Feed

Já é assinante?

Entrar

Prymox - Bula do remédio

Prymox com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Prymox têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Prymox devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Vitamed

Apresentação de Prymox

comprimido revestido 250 mg Apresentação: embalagens contendo 30 comprimidos

Prymox - Indicações

O extrato de Echinacea é indicado na profilaxia e tratamento complementar de infecções: gripe, resfriado comum, faringite, rinite e sinusite. Prevenção ou tratamento de candidíase vaginal de repetição: na prevenção de recorrência de candidíase vaginal em mulheres com vaginite crônica por Candida albicans. Nos casos de infecção ativa, a Echinacea deverá ser administrada em associação com antimicótico.

Contra-indicações de Prymox

Prymox é contra-indicado nos casos de pacientes sensíveis a qualquer um dos componentes da formulação (vide COMPOSIÇÃO). Não é indicada no caso de colágenos e outras doenças auto-imunes, uma vez que a Echinacea purpurea causa um estímulo generalizado das funções do sistema imunológico, não sendo recomendável sua administração a pacientes com tais doenças, pois pode agravar estas condições.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Prymox

Pode produzir um aumento da salivação. Em casos individuais, reações alérgicas imediatas são possíveis. Dependendo da dose, reações febris, náuseas e vômitos podem ocorrer.

Prymox - Posologia

Prymox 250mg: 1 comprimido, 3 a 4 vezes ao dia.

Prymox - Informações

Ação do medicamento: O extrato de echinacea estimula o sistema imunológico (aumenta as defesas inespecíficas do organismo), uma vez que estimula a atividade de células responsáveis pela defesa do organismo contra todos os tipos de infecções: gripes, resfriados, faringite, rinite, sinusite, bronquite e candidíase vaginal de repetição. A Echinacea purpurea (L.) Moench possui a seguinte composição fitoquímica: Polissacarídeos com alto peso molecular: heteroxilana, arabinogalactano, equinacina, O-metil-glucoroarabinoxilan (polissacarídeo I), arabinoramnogalactan (polissacarídeo II), inulina (5,8%). Derivados do ácido cafeico: ácidos fenólicos (fenóis totais-ácidos clorogênico e equinacosídeo 0,5-1,0%, cinarina, ácido quínico, ácido cafeoil-tartárico, glicosídeo-cafeoil, verbascosídeo. Alquilamidas: Cerca de 20 derivados de isobutilamina de ácidos graxos de cadeia plana (de C11-C16): quinaceina, neoerculina, a-sanshool, ácido chicórico (0,04%). Flavonóides: rutina, rutosideo (0,48-0,38%). Óleos essenciais (0,6%): Humuleno, borneol, burnil acetato, germacreno D, cariofileno. Alcalóides (saturados tipo pirrolizidina). Isotussilagina e tussilagina 0,006%. Outros constituintes: betaína (carotenóides), resinas (1,9%) ácidos graxos (oléico, linolêico, cerotínico, palmítico), fitosterois, poliacetilenos, glicosideos do ácido quínico, sais minerais, achinolona, açúcares reduzidos (glicose, frutose, outras pentoses). A Echinacea purpurea (L.) Moench era utilizada etnofarmacologicamente pelos índios norte americanos na cura de feridas, no tratamento de enfermidades infecciosas, furúnculos, abscessos e queimaduras. Os primeiros colonos, que chegaram na América, logo a adotaram como remédio para gripes e resfriados e na cura de ferimentos recentes ou infectados. Características Farmacológicas: A Echinacea aumenta a atividade não-específica do sistema imune. Imunoestimulante (aumenta as defesas inespecíficas), ativa a formação de leucócitos; bacteriostática; inibe a hialuronidase, o que impede que se extendam as infecções, favorecendo a cicatrização das feridas. A ação combinada de múltiplos constituintes é aparentemente o responsável pela atividade imunoestimulante tanto do extrato alcoólico como do extrato aquoso da echinacea. A atividade imunoestimulante do extrato alcoólico é esperada principalmente das aminas lipofílicas (alquilaminas), assim como os derivados do ácido caféico polares (por exemplo, o ácido chicórico).

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal