Feed

Já é assinante?

Entrar

Peptulan

Peptulan - Bula do remédio

Peptulan com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Peptulan têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Peptulan devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Farmasa

Apresentação de Peptulan

compr. 120 mg cx. c/ 28 un.

Peptulan - Indicações

Tratamento da úlcera péptica gástrica e duodenal. Esofagite de refluxo. Gastrite. Duodenites.

Contra-indicações de Peptulan

Hipersensibilidade conhecida ao bismuto. Pacientes portadores de insuficiência renal grave.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Peptulan

Podem ocorrer, ocasionalmente, tontura, cefaléia, distúrbios psicóticos, náuseas, vômitos e diarréia de intensidade moderada. Rash cutâneo é de ocorrência bastante rara. Escurecimento dos dentes e língua são bastante raros e só observados em tratamentos prolongados. O escurecimento das fezes é comum após o início do tratamento devido à formação do sulfeto de bismuto, sem contudo, apresentar qualquer consequência clínica.

Peptulan - Posologia

Recomenda-se 2 comprimidos meia hora antes do desjejum e 2 comprimidos meia hora antes do jantar ou 1 comprimido 4 vezes ao dia, meia hora antes das 3 principais refeições e ao deitar, no mínimo 2 horas depois do jantar. O tratamento inicial nunca deverá ser inferior a 28 dias consecutivos e nenhuma dose deverá ser omitida. A duração do tratamento é de 4 a 8 semanas ou a critério médico. Recomenda-se um intervalo de 8 semanas entre um ciclo e outro de tratamento.

Peptulan - Informações

O subcitrato de bismuto coloidal demonstrou eficácia comparável à dos bloqueadores dos receptores H2 no tratamento da doença péptica. Além disso, possui comprovada ação bactericida sobre o Helicobacter pylori, germe com provável ação ulcerogênica atualmente citado como responsável pelas recidivas das úlceras pépticas. Seu mecanismo de ação não está totalmente esclarecido. Estudos experimentais demonstram que, em presença de acidez gástrica, o bismuto coloidal forma um precipitado abundante que se deposita sobre o nicho ulceroso e suas margens. Os produtos de necrose tissular, provenientes da úlcera, constituídos principalmente por material protéico, através de processo de quelação com o precipitado coloidal, formam uma camada protetora insolúvel, impedindo o ataque de fatores agressivos, representados principalmente pelo ácido clorídrico. Desta forma, a cicatrização pode evoluir até a completa restauração da mucosa. Após a administração oral, a maior parte do bismuto é eliminada com as fezes, o que acarreta o seu escurecimento devido à formação de sulfeto de bismuto. A pequena quantidade absorvida é eliminada pelos rins. A concentração plasmática alcança seu pico máximo ao fim de 4 semanas de administração, raramente atingindo níveis superiores a 50 mcg/l.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal