Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Rifampicina

Rifampicina - Bula do remédio

Rifampicina com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Rifampicina têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Rifampicina devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Lafepe

Apresentação de Rifampicina

cáps. 300mg: emb. c/ 10. 2% Susp. Oral

Rifampicina - Indicações

A Rifampicina está indicada para o tratamento das diversas formas de tuberculose e hanseníase, causadas por microrganismos sensíveis, mesmo que em associação com outros antibacterianos, na tentativa de diminuir a resistência. É também o fármaco de escolha no tratamento de portadores nasofaringeos de Neisseria meningitides de indivíduos que mantiveram contato com portadores de meningite miningocócica ou de crianças pequenas e sem imunização específica, que tiveram contato familiar com miningite pelo Hemófilo B.

Contra-indicações de Rifampicina

Pacientes com história anterior de hipersensibilidade às rifamicinas ou portadores de insuficiência hepática, pelo risco de agravamento deste quadro e ainda, uso concomitante de contraceptivos orais ou fármacos hepatotóxicos, insuficiência renal grave, gravidez e lactação.

Advertências

O aparecimento de coloração avermelhada na urina, saliva, lágrimas e lentes de contato gelatinosas, podendo inclusive manchá-las definitivamente. Hiperbilirrubinemia ou aumento de transaminases por isoladamente não impõem a suspensão do tratamento, sugerindo-se uma avaliação clínica e laboratorial antes de qualquer decisão. Exames pré-clínicos demonstraram teratogenia quandoutilizado em roedores, sob doses elevadas. Portadores de disfunção hepática só devem fazer uso desta terapêutica depois de totalmente avaliada a relação risco/benefício.

Uso na gravidez de Rifampicina

Contra-indicado.

Interações medicamentosas de Rifampicina

A Rifampicina pode causar diminuição dos níveis de prednisona, quinidina, cetoconazol, propanolol, digitoxina, clofibra e da sulfoniluréia, além de diminuir a eficácia dos anticoagulantes cumarínicos e dos contraceptivos orais. Além disso, é sabido que os antiácidos e o cetoconazol reduzem a absorção intestinal da Rifampicina.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Rifampicina

Rubor facial, prurido e rush cutâneo generalizado, assim como púrpura, epistaxe, metrorragia, hemorragia gengival e anemia hemolítica. Síndrome pseudogripal com febre, astenia, cefaléia, tremores e mialgia, podendo evoluir com nefrite intersticial, necrose tubular aguda, trombocitopenia e choques. Na área digestiva: Mal estar, inapetência, náusea, vômitos, icterícia, insuficiência hepática e diarréia.

Rifampicina - Posologia

Para garantir rápida e completa absorção aconselha-se a administração de Rifampicina com estômago vazio, longe das refeições. Tratamento das formas de tuberculose pulmonar e extrapulmonar: Primeira fase (dois meses): Até 20kg: 10mg/kg, em doses diárias; 20kg a 35kg: 300mg, em doses diárias; 35kg a 45kg: 450mg, em doses diárias; acima de 45kg: 600mg, em doses diárias. Segunda fase (quatro meses): Até 20kg: 10mg/kg, em doses diárias; 20kg a 35kg: 300mg, em doses diárias; 35kg a 45kg: 450mg, em doses diárias; acima de 45kg: 600mg, em doses diárias. Tratamento da meningite tuberculosa: Primeira fase (dois meses): Menores de 15 anos: 20mg/kg, em doses diárias; maiores de 15 anos: 600mg, em doses diárias. Segunda fase (quatro meses): Menores de 15 anos: 20mg/kg, em doses diárias; maiores de 15 anos: 600mg, em doses diárias. Rifampicina geralmente deve ser associada a outros tuberculostáticos. Tratamento de infecções inespecíficas: Adultos: Recomenda-se dosagem diária de 600mg; nas formas graves esta dosagem pode ser aumentada para 900 a 1.200mg. Nas infecções das vias urinárias, a dosagem diária recomendada é de 900 a 1.200mg. Nos casos de dosagens maiores, estas deverão ser fracionadas em duas administrações. Na blenorragia é indicada uma única administração diária de 900mg, que eventualmente poderá ser repetida também no 2o e 3o dias. Crianças: Recomenda-se dosagem diária de 20mg/kg em uma ou duas administrações. Em todos os casos (exceto na blenorragia), prolongar o tratamento por mais alguns dias, mesmo após o desaparecimento dos sintomas.

Rifampicina - Informações

A Rifampicina é um derivado semi-sintético da Rifamicina B, esta, produzida com resultado de processo de fermentação do Streptomyces mediterranei. Com ação em diversas bactérias Gram-negativas e Gram-positivas. O principal mecanismo de ação é a inibição da atividade RNA-polimerase DNA-dependente. Embora tenha boa ação antibacteriana, tem sido reservado para o tratamento de hanseníase e tuberculose, em associação com outros antibacterianos, causando rápida resistência, principalmente por mutação na unidade b da RNA-polimerase. Tem boa absorção no trato gastrointestinal, se reduzindo, no entanto, na presença de alimentos. Apresenta boa distribuição, atingindo inclusive o sistema nervoso. Atravessa a barreira placentária e leite materno. Sua metabolização se faz no fígado, com meia-vida de 3 horas de 600mg, diminuindo um pouco com doses repetidas o que é recompensado porque apresenta ação antibacteriana com níveis mínimos de concentração sangüínea.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal