Litocit® é contraindicado em pacientes com insuficiência renal (filtração glomerular menor do que 0,7 ml/kg/min), porque há aumento do risco de hipercalemia.

Advertências

Nos pacientes com os mecanismos de excreção de potássio alterados, Litocit® pode produzir hipercalemia e até parada cardíaca.
Uma hipercalemia assintomática pode ocorrer e ser fatal. O uso de Litocit® em pacientes com insuficiência renal crônica ou outra condição que provoque a alteração de excreção de potássio (como insuficiência cardíaca) deve ser evitado.

PRECAUÇÕES
Na administração conjunta com outro medicamento ou diurético poupador de potássio (como triantereno, espironolactona, ou amilorida) pode ocorrer hipercalemia severa.

Testes Laboratoriais
É recomendável determinar regularmente o potássio sérico. É preciso atentar para o balanço acidobásico, outros eletrólitos séricos, eletrocardiograma e o estado clínico do paciente. No caso de insuficiência renal ou cardíaca, ou de acidose isto é fundamental.

Gravidez
Estudos sobre a reprodução em animais não foram realizados com o citrato de potássio. Não é recomendado o seu uso durante a gravidez.

Amamentação
A quantidade normal de potássio no leite materno é de cerca de 13µg/l.
O citrato de potássio é excretado no leite, não se sabe em qual quantidade e como afeta a composição do leite materno. Não é recomendado o seu uso.

Uso Geriátrico/Pediátrico
Não é recomendado o seu uso. Sua segurança e eficácia não foram ainda estabelecidas em crianças e idosos.

Interações medicamentosas de Litocit

A administração concomitante de outro medicamento ou diurético poupador de potássio (como triantereno, espironolactona, ou amilorida) pode causar severa hipercalemia, por isto deve ser evitada. Com as drogas que tornam o trânsito gastrointestinal mais lento (como anticolinérgicos) pode-se esperar o aumento da irritação gástrica produzida pelos sais de potássio.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Litocit

As queixas mais comuns são de desconforto abdominal, vômito, diarreia, redução dos movimentos intestinais ou náusea. Estes sintomas são consequência da irritação intestinal e podem ser aliviados administrando-se as doses durante as refeições ou lanches, ou pela própria redução da dose.
Alguns pacientes podem expelir as matrizes dos comprimidos intactas, nas fezes.

Litocit - Posologia

O tratamento com Litocit® deve ser acompanhado de uma dieta que limite a ingestão de sal e de potássio e estimule a ingestão de líquidos (o volume de urina precisa ser de pelo menos dois litros ao dia). O objetivo do tratamento e prover Litocit® na dosagem suficiente para restabelecer o citrato urinário (maior do que 320 mg/dia ate chegar o mais próximo possível do normal 640 mg/dia) e aumentar o pH urinário para 6,0 a 7,0.

Recomendação geral:
Em qualquer dosagem Litocit® deve ser administrado de preferencia nas refeições ou ate 30 minutos apos as refeições ou lanches.
Nos pacientes com hipocitraturia moderada (> 150 mg/dia de excreção de citrato urinário): Litocit® deve ser administrado na dose inicial de 30 mEq/dia (10 mEq três vezes ao dia). Nos pacientes com hipocitraturia severa (< 150 mg/dia de excreção de citrato urinário): Litocit® deve ser administrado na dose inicial de 60 mEq/dia (20 mEq três vezes ao dia ou 15 mEq quatro vezes ao dia).
E necessário monitorar na urina de 24 horas o pH e a excreção do citrato para determinar a adequação da dose inicial e avaliar a eficácia de qualquer mudança de dose. Adicionalmente o pH e a excreção do citrato devem ser monitorados a cada 4 meses.
Doses acima de 100 mEq/dia Não foram avaliadas e devem ser evitadas.
Eletrólitos séricos (sódio, potássio, cloreto e dióxido de carbono), creatinina e hemograma completo devem ser monitorados a cada 4 meses. O tratamento deve ser descontinuado no caso de hipercalemia, aumento significativo da creatinina sérica ou queda significativa do hematocrito/hemoglobina.

Superdosagem

A administração de sais de potássio a pessoa sem predisposição para hipercalemia raramente causa serias consequências. E importante reconhecer que hipercalemia usualmente e assintomática e pode ser percebida apenas pela sua dosagem no soro e alterações características no eletrocardiograma. Manifestações tardias incluem paralisia muscular e colapso cardiovascular com parada cardíaca.
O tratamento da superdosagem de potássio inclui: a eliminação da dieta de alimentos ricos em potássio; de medicamentos ricos em potássio e de diuréticos poupadores de potássio; a administração IV de 300-500 ml/h de dextrose a 10% com 10-20 unidades de insulina/1.000 ml; a correção da acidose com bicarbonato de sódio IV e a dialise peritoneal ou hemodiálise.
No tratamento da hipercalemia deve ser lembrado que nos pacientes estabilizados com digitálicos, a queda rápida da concentração de potássio sérico pode produzir toxidade digitálica.

Características farmacológicas

Modo de ação:
Quando o Litocit® (citrato de potássio) e administrado oralmente, o metabolismo do citrato absorvido produz uma carga de alcalinidade.
A carga de alcalinidade induzida, por sua vez, aumenta o pH urinário, o que impede a formação de cálculos renais. O citrato de potássio e metabolizado a bicarbonato, o qual aumenta o Ph urinário, aumentando a excreção de íons bicarbonato livres, sem produzir alcalose sistêmica, quando administrado nas doses recomendadas. O aumento do pH da urina aumenta a solubilidade de cistina na urina e a ionização do acido úrico a íon urato, mais solúvel. Mantendo a urina alcalina, pode completar-se a dissolução real dos cálculos de acido úrico.
O metabolismo do citrato de potássio absorvido aumenta o pH da urina e eleva o citrato urinário, aumentando o aclaramento do citrato, sem alterar significativamente o citrato sérico Não filtrável. A terapia com citrato de potássio parece aumentar o citrato urinário, principalmente pela mudança de comportamento renal do citrato, e Não pelo aumento da carga filtrável de citrato. O citrato urinário e o pH elevado diminuem a atividade do íon cálcio, aumentando a formação de complexos de cálcio com ânions dissociados e diminuindo assim, a saturação de oxalato de cálcio.
O citrato de potássio inibe também a cristalização e nucleação espontânea de oxalato cálcico e fosfato cálcico na nefrolitíase cálcica hipocitraturica. Entretanto o citrato potássico Não altera a saturação urinaria de fosfato cálcico porque o efeito da elevada formação de complexos de citrato com cálcio se contrapõe mediante uma elevação na dissociação de fosfato dependente do pH.
Os cálculos do fosfato cálcico são mais estáveis na urina alcalina.

Farmacocinética:
O citrato de potássio e oxidado no organismo, formando bicarbonato potássico ou bicarbonato sódico. A ação tem inicio em cerca de 1 hora apos a administração oral, persistindo por 12 horas a 3 dias (doses múltiplas). A eliminação e urinaria, sendo menos de 5% da droga inalterada.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

PACIENTES IDOSOS
Não e recomendado o seu uso. Sua segurança e eficácia Não foram ainda estabelecidas em idosos.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Nº do Lote; Data de Fabricação e Validade: vide Cartucho.

MS - 1.0118.0128

Farmacêutico Responsável:
Dr. Eduardo Sergio Medeiros Magliano
CRF SP nº 7179

APSEN FARMACÊUTICA S/A
Rua La Paz, nº 37/67 - Santo Amaro
CEP 04755-020 - Sao Paulo - SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira

Litocit - Bula para o Paciente

Ação esperada do medicamento: Litocit® contem citrato de potássio, que promove a alcalinização da urina, evitando a formação de cálculos por sais de cálcio ou acido úrico.

Cuidados de armazenamento: Os comprimidos devem ser mantidos em sua embalagem original, na temperatura ambiente (entre 15 e 30˚C), ao abrigo da umidade e protegidos da luz. Retire o comprimido no momento em que for toma-lo, fechando muito bem o frasco.

Prazo de validade: Não utilize o medicamento com a validade vencida. O prazo de validade de Litocit® esta impresso na embalagem e de 24 meses apos a data de fabricação.

Gravidez e lactação: Informe ao seu medico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou apos o seu termino. Informar ao medico se esta amamentando.

Cuidados de administração: Siga a orientação do seu medico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Tome a dose sem morder, mascar, quebrar ou chupar o comprimido. Os comprimidos devem ser tomados com um copo cheio de agua ou líquidos, juntamente com as refeições ou em ate 30 minutos apos as refeições ou lanches. Tome a medicação apenas como foi prescrita. Isto e particularmente importante para os pacientes que também tomam diuréticos e digitálicos. Informe ao seu medico se tiver dificuldade de engolir o comprimido ou se ele parecer “parar” na garganta.

Interrupção do tratamento: Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu medico.

Reações Adversas: Informe ao seu medico o aparecimento de reações desagradáveis.
As reações mais frequentes são desconforto abdominal, vomito diarreia, redução dos movimentos intestinais ou náusea.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Ingestão concomitante com outras substâncias: Litocit® Não deve ser administrado com medicamentos diuréticos poupadores de potássio e medicamentos que tornam o transito intestinal mais lento. Qualquer medicamento so deve ser utilizado sob a supervisão e cuidado medico.

Contraindicações e precauções: Informe ao seu medico sobre qualquer medicamento que esteja usando antes do inicio ou durante o tratamento.
Litocit® e contraindicado em pacientes com hipercalemia, demora ou parada na passagem do comprimido pelo trato gastrointestinal, infecção ativa no trato urinário e em pacientes com insuficiência renal.
Litocit® Não deve ser administrado a pacientes com úlcera péptica.
Informe ao seu medico se tiver alguma evidencia de sangramento intestinal ou mudança na cor das fezes.
Mantenha o controle medico sobre o seu estado de saúde e realize todos os exames solicitados por ele.
Observe com cuidado as recomendações de seu medico sobre a sua dieta, Não exagere no consumo de sal ou de alimentos salgados.
Não se automedique nem tome qualquer medicamento sem o conhecimento do seu medico.

Risco da automedicação:
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO; PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Data da bula

19/08/2013

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal