Feed

Já é assinante?

Entrar

Tamarine Capsulas

Tamarine Capsulas - Bula do remédio

Tamarine Capsulas com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Tamarine Capsulas têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Tamarine Capsulas devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Hypermarcas

Apresentação de Tamarine Capsulas

Cápsulas
Embalagem contendo 20 cápsulas.

USO ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO

COMPOSIÇÃO
Cada cápsula contém:
Cassia angustifolia Vahl. ..............................................................................240,00 mg
(equivalente à 6 mg de senosídeos)
Tamarindus indica L..................................................................................11,70 mg
(equivalente à 0,0585 mg de ácido tartárico)
Cassia fistula L...................................................................................11,70 mg
(equivalente à 0,0065 mg de ácido transcinâmico)
Coriandrum sativum L...................................................................................5,40 mg
(equivalente à 0,0008 mg de ácido clorogênico)
Excipiente q.s.p. .............................................................................................270,00 mg
(estearato de magnésio)

Extrato Seco de Cassia angustifolia Vahl
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia angustifolia Vahl
Família: Fabaceae
Nomenclatura Popular: Sena
Parte da planta utilizada: Folhas

Extrato Seco de Tamarindus indica L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Tamarindus indica L.
Família: Fabaceae, Caesalpiniaceae
Nomenclatura Popular: Tamarindo
Parte da planta utilizada: Fruto

Extrato Seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula L.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae
Nomenclatura Popular: Canafístula
Parte da planta utilizada: Fruto

Extrato Seco de Coriandrum sativum L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula L.
Família: Apiaceae
Nomenclatura Popular: Coentro
Parte da planta utilizada: Fruto

Tamarine Capsulas - Indicações

As indicações de TAMARINE® são amplas: é indicado para o tratamento sintomático da constipação intestinal crônica e secundária; preparação para os exames radiológicos e endoscópicos.
Indicações terapêuticas complementares: constipação decorrente de viagens prolongadas, período menstrual, gestação, dietas pós-operatórias e acidentes vasculares cerebrais.

Contra-indicações de Tamarine Capsulas

TAMARINE® é contraindicado nas reticolites e doença de Crohn). Também é contra- indicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Advertências

O uso de TAMARINE® em crianças só deve ser feito quando houver indicação médica. Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.
Os laxantes estimulantes devem ser usados com cautela, a diarreia grave pode levar à desidratação e perda de eletrólitos. Quando a perda hídrica e eletrolítica é acentuada, pode ocorrer uma queda acentuada da pressão arterial, apresentar arritmias cardíacas e outros distúrbios graves, tais como a hipocalemia, a qual pode resultar de redistribuição do potássio do compartimento extracelular para o intracelular, deficiência dietética, perdas renais e extra-renais. Na avaliação do paciente hipocalêmico, história e exame físico cuidadosos podem diagnosticar causas como efeitos de medicamentos e perdas extra-renais. Os conhecimentos sobre a homeostase do potássio também são considerados: níveis de potássio inferiores a 3,5 mEq/L podem ocorrer nas primeiras horas da manhã, hipocalemia pós-prandial é ocorrência comum. Pacientes com hipocalemia apresentam fraqueza muscular, fadiga, alterações eletrocardiográficas (achatamento de onda T, alteração do segmento S-T e aparecimento de onda U). Pacientes com comer compulsivo ou bulimia podem apresentar hipocalemia devido a vômitos excessivos, abuso de laxantes e/ou diuréticos. O abuso crônico de laxantes pode ocasionar hipocalcemia e a redução do cloro sérico. Também pode ocorrer perda de bicarbonato através das fezes, acarretando uma acidose metabólica. A distensão do Colón também é observada, quando o uso de laxantes é prolongado devido à retirada do muco protetor que reveste o colón deixando-o vulnerável a infecções.

Gravidez: Categoria A
“Em estudos controlados em mulheres grávidas, o fármaco não demonstrou risco para o feto no primeiro trimestre de gravidez. Não há evidências de risco nos trimestres posteriores, sendo remota a possibilidade de dano fetal.”
“Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.”

Uso na gravidez de Tamarine Capsulas

Gravidez: Categoria A
“Em estudos controlados em mulheres grávidas, o fármaco não demonstrou risco para o feto no primeiro trimestre de gravidez. Não há evidências de risco nos trimestres posteriores, sendo remota a possibilidade de dano fetal.”

“Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.”

Interações medicamentosas de Tamarine Capsulas

Este medicamento deve ser usado com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos tipo quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos (digoxina), anfotericina B e diuréticos hipocalemiantes tais como furosemida e a hidroclortiazida.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Tamarine Capsulas

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.
Outros efeitos secundários podem ocorrer, são eles: diarreia, epigastralgia, refluxo, vômitos e irritação.
Sintomas raros: sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.
"Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal."

Tamarine Capsulas - Posologia

Adultos (acima de 12 anos): 1 a 2 cápsulas ao dia após a última refeição ou a critério médico.
Crianças menores de 12 anos: a exclusivo critério médico.
O uso de laxantes estimulantes deve ser feito com cautela, por isso, recomenda-se a utilização deste medicamento até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal. No uso contínuo deste produto, recomenda-se não exceder o período de 7 dias sempre respeitando a dosagem recomendada.
No caso de constipação crônica, há estudos do uso de TAMARINE® em períodos de 14 e 28 dias para o tratamento de constipação crônica mostrando eficácia terapêutica.
“Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado”.

Superdosagem

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólicas abdominais e uma significante perda de potássio.
Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.
"Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.”

Características farmacológicas

O laxativo TAMARINE® cápsulas é um fitoterápico composto de quatro plantas medicinais com conhecida ação no trato gastrintestinal: Cassia angustifolia, Cassia fistula, Tamarindus índice, Coriandrum sativum). As indicações do Tamarine® estão relacionadas com alterações organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintomático da constipação crônica e preparação de pacientes para exames radiológicos e endoscópicos. A cápsulas Tamarine® é uma especialidade farmacêutica onde se encontram os senosídeos A e B e padronizados, originados do Sene (Cassia angustifólia e Cassia fistula), com baixas concentrações de derivados antracênicos livres, o que lhe confere menos efeitos colaterais. O núcleo antracênico desses senosídeos encontra-se normalmente conjugado a um açúcar que, quando hidrolisado transforma senosídeos em derivados antracênicos livres (Simões et al., 1999). Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam responsáveis pelos efeitos secundários indesejáveis de certas preparações contendo Sene. Esses efeitos variam na dependência do conteúdo antraquinônico e da facilidade de liberação dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicosídicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).
O efeito laxativo consiste numa modificação dos movimentos de água e dos eletrólitos em nível de mucosa intestinal, seja por um aumento da secreção, ou pela diminuição da absorção, tanto ao nível de cólon, como de intestino delgado.

Resultados de eficácia

TAMARINE® é um laxante do tipo estimulante da mucosa do intestino e que através de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou eficácia no tratamento de constipação intestinal. De acordo com os dados analisados a administração de Tamarine® mostra-se eficiente no tratamento da constipação intestinal, pois promove tanto um aumento na frequência das evacuações como uma diminuição da consistência das fezes tornando-as mais fáceis de serem eliminadas pelos pacientes e também diminui a dor durante as evacuações, quando comparado com padrão basal do pacientes (fase de seleção).Comparando-o com o laxante formador de massa (fibras), mostrou–se mais eficaz em relação aos mesmos desfechos.
No período de 14 dias, o conceito mais frequente pelos investigadores em relação ao tratamento foi em 47,6% de excelente para Tamarine®. A avaliação permaneceu semelhante na avaliação seguinte (28 dias) com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o Tamarine®.
A avaliação dos pacientes também demonstrou satisfação em relação ao tratamento nos 14 dias iniciais com 39,68% de excelentes para Tamarine®. A avaliação permaneceu semelhante na avaliação seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o TAMARINE®.(1)

BIBLIOGRAFIA
1.Moraes, Elisabete A.de;Bezerra,Fernando A.Frota; Moraes, Manoel O. de; Uchoa, Célia R.Amaral; Lima, Francisco A. Viana; Vasconcellos, Marne Carvalho de; Soares, Aline Kércia Alves: Avaliação da eficácia terapêutica da Cápsulas Tamarine® em pacientes com constipação intestinal crônica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.

Armazenagem

TAMARINE® cápsulas deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30º C) em local seco e ao abrigo da luz.
Prazo de validade - 24 meses.

"Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem."
"Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original."

TAMARINE CÁPSULA apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa nº 1 de cor verde (tampa) e branca (corpo) contendo pó fina de cor verde acastanhado de forte odor característico

"Antes de usar, observe o aspecto do medicamento."
"Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças."

Dizeres legais

Reg. MS – 1.7287.0053
Farm. Resp.: Carlos Takashi Maki - CRF-SP nº 5606

HYPERMARCAS S/A.
Av. Fernando Cerqueira César Coimbra, 1000 – Tamboré – Barueri – São Paulo CEP 06465-0908
CNPJ nº 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira
Marca registrada
Atendimento ao Consumidor: 080077 17017 (Ligação Gratuita)

"Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica”.

Tamarine Capsulas - Bula para o Paciente

1. PARA QUÊ ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
As indicações de TAMARINE® são amplas: é indicado para o tratamento de intestino preso, tanto crônico como secundário e na preparação para os exames radiológicos e endoscópicos.

Indicações terapêuticas complementares: constipação decorrente de viagens prolongadas, período menstrual, gestação, dietas pós-operatórias e acidentes vasculares cerebrais.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
TAMARINE® é uma associação de diferentes plantas medicinais com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo, guardando todas as características da função intestinal normal sem nenhum sinal de irritação.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
TAMARINE® é contraindicado nas reticolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal). Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida.
Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.
“Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.”

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
O uso de TAMARINE® em crianças só deve ser feito quando houver indicação médica. Como ocorre com todos os laxativos, o seu uso frequente e/ou prolongado pode levar à dependência desta medicação e a perda da função intestinal normal, assim como a diarreia com a perda de água e eletrólitos (sódio, potássio, etc), especialmente potássio. Recomenda-se usar esses medicamentos apenas ocasionalmente, preferencialmente não mais do que durante alguns dias ou 1 semana, salvo prescrição médica diferente.
Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.
“Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.”

Interação medicamentosa: usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos tipo quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos hipocalemiantes (furosemida e hidroclortiazida). Não há relatos de interações com alimentos.
“Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.”

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
TAMARINE® cápsulas deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30º C) em local seco e ao abrigo da luz.

"Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem."
"Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original."

TAMARINE CÁPSULA apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa nº 1 de cor verde (tampa) e branca (corpo) contendo pó fina de cor verde acastanhado de forte odor característico

"Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo."
"Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças."

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
USO ORAL
Adultos: 1 a 2 cápsulas ao dia após a última refeição ou a critério médico. Crianças menores de 12 anos: a exclusivo critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde.

"Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião - dentista."

O uso de laxantes estimulantes deve ser feito com cautela, por isso, recomenda-se a utilização deste medicamento até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal. No uso contínuo deste produto, recomenda-se não exceder o período de 7 dias sempre respeitando a dosagem recomendada. Períodos maiores de uso deste medicamento somente através de orientação médica

“Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado”.

7.O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque esqueceu de tomar a dose anterior.
"Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião- dentista."

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.
Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada, são eles: diarreia, dor no estômago, refluxo, vômitos e irritação.
Procure um médico na ocorrência de sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.
"Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento."

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Se a ingestão do medicamento for alta, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

"Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível." Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Data da bula

06/08/2014

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal