FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Respexil

Respexil - Bula do remédio

Respexil com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Respexil têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Respexil devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Msd

Referência

Norfloxacino

Respexil - Indicações

Respexil ® é um agente bactericida de amplo espectro indicado para:

Tratamento de:
-Infecções do trato urinário altas ou baixas, complicadas ou não, agudas ou crônicas. Estas infecções incluem: cistite, pielite cistopielite, pielonefrite, prostatite crônica,
epididimite e aquelas associadas com cirurgia urológica, bexiga neurogênica ou nefrolitíase, causadas por bactérias suscetíveis a Respexil®.
-Gastroenterites agudas bacterianas causadas por germes sensíveis.
-Uretrite, faringite, proctite ou cervicite gonocócicas causadas por cepas deNeisseria gonorrhoeae produtoras ou não de penicilinase.
-Febre tifóide
Infecções causadas por organismos multiresistentes têm sido tratadas com sucesso com doses usuais de Respexil®.

Profilaxia de:
-Sepse em pacientes com neutropenia intensa. Respexil ® suprime a flora aeróbia endógena do intestino, que pode causar sepse em pacientes com neutropenia (por exemplo, pacientes com leucemia que recebem quimioterapia).
-Gastroenterite bacteriana.
-Neutropenia intensa foi definida, em estudos clínicos, como contagem de neutrófilos < 100/ mm3 por uma semana ou mais.

Contra-indicações de Respexil

Hipersensibilidade a qualquer componente deste produto ou antibacterianos quinolônicos quimicamente relacionados.

Advertências

Assim como para outros ácidos orgânicos, Respexil ® deve ser usado com cautela em indivíduos com história de convulsões ou de fatores que sabidamente predispõem a convulsões. Raramente têm sido relatadas convulsões em pacientes recebendo Respexil®, contudo, ainda não foi estabelecida uma relação de causa com Respexil ®.

Têm sido observadas reações de fotossensibilidade em pacientes excessivamente expostos à luz do sol enquanto recebem alguns membros desta classe de drogas. Deve-se evitar muita luz e descontinuar a terapia se ocorrer fotossensibilidade.
Assim como outras quinolonas tem sido observado raramente tendinite e/ou ruptura de tendão que estão administrando Respexil® concomitantemente com corticosteróide.
Se o paciente desenvolver os sintomas de tendinite e/ou ruptura de tendão, Respexil ® deve ser imediatamente descontinuado e o paciente deve ser aconselhado a procurar orientação médica apropriada.
Raramente, foram relatadas reações hemolíticas em pacientes com defeitos atuais ou latentes na atividade da 6-glicose fosfato desidrogenase que administram agentes antibacterianos quinolônicos, incluindo Respexil ® (veja REAÇÕES ADVERSAS).

Insuficiência renal
Respexil ® pode ser usado em pacientes com insuficiência renal, entretanto, como Respexil ® é primariamente excretado pelo rim, níveis urinários podem ser significativamente comprometidos por disfunção renal severa (veja POSOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO).

Gravidez
A segurança do uso de Respexil ® em grávidas não foi estabelecida e, consequentemente, os benefícios do tratamento com Respexil® devem ser pesados contra os riscos potenciais.


Respexil ® foi detectado no sangue do cordão umbilical e no líquido amniótico.

Nutrizes
Quando foi administrada uma dose de 200 mg a mulheres nutrizes, não se detectou norfloxacino no leite humano, entretanto, como a dose estudada foi baixa e muitas drogas são excretadas no leite, deve-se ter cautela quando Respexil ® for administrado a nutrizes.

Crianças
A segurança e a eficácia em crianças não foram estabelecidas, portanto, Respexil® não deve ser usado em crianças antes da puberdade.

Interações medicamentosas de Respexil

A co-administração de probenecida não afeta as concentrações séricas de Respexil ®, entretanto a excreção urinária da droga diminui.
Assim como para outros ácidos orgânicos antimicrobianos, foi demonstrado antagonista in vitro entre Respexil® e nitrofurantoína
Foram relatados níveis plasmáticos de teofilina aumentados durante o uso concomitante de quinolonas. São raros os relatos de reações adversas relacionadas com a teofilina em terapia simultânea com norfloxacino. Portanto, a monitorização dos níveis plasmáticos de teofilina deve ser considerada e a posologia ajustada, se necessário.
Foram relatados níveis elevados de ciclosporina com o uso concomitante de norfloxacino. Portanto, os níveis séricos de ciclosporina devem ser monitorizados e os ajustes posológicos apropriados realizados, se estas drogas forem usadas simultaneamente.
Quinolonas, incluindo norfloxacino, podem potenciali zar os efeitos do anticoagulante oral varfarina e seus derivados. Quando estes produtos são administrados concomitantemente, o tempo de protrombina ou outros testes adequados de coagulação, devem ser rigorosamente monitorizados.
Multivitaminas, produtos contendo ferro ou zinco, antiácidos ou sucralfatos não devem ser administrados nem ao mesmo tempo nem em um intervalo inferior a duas horas da administração de norfloxacino, pois podem interferir com a absorção e resultar em níveis mais baixos de norfloxacino no plasma e na urina.
Algumas quinolonas, incluindo o norfloxacino, parecem interferir com o metabolismo da cafeína. Isso pode levar a uma redução do clearance da cafeína e ao prolongamento do seu tempo de meia-vida plasmática.
Dados em animais mostram que as quinolonas, em combinação com fembufeno, podem levar a convulsões. Desta forma, a administração concomitante de quinolonas e fembufeno deve ser evitada.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Respexil

Respexil ® é geralmente bem tolerado. A incidência geral das reações adversas, relacionados à droga, observados em estudos clínicos mundiais envolvendo 2.346 pacientes foi de aproximadamente 3%.
As reações adversas mais comuns (entre 0,1 e 3%) foram gastrintestinais, neuropsíquicos e reações cutâneas, incluindo náuseas, cefaléia, tontura, erupção cutânea, pirose, cólicas ou dor abdominal e epífora.


Em raros casos (< 0,1%) foram relatadas outras reações adversas, tais como anorexia, distúrbios do sono, depressão, ansiedade, nervosismo, irritabilidade, euforia, desorientação, alucinações, zumbido e diarreia.
Reações adversas anormais foram raramente observadas durante estudos clínicos. Entretanto, alguns tiveram incidência < 0,3%: leucopenia, eosinofilia, neutropenia, trombocitopenia e elevação de ALT (TGP) e AST (TGO).
As seguintes reações adversas adicionais foram relatadas desde a comercialização da droga:

Reações de Hipersensibilidade
Foram relatadas reações de hipersensibilidade, incluindo anafilaxia, nefrite intersticial, angioedema, vasculite, urticária, artrite, mialgia e artralgia.

Pele
Fotossensibilidade, síndrome de Stevens-Jonhson, necrólise esfoliativa, eritema multiforme, prurido.

Gastrintestinal
Colite pseudomembranosa, pancreatite (rara), hepatite, incluindo elevação dos testes de função hepática.

Músculo-esquelético
Tendinite
Ruptura de tendão
Possível exacerbação da Myasthenia gravis.
Sistema Nervoso/Psiquiátrico
Polineuropatia, incluindo a síndrome de Guillain-Barré, confusão, parestesia. Distúrbios psíquicos incluindo reações psicóticas.

Hematológico
Anemia hemolítica, algumas vezes associada com a deficiência de 6-glicose fosfato desidrogenase.

Geniturinário
Candidíase vaginal

Respexil - Posologia

Respexil ® deve ser administrado com um copo de água uma ou duas horas após as refeições ou com ingestão de leite.
Deve-se testar a sensibilidade do agente causador à Respexil®, entretanto, a terapia pode ser iniciada antes dos resultados desses testes.

Tratamento

DIAGNÓSTICOPOSOLOGIA

DURAÇÃO DE
TRATAMENTO

Infecção do trato urinário400 mg 12/12h7 - 10 dias
Cistite aguda não-complicada400 mg 12/12h3 - 7 dias
Infecção do trato urinário crônica recidivante *400 mg 12/12haté 12 semanas**
Gastroenterite bacteriana aguda400 mg 12/12h5 dias

Uretrite, faringite, proctite ou cervicite gonocócica
aguda

800 mgdose única
Febre tifóide400 mg 8/8h14 dias


*Se for obtida supressão adequada dentro de 4 semanas de tratamento, a dose de Respexil ® pode ser reduzida para 400 mg ao dia.
**Para os casos de prostatite crônica, o tratamento por 4 semanas tem-seapresentado bastante eficaz.



Profilaxia

DIAGNÓSTICOPOSOLOGIADURAÇÃO DO TRATAMENTO
Sepse da neutropenia400 mg 8/8henquanto houver a neutropenia*
Gastroenterite bacteriana400 mg/dia

iniciar 24h antes da chegada e continuar
48h após a saída de áreas endêmicas



* Até o momento não há dados disponíveis para recomendar o tratamento além de 8 semanas.

Pacientes com Insuficiência Renal
Respexil ® é adequado para o tratamento de pacientes com insuficiência renal. Nos pacientes com clearance de creatinina inferior a 30 mL por minuto/1,73 m2, mas que não faziam hemodiálise, a meia-vida plasmática média de Respexil® foi de 8 horas. Estudos clínicos não mostraram diferenças na vida média de Respexil ® em pacientes com clearance de creatinina inferior a 10 mL/min/1,73 m2, em comparação com aqueles com clearance entre 10 e 30 mL/min/1,73 m2. Portanto, nesses casos, a dose recomendada é de 1 comprimido de 400 mg 1 vez ao dia. Nessa posologia, as concentrações nos fluídos e tecidos apropriados excedem as CIMs da maioria dos patógenos sensíveis ao norfloxacino.
Não há dados suficientes para recomendar uma posologia para o tratamento da gonorréia em pacientes com clearance de creatinina de 30 mL/min/1,73 m2 ou menos.
Respexil ® não foi estudado em pacientes com febre tifóide, com clearance de creatinina abaixo de 30 mL/min/1,73 m 2.

Superdosagem

Não há informação específica relativa ao tratamento na superdosagem de Respexil ®. Deve-se manter hidratação adequada.
Em caso de superdosagem aguda, deve-se esvaziar o estômago por vômito ou lavagem gástrica. Observar cuidadosamente o paciente e ministrar tratamento sintomático e de apoio.

Características farmacológicas

MICROBIOLOGIA
Respexil ® tem amplo espectro de atividade bacteriana contra patógenos aeróbios Gram-positivos e Gram-negativos. O átomo de flúor na posição 6 proporciona potência superior contra organismos Gram-negativos, e o núcleo piperazínico na posição 7 é responsável pela atividade antipseudomonas.
Respexil ® inibe a síntese de ácido desoxirribonucléico bacteriano e é bactericida. Em nível molecular, três eventos específicos foram atribuídos a RE SPEXIL® em células de Escherichia coli.
1)Inibição de girase do DNA, que catalisa a reação de superespiralismo do DNA,ATP-dependente.
2)Inibição do relaxamento de DNA superespiralado.
3)Promoção de ruptura do DNA de cadeia dupla.
A resistência ao norfloxacino devido à mutação espontânea é uma ocorrência rara (varia de 10-9 a 10-12). Houve desenvolvimento de resistência durante a terapia com norfloxacino em menos de 1% dos pacientes tratados.


Os organismos para os quais o desenvolvimento de resistência foi maior são:
Pseudomonas aeruginosa, Klebsiella pneumoniae, Acinetobacter spp., Enterococos,
Stafilocaccus aureus metacilina resistente.
Por causa de sua estrutura específica, Respexil® geralmente é ativo contra organismos resistentes ao ácido nalidíxico, oxolínico e pipemídico, cinoxacino e flumequina. Organismos resistentes ao norfloxacino in vitro são também resistentes a estes ácidos orgânicos. Estudos preliminares indicam que organismos resistentes ao norfloxacino também o são, em geral, ao perfloxacino, ofloxacino, ciprofloxacino e enoxacino.
Não há reistência cruzada entre norfloxacino e outros agentes antimicrobianos de estrutura diferente, tais como penicilinas, cefalosporinas, tetraciclinas, macrolídios, aminociclitóis, sulfonamidas, 2,4-diaminopirimidinas e combinações (por exemplo, cotrimoxazol).
A análise da experiência clínica global com Respexil® demosntra alta correlação entre os resultados dos testes de sensibilidade conduzidos in vitro e a eficácia clínica e bacteriológica do agente em seres humanos.
Respexil ® é ativo in vitro contra as seguintes bactérias encontradas em infecções do trato urinário:

Enterobacteriaceae: Citrobacter spp. ; Citrobacter diversus; Citrobacter freundii; Edwarsiella tarda; Enterobacter spp.; Enterobacter aerogenes; Enterobacter agglomerans; Enterobacter cloacae; Escherichia coli; Hafnia alvei; Klebsiella oxytoca; Klebsiella pneumoniae; Morganella morganii; Proteus spp. ; (indol positivo); Proteus mirabilis, Proteus vulgaris; Providencia spp. ; Providencia rettgeri; Providência stuartii; Serratia spp,; Serratia marcescens.
Pseudomonadaceae: Pseudomonas aeruginosa; pseudomonas cepacia; Pseudomonas fluorescens; Pseudomonas stutzeri.
Outras: Flavobacterium spp.
Cocos Gram-positivos: Enterococcus faecalis; Estreptococos do grupo G;
Staphylococcus spp.; Staphylococcus Coag. negativo; Staphylococcus aureus
(incluindo os produtores de penicilinas e a maioria das cepas meticilino-resistentes);
Staphylococcus epidermidis; Staphylococcus saprophyticus; Streptococcus agalactiae; Estreptococos do grupo viridans.
Respexil ® é ativo contra as seguintes bactérias associadas com gastroenterite aguda; Aeromonas hydrophila; Campylobacter fetus subsp. jejuni; Escherichia coli enteroxigênica; Plesiomonas shigelloides; Salmonella spp.; Salmonella typhi; Shigella boydii; Shigella flexneri; Shigella sonnei; Shigella spp.; Shigella dysenteriae; Vibrio cholerae, Vibrio parahemolyticus; Yersinia enterocolítica.
Além destas, Respexil® é ativo contra: Bacillus cereus, Neisseria gonorrhoeae, Ureaplasma urealyticum e Haemiphilus influenzae e Haemophilus ducreyi.

Dizeres legais

Número de lote, data de fabricação e data de validade: vide cartucho. Farmacêutico Responsável: Alexandre T. Caria - CRF-SPno 14.027 Registro MS - 1.0029.0148

Produzido e Embalado por:
Merck Sharp & Dohme Farmacêutica Ltda.
Rua 13 de Maio, 1.161, Sousas, Campinas/SP
CNPJ: 45.987.013/0003-04 - Indústria Brasileira
Para:
Merck Sharp & Dohme Farmacêutica Ltda.
Rua 13 de Maio, 815, Sousas, Campinas/ SP
CNPJ: 45.987.013/0001-34 - Indústria Brasileira


MSD On Line 0800-122232
E-mail: online@merck.com
www.msdonline.com.br

Respexil - Bula para o Paciente

Este medicamento deve ser conservado dentro da embalagem original, em temperatura ambiente, protegido da luz e da umidade.
Ao adquirir o medicamento confira sempre o prazo de validade impresso na embalagem externa do produto. NUNCA USE MEDICAMENTO COM PRAZO DE VALIDADE VENCIDO.
Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico se estiver amamentando.
Como ocorre com todos os medicamentos antibacterianos, pode-se não obter alívio imediato dos sintomas.
Não interrompa o tratamento e siga o esquema posológico recomendado pelo seu médico. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Reações Adversas - Respexil® geralmente é bem tolerado. Podem ocorrer, ocasionalmente, pequenos distúrbios gastrintestinais e também dor de cabeça, tontura e leves reações na pele. Se ocorrer alguma sensação ou sintoma incomum, um médico deve ser imediatamente informado.

Contra indicações - Gravidez - A segurança do uso de Respexil® em grávidas não foi estabelecida e, consequentemente, os benefícios do tratamento com Respexil ® devem ser pesados contra os riscos potenciais.

Amamentação
-Deve-se ter cautela quando Respexil® for administrado a nutrizes.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE

Data da bula

01/12/2017

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal