Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Piroxene

Piroxene - Bula do remédio

Piroxene com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Piroxene têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Piroxene devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Solvay

Referência

Piroxicam

Apresentação de Piroxene

cáps. 20 mg cx.c/ 8 ou 15 un.

Contra-indicações de Piroxene

Não deve ser usado em pacientes que tenham previamente demonstrado hipersensibilidade à droga; existe potencial de sensibilidade cruzada ao ácido acetilsalicílico e outras drogas antinflamatórias não esteroidais. Pacientes que desenvolvam asma, rinite, angioedema, ou urticária após o uso de ácido acetilsalicílico ou outros antinflamatórios não esteroidais. Pacientes com úlcera péptica ativa e hemorragia digestiva alta. A forma farmacêutica de supositórios não deve ser usada em pacientes com lesões inflamatórias do reto e do ânus ou em pacientes com história recente de sangramento anal ou retal.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Piroxene

A incidência de reações adversas é baseada em pesquisas clínicas. Aproximadamente 30% de todos os pacientes que receberam doses diárias de 20 mg experimentaram efeitos colaterais. Sintomas gastrintestinais são os mais freqüentemente encontrados, mas na maioria dos casos não interferem no curso do tratamento. Estas reações incluem: estomatites, anorexia, desconforto epigástrico, náuseas, constipação, desconforto abdominal, flatulência, diarréia, dor abdominal e ingestão. Dos pacientes que experimentaram efeitos colaterais gastrintestinais, aproximadamente 5% interromperam o tratamento com uma incidência total de úlcera péptica de aproximadamente 1%. Outras reações gastrintestinais ocorreram com menor freqüência, tais como, disfunção hepática, vômitos, hematemese, melena, sangramento, gastrintestinais, perfuração e ulceração, boca seca. Efeitos sobre o SNC tais como tontura, sonolência, cefaléia, vertigem e outros menos freqüentes como depressão, insônia, nervosismo, alucinação, alterações de humor, pesadelos, confusão mental e parestesias. Edema dos olhos, visão turva e irritações ocorrem menos freqüentemente. Reações dérmicas de hipersensibilidade na forma de rash cutâneo e prurido podem ocorrer. Menos freqüentemente podem aparecer sudorese, eritema, descamação, dermatite esfoliativa, eritema multiforme, necrólises epidérmicas tóxicas, síndrome de Stevens-Johnson, reações vesículo bolhosas, reações fotoalérgicas da pele. Pode ocorrer diminuição na hemoglobina e no hematócrito, anemia, leucopenia, eosinofilia e com menos freqüência trombocitopenia, petéquias, equimose, depressão da medula óssea incluindo anemia aplástica e epistaxe. Efeitos relacionados ao sistema cardiovascular e respiratório podem ocorrer tal como edema e menos freqüente hipertensão, piora do quadro de insuficiência cardíaca congestiva e da angina, palpitações, dispnéia. Alterações metabólicas como hipoglicemia, hiperglicemia, aumento ou diminuição do peso podem ser raramente observadas. Reações de hipersensibilidade como anafilaxia, broncoespasmo, urticária/angioedema, vasculites e doenças do soro. Caso esporádicos de anticorpos antinucleares (ANA) têm sido relatados. Pode ocorrer elevação da creatinina e raramente disúria. Dor transitória no local da aplicação tem sido ocasionalmente relatadas com o uso de Piroxicam Intramuscular. Reações adversas locais: tais como sensação de queimação ou lesão tecidual (formação de abcesso estéril e necrose de tecido gorduroso), poderão ocasionalmente ocorrer no local da injeção.

Piroxene - Posologia

Na artrite reumatóide, osteoartrite e espondilite anquisolante. A dose inicial recomendada é de 20 mg em dose única diária. A maioria dos pacientes serão mantidos com 20 mg ao dia. Um pequeno grupo pode ser mantido com 10 mg ao dia, enquanto outros poderão necessitar 30 mg em dose única ou fracionada. A dose de Piroxene Gotas é de 0,4 - 0,6 mg/kg/dia, cada gota contém 0,4 mg de piroxicam. Administração prolongada de doses de 30 mg ou mais acarreta um maior risco de efeitos colaterais gastrintestinais. Distúrbios músculo-esqueléticos agudos Deve-se iniciar com 40 mg ao dia nos dois primeiros dias, em doses única ou fracionada. Para os restantes dos 7 a 14 dias do tratamento, a dose deve ser reduzida para 20 mg ao dia. Gota aguda Iniciar com única dose de 40 mg ao dia, seguida, nos próximos 4 a 6 dias, por 40 mg ao dia em dose única ou fracionada. Piroxicam não é indicado para o tratamento prolongado da gota. O uso de piroxicam no tratamento da gota não corrige a hiperuricemia, que não deve ser esquecida, mesmo que o uso da medicação diminua a incidência ou a serenidade dos ataques agudos recorrentes. Dor pós-traumática e pós-operatória Iniciar com 20 mg/dia em dose única. Em casos onde se deseja um efeito mais rápido, pode-se iniciar com 40 mg/dia nos dois primeiros dias, em dose única ou fracionada. Posteriormente, a dose deve ser reduzida a 20 mg/dia. Dismenorréia primária Iniciar logo no início dos sintomas com 40 mg em dose única diária, nos primeiros dias do período menstrual e, se necessário, 20 mg nos 3º, 4º e 5º dias. Piroxene (Piroxicam) Injetável é indicado para o tratamento inicial de afecções agudas e exacerbações de afecções crônicas. Para continuação do tratamento poderão ser utilizadas as formulações comprimidos revestidos, cápsulas, supositórios ou gotas. A posologia de Piroxene Injetável é idêntica à da formulação oral.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal