Feed

Já é assinante?

Entrar

Miocalven

Miocalven - Bula do remédio

Miocalven com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Miocalven têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Miocalven devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Farmalab

Apresentação de Miocalven

compr.: Cart. c/ 60 compr. Cada compr. contém: Citrato de cálcio 950 mg (equivalente a 200 mg de cálcio ionizável). Excipientes: Avicel pH 101, acdisol, syloid e estearato de magnésio.

Miocalven - Indicações

Miocalven está indicado para o tratamento da hipocalcemia e dos estados de deficiência de cálcio, tais como osteomalacia e raquitismo, e como tratamento complementar da osteoporose de várias etiologias (pós-menopausa, senil e induzida por corticosteróides e como conseqüência de gastrectomia ou de imobilização). Miocalven também está indicado no aumento das necessidades de cálcio que ocorrem durante a gravidez, a lactação e a crianças em fase de crescimento.

Contra-indicações de Miocalven

Miocalven está contra-indicado a pacientes portadores de insuficiência renal grave, hipercalciúria grave, hipercalcemia e que apresentem hipersensibilidade ao fármaco.

Advertências

Recomenda-se monitorização do cálcio sérico durante o tratamento prolongado com Miocalven.

Uso na gravidez de Miocalven

Miocalven também está indicado no aumento das necessidades de cálcio que ocorrem durante a gravidez, a lactação e crianças em fase de crescimento.

Interações medicamentosas de Miocalven

Miocalven pode reduzir a absorção de alguns bisfosfonatos (alendronato, tiludronato), fluoretos, fluoroquinolonas, tetraciclinas. Em caso de terapia simultânea, deve-se ter um intervalo de pelo menos 3 horas entre as administrações. A terapia simultânea com a vitamina D aumenta a absorção de cálcio. A absorção de cálcio no trato gastrintestinal pode ser diminuída pela ingestão simultânea de determinados alimentos, como por exemplo, espinafre, leite e seus derivados. Assim, se ingeridos separadamente, o cálcio poderá ser melhor aproveitado pelo organismo. Quando administrado em altas doses juntamente com a vitamina D, o cálcio pode reduzir a resposta aos bloqueadores dos canais de cálcio. Em pacientes tratados com digitálicos, a administração de altas doses de cálcio pode aumentar o risco de arritmias cardíacas. É essencial supervisão clínica cuidadosa, e se necessário acompanhamento com ECG e monitorização sérica do cálcio. Miocalven com diuréticos tiazídicos aumenta o risco de hipercalcemia. Nestes casos, aconselha-se a monitorização sérica de cálcio.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Miocalven

Embora a incidência de reações adversas seja baixa, podem ocorrer raros casos de constipação intestinal e flatulência.

Miocalven - Posologia

A dose diária recomendada é de 1 comprimido, quatro a seis vezes ao dia, equivalente a 800 a 1.200 mg de cálcio elementar ou a critério médico. Os comprimidos do Miocalven podem ser deglutidos com um pouco de água, mastigados ou dissolvidos em meio copo de água. Na profilaxia da deficiência de cálcio, a dose recomendada para adultos e crianças maiores de 6 anos é de 800 mg ao dia. Em mulheres gestantes e que amamentam, a dose recomendada é de 1.000 a 1.200 mg ao dia. Para tratamento da hipocalcemia, a dose recomendada é de 800 mg a 1.200 mg ao dia. Na prevenção e tratamento da osteoporose de várias etiologias, a dose recomenda é de 800 mg a 1.500 mg ao dia.

Superdosagem

Quantidades excessivas de cálcio podem levar a hipercalcemia, complicação freqüentemente associada com a administração parenteral de sais de cálcio, mas que pode ocorrer com o uso da via oral, principalmente em pacientes com insuficiência renal. Os sintomas de hipercalcemia podem incluir: anorexia, náusea, vômitos, constipação, dor abdominal, fraqueza muscular, polidipsia, poliúria, nefrocalcinose, nefrolitíase, distúrbios mentais e, em casos graves, arritmias cardíacas e coma. Deve ser instituído tratamento sintomatológico ou de base de acordo com cada caso.

Miocalven - Informações

O cálcio é o mineral mais abundante no organismo e é essencial para o desenvolvimento e/ou funcionamento dos ossos, dentes, nervos, músculos e coagulação sangüínea. O cálcio é predominantemente absorvido no intestino delgado por transporte ativo e difusão passiva. Cerca de 1/3 do cálcio ingerido é absorvido, embora possa variar na dependência da forma do sal, de fatores dietéticos e do estado do intestino delgado. Após a absorção, o cálcio é eventualmente incorporado aos ossos e dentes com 99% da quantidade do cálcio do organismo presente no tecido esquelético. O restante do cálcio encontra-se presente tanto no fluido intra quanto extracelular. Cerca de 47% do conteúdo total de cálcio sangüíneo está sob a forma ionizada fisiologicamente ativa com aproximadamente 6% em complexo citrato, fosfato ou outros ânions e o restante ligado às proteínas, principalmente à albumina. A absorção de cálcio a partir do citrato de cálcio é muito superior que a do carbonato de cálcio (Harvey, 1990), não é praticamente afetada pela presença de alimentos e não sofre variação significante nos pacientes com hipo ou acloridria, como acontece com os pacientes idosos. A excreção do cálcio ocorre no leite materno, fezes e suor, e somente uma pequena quantidade é eliminada pela urina, uma vez que mais de 90% são reabsorvidos nos túbulos renais. Cada 1 g de citrato de cálcio fornece 21,2% de cálcio ionizável e é equivalente a 5,3 mmol de cálcio. Assim, cada comprimido de 950 mg de Miocalven oferece 200 mg de cálcio elementar. Na insuficiência renal crônica a excreção de cálcio diminui com a queda da taxa de filtração renal; na acidose renal a excreção de cálcio pode estar aumentada.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal