Feed

Já é assinante?

Entrar

Pneumo 23

Pneumo 23 - Bula do remédio

Pneumo 23 com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Pneumo 23 têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Pneumo 23 devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Sanofi

Apresentação de Pneumo 23

sol. inj. Cart. c/ uma seringa c/ uma dose de 0,5 ml.

Pneumo 23 - Indicações

Prevenção de infecções pneumocócicas, particularmante do tipo respiratório, em pessoas acima de dois anos de idade que apresentam maior risco; indicado para pessoas com anemia falciforme, asplênicas ou esplenectomizadas ou ainda aquelas que aguardam esplenectomia.

Contra-indicações de Pneumo 23

Reação intensa de hipersensibilidade após injeção prévia da vacina Pneumo 23; a imunização não é recomendada em indivíduos que receberam injeção prévia desta vacina nos últimos 3-5 anos (ver Precauções e Reações adversas). Um caso confirmado ou episódio suspeito de infecção pneumocócica não constitui contra-indicação à vacinação e deve ser considerado de acordo com a situação de risco de cada paciente.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Pneumo 23

Eritema, aumento da sensibilidade, enduração, edema e(ou) dor no local da injeção, que tendem a desaparecer em aproximadamente 24 horas, foram relatados mais freqüentemente. Também foram relatados, com incidência menos freqüente ou rara, adenite, artralgia, mialgia, astenia, febre baixa e transitória, cefaléia, calafrios, mal-estar e erupção na pele, com duração menor que 24 horas. Se for efetuada revacinação precoce, reações locais consideráveis podem ocorrer. A ocorrência de reação anafilática e de febre acima de 39oC é rara.

Pneumo 23 - Posologia

A administração da vacina deve ser feita por via subcutânea ou intramuscular. Não utilizar a via intradérmica, devido à possibilidade de ocorrência de reações locais graves, nem a via intravenosa. A dose é a mesma para adultos e crianças. Vacinação primária: Uma injeção única é suficiente para conferir proteção contra os sorotipos dos pneumococos contidos na vacina. Revacinação: Não é necessário ser administrado pelo menos antes de 5 anos, exceto para pessoas expostas ao risco ou sob tratamento imunossupressivo.

Pneumo 23 - Informações

Pneumo 23 é uma vacina pneumocócica polivalente, preparada a partir de polissacarídeos capsulares bacterianos purificados, não contendo nenhum componente viável. É indicada como agente imunizante contra infecções pneumocócicas causadas por qualquer dos 23 sorótipos de Streptococcus pneumoniae incluídos na vacina, os quais são responsáveis por cerca de 80% a 90% das doenças pneumocócicas graves, como pneumonia, meningite e bacteremia/septicemia. Pneumo 23 é recomendada para crianças acima de 2 anos de idade e adultos com alto risco de desenvolver doenças ou complicações decorrentes da infecção pneumocócica. Estão incluídos nesta categoria: idosos sadios (acima de 65 anos), crianças acima de 2 anos e adultos com patologias crônicas como doenças cardiovasculares ou pulmonares, asplenia, disfunção esplênica, anemia hemolítica hereditária, doença de Hodgkin, mieloma múltiplo, cirrose, diabetes mellitus, síndrome nefrótica, síndrome da imunodeficiência adquirida, transplantes de órgãos e outros estados associados à imunossupressão. A eficácia da vacina em prevenir infecções causadas pelos 23 sorotipos de pneumococos incluídos em sua composição varia de 60% a 80% em pessoas com o sistema imunológico normal, inclusive idosos. Contudo, a eficácia pode apresentar-se reduzida em pacientes com determinadas patologias, especialmente em imunocomprometidos. A imunidade é adquirida cerca de 10 a 15 dias após a vacinação. Os níveis de anticorpos para a maioria dos antígenos permanecem elevados, por pelo menos 5 anos, em adultos sadios. Em algumas pessoas os anticorpos reduzem-se aos níveis pré-vacinação em um período de 10 anos. Em crianças a queda dos níveis de anticorpos pode ser mais rápida. Especialmente em crianças asplênicas, com anemia hemolítica hereditária, ou com síndrome nefrótica, o declínio dos títulos de anticorpos aos níveis pré-vacinação pode ocorrer em 3 a 5 anos.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal