Feed

Já é assinante?

Entrar

Ritmonorm

Ritmonorm - Bula do remédio

Ritmonorm com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Ritmonorm têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Ritmonorm devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Abbott

Apresentação de Ritmonorm

compr.: emb. c/ 20 compr. rev. sulcados. sol. inj.: emb. c/ 6 amp. de 20 ml.

Ritmonorm - Indicações

Tratamento e profilaxia de todas as formas de extra-sistolias ventriculares e supraventriculares, taquicardias e taquiarritmias ventriculares e supraventriculares e síndrome de Wolff-Parkinson-White.

Contra-indicações de Ritmonorm

Insuficiência cardíaca manifesta, choque cardiogênico (exceto quando causado por taquiarritmia), bradicardia acentuada (abaixo de 50 bpm), transtornos preexistentes de alto grau da condução sinoatrial, atrioventricular e intraventicular, síndrome do nódulo sinusal, doença pulmonar obstrutiva grave, distúrbio eletrolítico, hipotensão acentuada, hipersensibilidade ao cloridrato de propafenona e miastenia grave. Devido a sua atividade betabloqueadora, deve ser empregado com cautela em pacientes sujeitos a broncoespasmo. Recomenda-se o uso de doses menores para pessoas idosas e(ou) debilitadas.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Ritmonorm

Em casos isolados, sobretudo com doses iniciais muito elevadas, podem ocorrer inapetência, sensação de plenitude, náuseas, vômitos, sabor amargo, sensação anestésica na boca, visão turva, vertigem e, mais raramente, cansaço, cefaléia, inquietação, pesadelos, transtornos do sono, transtornos psíquicos, sintomas extrapiramidais e, com menor freqüência, bradicardia, bloqueios SA, AV ou IV; eventuais alterações hematológicas (diminuição do número de leucócitos, granulócitos ou plaquetas), reversíveis com a suspensão do tratamento.

Ritmonorm - Posologia

Comprimidos: A dose de manutenção (450-600 mg diários) é individual e deve ser determinada através de controle cardiológico (ECG e pressão arterial). Sendo necessário aumentar a dose, proceder da seguinte maneira: Dose mínima: 450 mg/dia (1/2 comprimido, 3 vezes ao dia). Dose média: 600 mg/dia (1 comprimido, 2 vezes ao dia). Dose máxima: 900 mg/dia (1 comprimido, 3 vezes ao dia). A dose máxima (900 mg/dia) só em casos excepcionais e mediante controle cardiológico. Em paciente com peso inferior a 70 kg as doses devem ser reduzidas. Em pacientes idosos ou com cardiopatia severa o ajuste deve ser progressivo. Devido ao sabor amargo e ao efeito anestésico superficial da substância ativa, os comprimidos devem ser deglutidos com um pouco de líquido, após as refeições, evitando-se chupá-los ou mastigá-los. Solução injetável: Aplicação endovenosa de urgência: 1 a 2 mg/kg, administrados em 3 a 5 min, correspondente a 1 ou 2 ampolas de 20 ml. Recomenda-se o uso de uma segunda aplicação somente após terem decorridos 90 a 120 min. Duração do efeito: de 2 a 4 horas. Aplicação endovenosa lenta (infusão) durante 1 a 3 horas (nas arritmias graves): Dripping de 0,5 a 1 mg/min de Ritmonorm Solução injetável, diluídos em solução glicosada (não usar solução fisiológica), para adulto médio. Aplicação endovenosa lenta (infusão) prolongada para manutenção: Em geral é suficiente a dose de 560 mg de Ritmonorm Solução injetável (uma ampola a cada 3 horas) por dia, para adulto médio, durante 24 horas. Cessado o quadro agudo, administrar 1 comprimido de 300 mg a cada 12 horas, até no máximo, 900 mg/dia.

Ritmonorm - Informações

A propafenona é uma droga antiarrítmica que pertence à classe 1C (segundo a classificação de Vaughn-Wiliams. É potente bloqueador dos canais de sódio, com ações semelhantes a outras drogas da mesma classe. Possui ainda ação beta-bloqueadore leve, além de uma possível ação no bloqueio de canais de cálcio. O volume de dsitrubuição da droga varia de 2,5 a 4 L/kg. A concentração mais alta nos tecidos é observada nos pulmões. Cerca de 95% da droga é ligada uma glicoproteína alfa-1 ácida.A propafenona é metabolizada no fígado, sendo que menos de 1 % da dose oral é excretada de forma inalterada na urina. Existem dois metabólitos ativos: 5-hidroxipropafenona e N-depropilpropafenona, com a mesma habilidade e ações que o composto que os deu origem.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal