Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Profol - Bula do remédio

Profol com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Profol têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Profol devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Medley

Apresentação de Profol

compr.: Cart. c/ 20 compr. Susp. oral: fr. c/ 100 ml.

Profol - Indicações

Estimulante do apetite (orexígeno).

Contra-indicações de Profol

Profol é contra-indicado a pacientes com hipersensibilidade a algum dos componentes da fórmula.

Advertências

A relação risco-benefício deverá ser considerada nos pacientes que apresentarem hipertrofia prostática sintomática, glaucoma de ângulo fechado ou obstrução piloroduodenal.

Uso na gravidez de Profol

Como regra geral, deve-se evitar a utilização de medicamentos durante o primeiro trimestre da gravidez. Durante o período restante, os benefícios e riscos decorrentes do seu emprego devem ser cuidadosamente avaliados.

Interações medicamentosas de Profol

O uso concomitante com álcool ou com outros medicamentos depressores do Sistema Nervoso Central (SNC) pode potencializar os efeitos depressores sobre o SNC. O uso concomitante com antimuscarínicos ou com outros medicamentos com ação antimuscarínica pode potencializar os efeitos antimuscarínicos. O ácido ascórbico pode destruir a cianocobalamina. A ingestão de grandes doses de ácido ascórbico deve ser evitada uma hora antes ou após o uso de Profol. O uso simultâneo de Profol com levodopa não é recomendado. Os efeitos antiparkinsonianos da levodopa são prejudicados pela piridoxina.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Profol

O produto é perfeitamente bem tolerado, contudo, há casos em que poderá haver sonolência, distúrbios gástricos, secura na boca, devendo-se, então, diminuir a posologia.

Profol - Posologia

Profol Comprimidos: 2 a 3 comprimidos ao dia. Profol Suspensão: Até um ano de idade (aproximadamente 10 kg de peso): 1/4 copo-medida (2,5 ml), duas vezes ao dia. De 1 a 5 anos de idade (aproximadamente 10 a 18 kg): 1/2 copo-medida (5 ml) a 1 copo-medida (10 ml), duas vezes ao dia. De 5 até 12 anos de idade (aproximadamente 18 a 36 kg): 1 copo-medida (10 ml) a 1 ½ copo-medida (15 ml), duas vezes ao dia ou a critério médico. As doses indicadas deverão ser tomadas 1/2 hora antes do almoço e 1/2 hora antes do jantar. Deve-se agitar o frasco antes de cada administração para obter-se uma suspensão homogênea.

Superdosagem

Não existem relatos de superdose com Profol. A superdose acidental ou voluntária pode teoricamente provocar sinais e sintomas de intoxicação atropínica, cuja gravidade depende da dose e das condições do paciente. Medidas de suporte devem ser instituídas.

Profol - Informações

Profol Comprimidos: Cada comprimido contém: Cloridrato de buclizina 25 mg; Cloridrato de L-lisina 200 mg; L-triptofano 20 mg; Cloridrato de piridoxina 20 mg; cianocobalamina 50 mcg; Excipiente aromatizado q.s.p. 1 comprimido (Talco, fosfato de cálcio dibásico diidratado, polividona k 30, ácool etílico, estearato de magnésio e amido). Profol Suspensão: Cada ml contém: Cloridrato de buclizina 1 mg; Cloridrato de L-lisina 30 mg; L-triptofano 2 mg; Cloridrato de piridoxina 2 mg; cianocobalamina 5 mcg; Veículo aromatizado q.s.p. 1 ml (Simeticona, cloridrato de cisteína, metilparabeno, propilparabeno, sacarina sódica, álcool etílico, sorbitol, propilenoglicol, ácido clorídrico, ciclamato de sódio, polissorbato 80, hidroxietilcelulose, tartarato de sódio, essência, corante e água deionizada. Profol é um estimulante do apetite, suprindo ao mesmo tempo o organismo com substâncias indispensáveis (vitaminas e aminoácidos) ao total aproveitamento dos alimentos ingeridos. Sua ação eutrófica e estimulante do crescimento e desenvolvimento orgânicos é explicada pela atividade dos componentes: A buclizina, um derivado piperazínico com ações orexígena, anti-histamínica e antiemética, possui acentuado efeito orexígeno, à semelhança de alguns outros anti-histamínicos. O mecanismo dessa ação estimulante do apetite não está ainda bem determinado, mas parece ser devido a um efeito hipoglicemiante e conseqüente estimulação do centro do apetite, no hipotálamo. Sua leve ação sedativa contribuiria também para reforçar o efeito orexígeno. A buclizina possui ainda um discreto efeito antimuscarínico central. A lisina e a triptofana, dois aminoácidos essenciais são de máxima importância para o anabolismo protéico e equilíbrio nitrogenado, sobretudo durante o crescimento. A piridoxina (Vit. B6) exerce importante papel no metabolismo dos ácidos graxos essenciais, assim como no metabolismo de vários aminoácidos, especialmente a triptofana. É absorvida rapidamente no trato gastrointestinal, exceto em casos de síndrome de mal absorção. Seu metabolismo

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal