Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Proflox - Bula do remédio

Proflox com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Proflox têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Proflox devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Ems

Referência

CiProfloxacino Comprimidos

Apresentação de Proflox

compr. 250, 500 e 750 mg cx. c/ 10 un.

Contra-indicações de Proflox

Proflox não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade ao ciProfloxacino ou a outros derivados quinolônicos. Não existem dados suficientes sobre sua utilização no período de gestação e lactação.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Proflox

Efeitos sobre o trato gastrintestinal: Vômito, náusea, diarréia, dispepsia, dores abdominais, flatulência e anorexia. Diarréia grave e contínua, durante ou após a terapêutica, pode ser decorrência de colite pseudomembranosa, a qual exige imediata interferência médica. A terapêutica com Proflox deve ser interrompida e instituída medicação apropriada (p. ex.: tratamento com vancomicina por via oral). São contra-indicados medicamentos inibidores do peristaltismo intestinal. Alterações laboratoriais: Especialmente em pacientes com hepatopatia prévia, pode ocorrer discreto aumento das transaminases séricas e da fosfatase alcalina, bem como icterícia colestática, elevação transitória da uréia, da creatinina e das bilirrubinas séricas; hiperglicemia e, em casos isolados, cristalúria e hematúria. Efeitos sobre o sistema nervoso central: Tontura, cefaléia, cansaço, insônia, estado de excitação, tremor. Em casos muito raros: disestesia, estado de angústia, crise convulsiva, sudorese, desequilíbrio, pesadelo, confusão mental, depressão, alucinações, alterações do paladar e do olfato, perturbações visuais (diplopia, modificação da visão das cores) e reações psicóticas. Estas reações manifestam-se por vezes logo após a primeira administração. Nestes casos, deve-se suspender imediatamente o tratamento com Proflox e informar ao médico. Reações de hipersensibilidade: Reações dermatológicas: erupção cutânea (exantema, eritema), prurido, edema facial e febre. Em casos muito raros reação anafilática (p. ex.: edema lingual, da glote, dispnéia e choque grave). Nestes casos, a terapêutica deve ser interrompida imediatamente e instituído o tratamento adequado. Em casos isolados foram observadas petéquias, vesículas hemorrágicas e pápulas com crostas como expressão de vasculite, síndrome de Stevens-Johnson e hepatite; muito raramente, alterações hepáticas graves, inclusive necrose hepatocelular. Também foram relatadas fototoxicidade ou fotoalergia (p. ex.: exantema bolhoso em locais expostos à luz solar). Efeitos sobre os componentes do sangue: Anemia, leucocitose, leucopenia, eosinofilia e, em casos muito raros, trombocitose, alterações dos níveis de protrombina. Efeitos sobre o sistema cardiocirculatório: Em casos muito raros, taquicardia, rubor, lipotimia e enxaqueca. Efeitos sobre os rins: Lesão tubular renal, nefrite intersticial e alterações da função renal, podendo progredir para insuficiência renal transitória, foram observadas em casos extremamente raros. Reações locais: Em casos raros, flebite. Outras: Dores articulares, mialgias, tendinite, fotossensibilidade discreta e alteração transitória da acuidade auditiva, especialmente para ruídos de alta freqüência. Este medicamento pode alterar a capacidade de reação ao conduzir automóveis ou operar máquinas. Este efeito é potencializado se houver ingestão concomitante de álcool.

Proflox - Posologia

Salvo prescrição médica contrária, são recomendadas as seguintes doses de Proflox: Infecções das vias urinárias inferiores e superiores: Leve/moderada: 125 mg, a cada 12 horas, durante 1-3 dias. Grave/complicada: 250-500 mg, a cada 12 horas, durante 3-5 dias. Bacteriúrias assintomáticas: 500 mg, em dose única. Gonorréia: 500 mg, em dose única. Infecções da próstata: Leve/moderada: 500 mg, a cada 12 horas, durante 15 dias. Grave/complicada: 750 mg, a cada 12 horas, durante 30 dias. Infecções ginecológicas e obstétricas: 500 mg, a cada 12 horas, durante 5 dias. Diarréias infecciosas agudas: Leve/moderada: 500 mg, a cada 12 horas, durante 3 dias. Grave/complicada: 500 mg, a cada 8 horas, durante 5 dias. Infecções ORL e maxilofaciais: Leve/moderada: 500 mg, a cada 12 horas, durante 5 dias. Grave/complicada: 750 mg, a cada 12 horas, durante 7-10 dias. Infecções do trato respiratório inferior: Leve/moderada: 500 mg, a cada 12 horas, durante 5 dias. Grave/complicada: 750 mg, a cada 12 horas, durante 7-10 dias. Infecções dos ossos (osteomielites): Leve/moderada: 500 mg, a cada 12 horas, durante 30 dias. Grave/complicada: 750 mg, a cada 12 horas, durante 60 dias. Cirurgia urogenital (profilaxia pré-operatória): Com bacteriúria antes da cirurgia: 500 mg, em 2 h, antes da cirurgia, durante 3-9 dias. Sem bacteriúria antes da cirurgia: 500 mg, a cada 12 horas, iniciando 1 dia antes, em dose única. Posologia nas insuficiências renal e hepática: No caso do clearance de creatinina ser inferior a 20 ml/min, ou a creatinina sérica maior que 3 mg/100 ml, deve-se administrar metade da dose diária recomendada, em dose única, ou dividida em duas doses. Nos pacientes com insuficiências renal e hepática associadas, o mesmo esquema posológico deve ser observado, além da eventual determinação das concentrações séricas de Proflox. Pacientes com insuficiência renal em hemodiálise, devem receber metade da dose diária recomendada, em uma única administração, após a diálise. Pacientes com insuficiência hepática isolada não necessitam de alterações na posologia.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal