FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Predmicin

Predmicin - Bula do remédio

Predmicin com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Predmicin têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Predmicin devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Ems

Apresentação de Predmicin

Pomada contendo por g: 1,425 mg de sulfato de polimixina B (equivalente a 10.000 UI de polimixina B base), 4 mg de prednisolona, 5 mg de benzocaína, 30 mg de clioquinol. Bisnaga com 15 g

USO TÓPICO
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS

COMPOSIÇÃO
Cada 1 g contém:
sulfato de polimixina B..........1,425 mg (equivalente a 10.000 UI de polimixina B base)
prednisolona......................................4 mg
benzocaína.........................................5 mg
clioquinol...........................................30 mg
excipiente*q.s.p.................................1 g
*simeticona, metilparabeno, propilparabeno, metabissulfito de sódio, laurilsulfato de sódio, oleato de decila, álcool cetoestearílico, butil-hidroxitolueno, edetato dissódico di-hidratado, essência de lavanda, álcool cetoestearílico etoxilado, água purificada.

Predmicin - Indicações

Predmicin® possui ação anti-inflamatória, antialérgica e antipruriginosa.
Indicado no tratamento das dermatoses infectadas, dermatites infecciosas e alérgicas (eczema, impetigo, foliculites, acne e furunculose) e auxiliar no tratamento das queimaduras.

Contra-indicações de Predmicin

Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos
Predmicin® é contraindicado em casos de afecções cutâneas tuberculosas e em pessoas que apresentam sensibilidade aos componentes da fórmula. Pessoas que apresentem deficiência de arginase, liase arginosuccinato, sintetase carbamil fosfato, malária cerebral, citrulinemia, infecções fúngicas, deficiência de ornitina carbamiltransferase. Predimicin® também é contraindicado nos casos de grandes feridas abertas.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Advertências

Após aplicar o medicamento sobre a região afetada, isolar com gaze, pois a pomada pode manchar roupas e acessórios.
Gravidez: Usar somente se necessário: Possível risco de fissuras orofaciais no feto.
Pacientes idosos: Usar com precaução em casos de diabetes, retenção de líquidos, hipertensão e osteoporose.
Categoria de risco D: O fármaco demonstrou evidências positivas de risco fetal humano, no entanto os benefícios potenciais para a mulheres podem, eventualmente, justificar o risco, como por exemplo, em casos de doenças graves ou que ameaçam a vida, e para as quais não existam outras drogas mais seguras.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.
Este medicamento pode causar doping.

Interações medicamentosas de Predmicin

Não existem relatos de interações medicamentosas com o uso de Predmicin®.
Deve-se evitar o uso concomitante de Predmicin® com vacina BCG, aminoglicosídeos e anestésicos, em função da polimixina B diminuir o efeito da vacina e aumentar o efeito dos aminoglicosídeos e anestésicos.
Deve-se evitar o uso concomitante de Predmicin® com anfotericina B, aldesleucina, mifepristone, quinolonas, anticoagulantes, indometacina em função da probabilidade de causar reação adversa com estas drogas já que o medicamento contém prednisolona. Além disso, evitar uso juntamente com anticolinesterásicos devido ao risco de diminuição do efeito dos anticolinesterásicos frente a corticosteroides. Deve-se avaliar o risco do uso concomitante de Predmicin® com contraceptivos hormonais, estrógenos, antibióticos macrolídeos, itraconazol, cetoconazol em função do risco de corticosteroides aumentarem o efeito desta s drogas. Predimicin® também deve ser cautelosamente utilizado concomitantemente com carbamazepina e hidantoína, rifampicina, barbitúricos, salicilatos em razão do risco de corticosteroides diminuírem o efeito destas drogas.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Predmicin

Informe ao médico o aparecimento de reações desagradáveis.
O Sulfato de polimixina B apresenta as seguintes reações adversas:
Reações raras (frequências > 1/10.000 e < 1.000): Toxicidade no sistema nervoso central, febre, nefrotoxicidade, bloqueio neuromuscular, erupção cutânea.

A prednisolona apresenta as seguintes reações adversas:
Reações muito comuns (frequência >1/10): hipersecreção gástrica, aumento do apetite, infecções, insônia, nervosismo.
Reações incomuns (frequência >1/1.000 e <1/100): diabetes mellitus, hemorragia gastrintestinal, hipercortisolismo, períodos menstruais irregulares, osteoporose.
Reações raras (frequência >1/10.000 e < 1.000): Inchaço abdominal, alterações nas provas de função hepática, Acne Vulgar, pancreatite aguda, dermatite alérgica, reações alérgicas, anafilaxia, hipertensão intracraniana benigna, retenção de líquidos do corpo, bradicardia, parada cardíaca, catarata, embolia de colesterol, distúrbio de condução e insuficiência cardíaca crônica, delírio, depressão, tontura, dispneia, equimose, edema, eritema, úlcera esofágica, euforia, excitação, desmaio, falsa sensação de bem-estar, rubor, fraturas, glaucoma, glicosúria, alucinações, cefaleias, hepatomegalia, soluços, hirsutismo, hiperhidrose, Cognição Hipertensão, Insuficiência, cicatrização prejudicada, lipodistrofia, letargia, alterações de humor, fraqueza muscular, miopatia, náusea, neuralgia, neuropatia, hipertensão ocular, paranoia, parestesia, úlcera péptica, distúrbios de personalidade, petéquias, distúrbios psiquiátricos, edema pulmonar, erupção cutânea, descamação, estrias na pele, taquiarritmias, ruptura do tendão, desordem tromboembólica, tromboflebite, urticária, vasculite, vertigem, ganho de peso.

A benzocaína apresenta as seguintes reações adversas:
Reações incomuns (frequência. 1/1.000 e < 1/100): angioedema, dermatite de contato, dermatite, devido à medicação tópica, eritema, irritação da boca, prurido de pele, erupções cutâneas, picadas de pele, urticária
Reações raras (frequência >1/10.000 e < 1.000): Bradicardia, distúrbio de condução do coração, cianose, cefaleias, hipotensão, metemoglobinemia, depressão respiratória, convulsões, tremores, eritema, prurido de pele, inflamação d a pele, irritação da pele, erupção cutânea.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Predmicin - Posologia

Aplicar fina camada sobre a região afetada, três vezes ao dia, ou conforme critério médico.

Superdosagem

Não existem relatos de superdosagem com o uso de Predmicin®. Em casos de uso de quantidades muito acima das preconizadas, recomenda-se procurar o centro de saúde mais próximo.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

Características farmacológicas

A polimixina B é um moderno e potente antibiótico; a prednisolona é esteroide de efeitos anti-inflamatório, antialérgico, antipruriginoso; a benzocaína atua como analgésico local; e o clioquinol tem propriedades fungicidas e bactericidas intensas. A associação destas substâncias confere ao Predmicin ® ampla aplicação nas dermatoses alérgicas infectadas, tanto endógenas como exógenas, e em outras lesões inflamatórias da pele.
Em particular, respondem satisfatoriamente a esta terapêutica, o eczema infantil, os eczemas reicidivantes do adulto, tais como o eczema de pálpebras, do conduto auditivo externo, impetigo, eczema de contato anal ou vulvar e prurido ano-genital.

Resultados de eficácia

A revisão literária que traz o artigo de Pangilinan, R. demonstra a eficácia e segurança do uso tópico de polimixina B para tratamento de infecções de pele. Também deixa claro que a primeira escolha para este tipo de infecção é tratamento tópico em função da diminuição de resistência bacteriana com o tratamento sistêmico.
Outro artigo de revisão bibliográfica demonstrou que os corticosteroides tópicos são amplamente utilizados com eficácia e segurança em um amplo espectro de condições dermatológicas, dentre as quais as inflamações de pele, as dermatites (eczemas) o alívio sintomático de lesões pruriginosas e ardências, apesar de não ser a única escolha. O trabalho também salienta que par o sucesso do tratamento, o diagnóstico exato, a escolha da forma farmacêutica mais adequada, a potência do corticosteroide a ser utilizada, a posologia e duração do tratamento são fundamentais para obter uma resposta rápida e efetiva com menor risco para o paciente.
O uso de clioquinol em preparações tópicas, ainda que em associações, foi testado in vitro. Constatou-se que seu efeito bacteriotático e bactericida é amplo e sua eficácia não é prejudicada ainda que clioquinol esteja associado a outras drogas sendo recomendado para dermatoses infecciosas até hoje.
Benzocaína é utilizada topicamente para o alívio temporário da dor e prurido associados a queimaduras. Também apresenta eficácia quando usado topicamente para o alívio temporário da dor e prurido associados a episiotomia, prurido vulvar, entre outros.

1Pangilinan, R. et al. Topical antibiotic treatment for uncomplicated skin and skin structure infections: review of the literature, Expert Review of Anti-infective Therapy vol. 7, n.8, pgs 957-965, 2009.

2Laurie, B.Use of Topical Corticosteroids for Dermatologic Conditions Reviewed, Am Fam Physician. 2009;79:135-140.

3Kaiser, HJ et al.Topical antimicrobial therapy: the efficacy of clioquinol- and tribromphenolbismuth- zinc oxide preparations, Fortschr Med, 1982
4MEDSCAPECME.MonographBenzocaine.Disponívelem acessado em 17/06/2010

Armazenagem

Manter em temperatura ambiente (15ºC a 30ºC). Proteger da luz e manter em lugar seco.
O prazo de validade do produto é de 24meses a partir da data de fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vi de embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Para sua segurança, mantenha o medicamento em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto: pomada homogênea, na cor creme, com odor de lavanda, isenta de grumos e impurezas.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso você observe alguma mudança no aspecto do medicamento que ainda esteja no prazo de validade, consulte o médico ou o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Dizeres legais

Reg. MS nº 1.0235.0174
Farm. Resp.: Dr. Ronoel Caza de Dio
CRF-SP nº 19.710

EMS S/A
Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08
Bairro Chácara Assay / Hortolândia - SP
CEP: 13.186-901- CNPJ: 57.507.378/0003-65
Indústria Brasileira

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DE RECEITA.

SAC: 0800 – 191914
www.ems.com.br

Predmicin - Bula para o Paciente

1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Predmicin® possui ação anti-inflamatória, antialérgica e antipruriginosa.
Indicado no tratamento das dermatoses infectadas, dermatites infecciosas e alérgicas (eczema ou lesão na pele decorrente de inflamação, impetigo ou infecção cutânea superficial, foliculite ou bolinhas de pus com vermelhidão ao redor, acne e furunculose) e auxilia r no tratamento das queimaduras.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
A polimixina B é um potente antibiótico; a prednisolona tem efeitos anti-inflamatório, antialérgico, antipruriginoso (age diminuindo a coceira); a benzocaína atua como analgésico (medicamento que age na dor) local; e o clioquinol tem propriedades que agem em infecções intensas causadas por fungos e bactérias.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos
Predmicin® não deve ser usado em casos de afecções cutâneas tuberculosas e em pessoas que apresentam sensibilidade aos componentes da fórmula. Pessoas que apresentem deficiência de arginase, liase arginosuccinato, sintetase carbamil fosfato, malária cerebral, citrulinemia, infecções fúngicas, deficiência de ornitina carbamiltransferase. Predimicin® também é contraindicado nos casos de grandes feridas abertas.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Após aplicar o medicamento sobre a região afetada, isolar com gaze, pois a pomada pode manchar roupas e acessórios.
Gravidez: Usar somente se necessário: Possível risco de fissuras orofaciais no feto
Pacientes idosos: Usar com precaução em casos de diabetes, retenção de líquidos, hipertensão e osteoporose.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.
Este medicamento pode causar doping
Deve-se evitar o uso concomitante de Predmicin® com vacina BCG, aminoglicosídeos e anestésicos. Deve-se evitar o uso concomitante de Predmicin® com anfotericina B, aldesleucina, mifepristone, quinolonas, anticoagulantes, indometacina em função da probabilidade de causar reação indesejável com estas drogas já que o medicamento contém prednisolona. Além disso, evitar uso juntamente com anticolinesterásicos. Deve-se avaliar o risco do uso concomitante de Predmicin® com contraceptivos hormonais, estrógenos, antibióticos macrolídeos, itraconazol, cetoconazol em função do risco de corticosteroides aumentarem o efeito desta s drogas e, portanto poder causar superdosagem. Predimicin® também deve ser cautelosamente utilizado concomitantemente com carbamazepina e hidantoína, rifampicina, barbitúricos, salicilatos em razão do risco de corticosteroides diminuírem o efeito destas drogas o que pode levar a não obtenção do efeito espera do deste tipo de medicamentos.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Manter em temperatura ambiente (15ºC a 30ºC). Proteger da luz e manter em lugar seco

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Para sua segurança, mantenha o medicamento em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto: pomada homogênea, na cor creme, com odor de lavanda, isenta de grumos e impurezas.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso você observe alguma mudança no aspecto do medicamento que ainda esteja no prazo de validade, consulte o médico ou o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Aplicar fina camada sobre a região afetada, três vezes ao dia, ou conforme critério médico.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Passe o medicamento na área afetada assim que se lembrar. Entretanto, se estiver próximo o horário da próxima aplicação, salte a aplicação anterior e continue o tratamento conforme prescrito. Não passe uma camada mais grossa para compensar.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis tais como:
Reações muito comuns (frequência >1/10): hipersecreção gástrica, aumento do apetite, infecções, insônia, nervosismo.
Reações incomuns (frequência >1/1.000 e <1/100): diabetes mellitus, hemorragia gastrintestinal, hipercortisolismo, períodos menstruais irregulares, osteoporose, angioedema, dermatite de contato, dermatite, devido à medicação tópica, eritema, irritação da boca, prurido de pele, erupções cutâneas, picadas de pele, urticária.
Reações raras (frequências > 1/10.000 e < 1.000): Toxicidade no sistema nervoso central, febre, nefrotoxicidade, bloqueio neuromuscular, inchaço abdominal, alterações nas provas de função hepática, acne vulgar, pancreatite aguda, dermatite alérgica, reações alérgicas, anafilaxia, hipertensão intracraniana benigna, retenção de líquidos do corpo, bradicardia, parada cardíaca, catarata, embolia de colesterol, distúrbio de condução e insuficiência cardíaca crônica, delírio, depressão, tontura, dispneia, equimose, edema, eritema, úlcera esofágica, euforia, excitação, desmaio, falsa sensação de bem-estar, rubor, fraturas, glaucoma, glicosúria, alucinações, cefaleias, hepatomegalia, soluços, hirsutismo, hiperhidrose, cognição, hipertensão, hipotensão, cicatrização prejudicada, lipodistrofia, letargia, alterações de humor, fraqueza muscular, miopatia, náusea, neuralgia, neuropatia, hipertensão ocular, paranoia, parestesia, úlcera péptica, distúrbios de personalidade, petéquias, distúrbios psiquiátricos, edema pulmonar, descamação, estrias na pele, taquiarritmias, ruptura do tendão, desordem tromboembólica, tromboflebite, urticária, vasculite, vertigem, ganho de peso, cianose, metemoglobinemia, depressão respiratória, convulsões, tremores, eritema, pruri do de pele, inflamação da pele, irritação da pele.
Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.
Informe a empresa sobre o aparecimento de reações indesejáveis e problemas com este medicamento, entrando em contato através do Sistema de Atendimento ao Consumidor (SAC).

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Não existem relatos de superdosagem com o uso de Predmicin®. Em casos de uso de quantidades muito acima das preconizadas, recomenda-se procurar o centro de saúde mais próximo.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

Data da bula

16/07/2015

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal