Feed

Já é assinante?

Entrar

Naprix d

Naprix d - Bula do remédio

Naprix d com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Naprix d têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Naprix d devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Libbs

Apresentação de Naprix d

Cart. c/ 2 bl. c/ 15 compr. sulcados cada. Cada compr. contém: Ramipril 5 mg + Hidroclorotiazida 25 mg ou Ramipril 5 mg + Hidroclorotiazida 12,5 mg

Naprix d - Indicações

Hipertensão arterial.

Contra-indicações de Naprix d

Não deve ser utilizado em casos de: hipersensibilidade à qualquer componente da fórmula, pacientes com angioedema hereditário ou idiopático, pacientes com histórico de angioedema, pacientes com doenças autoimunes como lúpus eritematoso e escleroderma, depressão da medula óssea, insuficiência cérebro-vascular, insuficiência coronária, diabetes mellitus, hipercalemia, estenose da artéria renal, transplante renal, insuficiência renal, insuficiência hepática severa, gravidez e lactação.

Advertências

Pacientes em tratamento com inibidores da ECA (incluindo NAPRIX A (ramipril / anlodipino))podem estar sujeitos a várias reações adversas. Estas reações usualmente ocorrem após a primeira dose ou após poucas doses do medicamento, mas algumas vezes ocorrem somente após meses de tratamento. Estas reações são: angioedema de face, extremidades, lábios, língua e laringe. Angioedema associado com edema de glote pode ser fatal. Se ocorrerem estertores de laringe ou angioedema de face, de língua ou glote, deve-se sus pend er imediatamente a administração de NAPRIX A (ramipril / anlodipino) e instituir tratamento apropriado com supervisão médica. Poderão ocorrer também reações anafi lactóides em pacientes que estejam em tratamento de dessensibilização com venoma hymenoptera. Também existem relatos de reações anafi lactóides em pacientes que sofrem diálise com membranas de alto fl uxo e recebam concomitantemente inibidores da ECA. Raramente, pacientes com severa doença coronária arterial obstrutiva desenvolvem aumento da freqüência ou da severidade da angina ou infarto do miocárdio. Como outros inibidores da ECA, o ramipril tem raramente sido associado com hipotensão em alguns pacientes hipertensos. Pacientes em tratamento diurético prolongado, em dietas com restrição de sal, com diarréia, vômitos, em diálise, são mais propensos a episódios hipotensivos. Pacientes em tratamento diurético devem sempre que possível suspender o uso de diurético por 24 a 48 horas antes da introdução de inibidores da ECA, reintroduzindo-o 24 a 48 horas após. Em pacientes com insufi ciência cardíaca congestiva os inibidores da ECA devem ser administrados com cautela e o paciente deve ser monitorado nos primeiros dias do tratamento. Pacientes com severa estenose aórtica podem apresentar hipotensão com vasodilatadores como o anlodipino. Pacientes com insufi ciência renal associada com doenças colágeno-vasculares como escleroderma ou lúpus sistêmico apresentam maior probabilidade de neutropenia e agranulocitose. Na insufi ciência hepática, raramente os inibidores da ECA têm sido associados à icterícia que pode evoluir para necrose hepática. Pacientes que estejam tomando inibidores da ECA e que desenvolvem icterícia ou elevação acentuada das enzimas hepáticas devem descontinuar o tratamento e receber terapia adequada.

Uso na gravidez de Naprix d

Contra-indicado.

Interações medicamentosas de Naprix d

Com diuréticos NAPRIX A (ramipril / anlodipino) pode causar hipotensão. Diuréticos poupadores de potássio como a espironolactona, amilorida e outros podem causar hipercalemia. Suplementos de potássio devem ser administrados com cautela devido ao risco de hipercalemia. Deve-se administrar sais de lítio concomitantemente com NAPRIX A (ramipril / anlodipino) com muita cau tela devido a possibilidade da elevação excessiva dos níveis séricos de lítio.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Naprix d

Algumas reações adversas foram observadas com a terapia com ramipril e com hidroclorotiazida. Caso ocorra algumas das seguintes reações comunique seu médico. Hipotensão (fadiga, tontura, fraqueza) pode ocorrer particularmente no início do tratamento ou em pacientes com depleção de líquidos ou sódio. Também ocorrem taquicardia, náuseas, sudorese, cefaléia e sonolência como conseqüência de uma redução excessiva da pressão. Pacientes com estenose de vasos sangüíneos, com hipertensão maligna, com insuficiência cardíaca severa, desidratados ou que tiveram tratamento prévio com diuréticos são mais propensos à redução indesejável da pressão sangüínea com probabilidade de evoluir para choque circulatório. Nestes casos o tratamento poderá ser reiniciado após a correção da hidratação e o restabelecimento da pressão. Raramente pode ocorrer o angioedema das extremidades, face, lábios, língua, glote e laringe. Neste caso o tratamento deve ser imediatamente interrompido e o médico deve ser comunicado. Ocorrem raramente hipercalemia e dor torácica. Existem relatos de neutropenia e agranulocitose, depressão da medula óssea, pancitopenia e anemia hemolitica. Tosse seca pode aparecer geralmente na primeira semana da terapia de forma intermitente ou eventual e desaparece poucos dias após a suspensão do tratamento. Podem ocorrer também diarréia, náuseas e disgeusia. Também foram relatadas reações como: desequilíbrio eletrolítico, hipocalemia, pancreatite, insuficiência hepática, febre e diminuição da libido. Se forem observadas reações adversas o médico deve ser informado imediatamente.

Naprix d - Posologia

Para ambas apresentações recomenda-se o tratamento com 1/2 comprimido por dia. Caso necessário pode-se ajustar a dose a intervalos de 2 semanas, até, no máximo, 2 comprimidos ao dia. Os pacientes que estiverem tomando outros diuréticos deverão descontinua-los 2 ou 3 dias antes de iniciar o tratamento com Naprix d (ramipril / hidroclorotiazida). Caso seja possível o médico prescreverá um esquema com a redução gradual do diurético. Pacientes com insuficiência renal deverão iniciar com 1/2 de comprimido ao dia e se necessário, aumentar até, no máximo, 1 comprimido ao dia. Naprix d (ramipril / hidroclorotiazida) deve ser administrado com o suficiente de água antes, durante ou após às refeições.

Superdosagem

Têm sido pouco relatadas superdosagem de anlodipino. Não há relatos de superdosagem da combinação de ramipril e anlodipino. A principal ação de uma superdose de NAPRIX A (ramipril / anlodipino) é a vasodilatação, com a conseqüente hipotensão e taquicardia. A terapia de reposição de líquidos poderá ser sufi ciente, mas poderão ser necessários agentes pressores. O anlodipino não é dializável.

Naprix d - Informações

Ramipril é um potente inibidor da enzima de conversão da angiotensina (ECA), de longa duração. A hidroclorotiazida é um anti-hipertensivo que reduz a pressão, reduzindo o volume do plasma e do fluido extra celular e também apresenta uma ação direta nos vasos sangüíneos, reduzindo a resistência periférica. A associação do ramipril com a hidroclorotiazida pode ser mais eficaz do que a ação isolada de cada um dos componentes, mesmo em maiores doses, reduzindo assim o potencial de efeitos colaterais.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal