Feed

Já é assinante?

Entrar

Rupafin - Bula do remédio

Rupafin com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Rupafin têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Rupafin devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Aché

Referência

Rupatadina

Apresentação de Rupafin

10 compr. de 10 mg

Rupafin - Indicações

Este medicamento foi indicado para aliviar os sintomas relacionados à rinite alérgica (inflamação da mucosa nasal de natureza alérgica) e da urticária crônica idiopática. Sendo que os estudos feitos com a rupatadina mostraram melhora dos sintomas como prurido e lesões após 6 semanas de uso da medicação nas dosagens de 10 mg e 20 mg quando comparadas ao placebo (59,5% e 66,1%, respectivamente). Alguns dos efeitos foram observados logo após a primeira dosagem de rupatadina demonstrando um rápido início de ação quando comparado ao placebo. As lesões de pele diminuíram significantemente mais com a rupatadina em doses de 10 e 20 mg (54,3% e 57,0%, respectivamente) do que o placebo (39,7%) após um período de 4 semanas.

Contra-indicações de Rupafin

Este medicamento não é indicado para pacientes com alergia à rupatadina ou a qualquer outro componente da sua fórmula.

Advertências

O uso deste medicamento não é recomendado em portadores de doença nos rins e no fígado. Não deve ser associado aos medicamentos que inibem o citocromo P450 como o cetoconazol e a eritromicina. Também não é recomendada a administração com suco de toranja (grapefruit). Pessoas com intolerância a lactose e galactose não devem utilizar a medicação devido à presença de lactose

Uso na gravidez de Rupafin

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Mulheres que estão amamentando não devem utilizar a medicação, a menos que seu médico considere o potencial benéfico materno superior ao risco potencial do bebê.

Interações medicamentosas de Rupafin

Como ocorrem com outros anti-histamínicos, as interações com depressores do CNS não podem ser excluídas. O medicamento não sofre influência de alimentos nem interfere em exames laboratoriais rotineiros. Você deve interromper o tratamento com anti-histamínicos como Rupafin (fumarato de rupatadina) aproximadamente 48 horas antes de fazer qualquer teste alérgico de pele, pois os anti-histamínicos podem impedir ou diminuir as reações que seriam positivas e indicativas da presença de alergia.Você não deve tomar este medicamento com outro medicamento que seja um provável inibidor do citocromo P450 como o cetoconazol e a eritromicina. A administração concomitante de rupatadina e cetoconazol ou eritromicina aumenta a exposição sistêmica à rupatadina em 10 e 2-3 vezes respectivamente. Estudos de interação in vivo com outros substratos além do cetoconazol e da eritromicina não foram realizados.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Rupafin

Você deve informar o seu médico o aparecimento de reações desagradáveis como: sonolência, cefaléia, tontura, fraqueza muscular, cansaço e boca seca; e com menos frequência, sangramento nasal e nariz seco, irritação e secura da garganta, má-digestão, náuseas, diarréia, vômitos, dor abdominal e aumento de apetite, erupção cutânea, transtorno de atenção, mialgia e irritabilidade.

Rupafin - Posologia

Aspecto físico O comprimido de Rupafin (fumarato de rupatadina) é circular, de coloração rosa-alaranjado. Dosagem Adultos: a dose recomendada é de 10 mg (um comprimido) uma vez ao dia, com ou sem alimentos. Idosos: Rupafin (fumarato de rupatadina) deve ser administrado com cautela; até o momento não há dados que indiquem a necessidade de ajuste da dose. Crianças: não há dados sobre a segurança e eficácia da rupatadina em pacientes com menos de 12 anos de idade.

Superdosagem

Se você tomar doses muito altas deste medicamento por acidente, procure imediatamente um serviço médico e leve a embalagem com a bula do medicamento. Não há registros de casos de superdose até o momento.

Resultados de eficácia

Este medicamento é um anti-histamínico (antialérgico) que age promovendo o alívio dos sintomas associados à rinite alérgica (inflamação da mucosa nasal de natureza alérgica) e tratamento da urticária crônica idiopática. Sua ação se inicia entre 15 minutos a 1 hora após a administração.

Modo de usar

Você deve tomar o comprimido de Rupafin (fumarato de rupatadina) com auxílio de líquido, podendo ser junto às refeições. Não ingerir com suco de toranja (grapefruit).

Armazenagem

Você deve conservar este medicamento em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz e umidade.

Rupafin - Informações

Como este medicamento funciona? Este medicamento é um anti-histamínico (antialérgico) que age promovendo o alívio dos sintomas associados à rinite alérgica (inflamação da mucosa nasal de natureza alérgica) e tratamento da urticária crônica idiopática. Sua ação se inicia entre 15 minutos a 1 hora após a administração. Por que este medicamento foi indicado? Este medicamento foi indicado para aliviar os sintomas relacionados à rinite alérgica (inflamação da mucosa nasal de natureza alérgica) e da urticária crônica idiopática. Sendo que os estudos feitos com a rupatadina mostraram melhora dos sintomas como prurido e lesões após 6 semanas de uso da medicação nas dosagens de 10 mg e 20 mg quando comparadas ao placebo (59,5% e 66,1%, respectivamente). Alguns dos efeitos foram observados logo após a primeira dosagem de rupatadina demonstrando um rápido início de ação quando comparado ao placebo. As lesões de pele diminuíram significantemente mais com a rupatadina em doses de 10 e 20 mg (54,3% e 57,0%, respectivamente) do que o placebo (39,7%) após um período de 4 semanas. Quando não devo usar este medicamento? Este medicamento não é indicado para pacientes com alergia à rupatadina ou a qualquer outro componente da sua fórmula. Advertências O uso deste medicamento não é recomendado em portadores de doença nos rins e no fígado. Não deve ser associado aos medicamentos que inibem o citocromo P450 como o cetoconazol e a eritromicina. Também não é recomendada a administração com suco de toranja (grapefruit). Pessoas com intolerância a lactose e galactose não devem utilizar a medicação devido à presença de lactose. Gravidez e lactação Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Mulheres que estão amamentando não devem utilizar a medicação, a menos que seu médico considere o potencial benéfico materno superior ao risco potencial do bebê.

Dizeres legais

MS - 1.1213.0306 Farmacêutico Responsável: Alberto Jorge Garcia Guimarães CRF-SP nº 12.449 Rupafin: Marca Registrada de J. URIACH & CIA. S.A. Biosintética Farmacêutica Ltda. Av. das Nações Unidas, 22.428 São Paulo - SP CNPJ 53.162.095/0001-06 Indústria Brasileira Número de Lote, Fabricação e Validade: vide cartucho. VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal