Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Amoxicilina

Amoxicilina - Bula do remédio

Amoxicilina com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Amoxicilina têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Amoxicilina devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Medley (genérico)

Referência

Amoxil

Apresentação de Amoxicilina

CÁPSULAS 500 mg: embalagens com 15, 21 ou 30 unidades.
USO ADULTO - USO ORAL
COMPOSIÇÃO
Cada cápsula contém:
Amoxicilina tri-hidratada .............................................................................. 574 mg
(equivalente a 500 mg de Amoxicilina)
excipientes q.s.p. ........................................................................... 1 cápsula
(celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio).
______________________________________________________________________________________

PÓ PARA SUSPENSÃO ORAL 125 mg/5 mL; 250 mg/5 mL e 500 mg/5 mL
Pó para suspensões orais 125 mg/5 mL; 250 mg/5 mL e 500 mg/5 mL: frasco para 150 mL, acompanhado de dosador.
Para as concentrações de 125 mg/5 mL e 250 mg/5 mL: USO PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 MESES
Para a concentração de 500 mg/5 mL: USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 MESES
USO ORAL
COMPOSIÇÕES
Cada 5 mL da suspensão oral reconstituída contém:
Amoxicilina tri-hidratada: 143,7 mg (equivalente a 125 mg de Amoxicilina)
Amoxicilina tri-hidratada: 287,5 mg (equivalente a 250 mg de Amoxicilina)
Amoxicilina tri-hidratada: 575 mg (equivalente a 500 mg de Amoxicilina)
− veículo q.s.p. (benzoato de sódio, citrato de sódio di-hidratado, dióxido de silício, goma xantana, celulose microcristalina e carmelose sódica, sacarose, silicona, corante vermelho ponceau 4R, aroma de morango): 5 mL
______________________________________________________________________________________

PÓ PARA SUSPENSÃO ORAL 200 mg/5 mL e 400 mg/5 mL
Pó para suspensões orais de 200 mg/5 mL e 400 mg/5 mL, embalagens contendo frascos de 100 mL, acompanhados de dosador.
USO PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 MESES
USO ORAL

COMPOSIÇÕES
Cada 5 mL da suspensão oral reconstituída contém:
Amoxicilina tri-hidratada: 229,6 mg (equivalente a 200 mg de Amoxicilina)
Amoxicilina tri-hidratada: 459,2 mg (equivalente a 400 mg de Amoxicilina)
veículo q.s.p. (aroma de morango, benzoato de sódio, citrato de sódio di-hidratado, corante vermelho ponceau 4R, dióxido de silício, goma xantana, celulose microcristalina e carmelose sódica, sacarose, silicona): 5 mL

Amoxicilina - Indicações

A Amoxicilina é um antibiótico de amplo espectro, indicada para o tratamento de infecções bacterianas causadas por germes sensíveis à sua ação.

Contra-indicações de Amoxicilina

A Amoxicilina é contraindicada a pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade às penicilinas, nos casos de infecções por Staphylococcus penicilino-resistentes e nas produzidas por bacilo piociânico, ricketsias e vírus.
Deve-se dedicar atenção à possível sensibilidade cruzada com outros antibióticos beta-lactâmicos, como por exemplo, as cefalosporinas.

Advertências

O uso de Amoxicilina durante a gravidez pode ser considerado apropriado quando o benefício potencial se sobrepõe ao risco potencial associado ao tratamento.
Rashes eritematosos (morbiliformes) têm sido associados a febre glandular em pacientes recebendo Amoxicilina.
Embora a Amoxicilina possa ser administrada durante a lactação, a ampicilina, da mesma forma que outros antibióticos desta classe, é excretada pelo leite materno; portanto, deve-se ter cuidado quando a Amoxicilina é administrada a mulheres que estão amamentando, pois pode provocar no lactente diarreia, candidíase e rash cutâneo.
Reações de hipersensibilidade (anafilactoides) sérias e ocasionalmente fatais têm sido relatadas em pacientes recebendo tratamento com derivados penicilânicos. Estas reações requerem tratamento de emergência com epinefrina. Oxigênio, esteroides intravenosos e assistência respiratória, inclusive intubação, podem ser administrados, conforme a indicação.
A ocorrência de diarreia pode interferir com a absorção de outros medicamentos e, desta forma, reduzir sua eficácia.
Embora a anafilaxia seja mais frequente após o tratamento parenteral, pode também ocorrer em pacientes recebendo tratamento oral. Estas reações são mais passíveis de ocorrerem em indivíduos com história de hipersensibilidade à penicilina e/ou reações de hipersensibilidade a múltiplos alérgenos. Têm sido relatados casos de pacientes com história de hipersensibilidade à penicilina e que tiveram graves reações quando tratados com cefalosporinas.
Antes de iniciar um tratamento com um derivado penicilânico, deve ser realizada uma criteriosa e minuciosa pesquisa do passado alérgico do paciente quanto a reações às penicilinas, cefalosporinas ou a outros alérgenos. Caso ocorra uma reação alérgica, Amoxicilina deve ser imediatamente descontinuada e terapêutica adequada deve ser instituída.
Da mesma forma que com outras drogas potentes, o acompanhamento das funções renal, hepática e hematopoiética deve ser feito durante a terapia prolongada.
A posologia deve ser ajustada em pacientes com insuficiência renal.
Um grande número de pacientes com mononucleose que recebem ampicilina desenvolve rash cutâneo. Assim, os antibióticos desta classe não devem ser administrados a pacientes com mononucleose.
A possibilidade de superinfecções por fungos ou bactérias deve ser considerada durante o tratamento. Se a superinfecção ocorrer, usualmente envolvendo Enterobacter, Pseudomonas ou Candida, a droga deve ser descontinuada e/ou a terapia apropriada instituída.
“Atenção: Este medicamento contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de diabetes.”

Uso na gravidez de Amoxicilina

Uso na gravidez
Estudos com Amoxicilina, em animais, não demonstraram efeitos teratogênicos. O produto está em extensivo uso clínico desde 1972 e sua adequabilidade na gravidez humana foi bem documentada em estudos clínicos. Sendo necessário o tratamento com antibióticos durante a gravidez, a Amoxicilina pode ser considerada apropriada quando os benefícios potenciais justificarem os riscos potenciais associados ao tratamento.

Uso na lactação
A Amoxicilina pode ser administrada durante a lactação. Com exceção do risco de sensibilidade associada à excreção de quantidades mínimas de Amoxicilina no leite materno, não existem efeitos nocivos conhecidos para o bebê.

Interações medicamentosas de Amoxicilina

A probenecida reduz a secreção tubular renal de Amoxicilina. O uso concomitante com Amoxicilina pode resultar em níveis aumentados e prolongados de Amoxicilina no sangue.
Em comum com outros antibióticos de amplo espectro, a Amoxicilina pode reduzir a eficácia de contraceptivos orais. As pacientes devem ser apropriadamente advertidas.
Os seguintes fármacos bacteriostáticos podem interferir nos efeitos bactericidas das penicilinas: cloranfenicol, eritromicina, sulfamidas e tetraciclinas.
A administração simultânea de alopurinol, durante o tratamento com Amoxicilina, pode aumentar a probabilidade de reações alérgicas da pele.
O prolongamento do tempo de protrombina foi raramente relatado em pacientes recebendo Amoxicilina. A monitoração apropriada deve ser realizada quando anticoagulantes forem prescritos simultaneamente.
A absorção da digoxina, quando usada concomitantemente, pode ser aumentada durante o tratamento com Amoxicilina.
Recomenda-se que, ao realizar testes para verificação da presença de glicose na urina durante o tratamento com Amoxicilina, sejam usados métodos de glicose oxidase enzimática. Devido às altas concentrações urinárias de Amoxicilina, leituras falso-positivas são comuns com métodos químicos.

INTERAÇÕES ALIMENTARES
A alimentação não interfere com a ação da Amoxicilina podendo a mesma ser ingerida juntamente com alimentos.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Amoxicilina

Como ocorre com outras drogas da mesma classe, espera-se que as reações desagradáveis estejam essencialmente limitadas a fenômenos de hipersensibilidade. Elas são mais prováveis de ocorrer em indivíduos que já tenham demonstrado hipersensibilidade às penicilinas e naqueles que tenham histórico de alergia, asma, febre do feno ou urticária. As seguintes reações adversas foram associadas ao uso de penicilinas:

Gastrointestinais
Náusea, vômito e diarreia, candidíase intestinal e colite associada ao antibiótico (incluindo colite pseudomembranosa e colite hemorrágica) têm sido raramente relatadas.

Reações de hipersensibilidade
Rash eritematoso e urticária, que podem ser controlados com anti-histamínicos e, se necessário, corticosteroides sistêmicos. Raramente reações cutâneas como eritema multiforme e síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica e dermatite esfoliativa e bolhosa têm sido relatadas. Sempre que tais reações ocorrerem, a Amoxicilina deve ser descontinuada.
De maneira semelhante a outros antibióticos, reações alérgicas graves incluindo edema angioneurótico, anafilaxia, doença do soro e vasculite de hipersensibilidade têm sido relatadas raramente. Nefrite intersticial pode ocorrer raramente.

Hepáticas
Um aumento moderado do SGOT foi relatado, mas a significância deste achado é desconhecida.
Como ocorre com outros antibióticos beta-lactâmicos, hepatite e icterícia colestática têm sido relatadas raramente.

Hematológicas
Da mesma forma que com outros beta-lactâmicos, leucopenia reversível (incluindo neutropenia grave ou agranulocitose), trombocitopenia reversível e anemia hemolítica têm sido raramente relatados. Prolongamento do tempo de sangramento e do tempo de protrombina também têm sido relatados raramente.

Sistema Nervoso Central
Hiperatividade reversível, agitação, ansiedade, insônia, confusão mental, mudanças no comportamento e/ou vertigem foram raramente relatados. Convulsões podem ocorrer em pacientes com função renal comprometida ou naqueles recebendo altas doses.

ALTERAÇÕES EM EXAMES LABORATORIAIS
Com resultados de testes diagnósticos:
− Glicose, urina: Altas concentrações de penicilinas, como a Amoxicilina, podem produzir resultados falso-positivos ou resultados falsamente elevados com testes de sulfato de cobre (Teste de Benedict, Clinitest ou Fehling); testes enzimáticos para determinação da glicose (Clinistix ou Testape) não são afetados.
− Teste de antiglobulina direto (Coombs): Resultados falso-positivos podem ocorrer durante a terapia com qualquer penicilina.

Com valores de testes fisiológicos/laboratoriais:
− Alanina aminotransferase (ALT[SGPT]); fosfatase alcalina; aspartato aminotransferase (AST[SGPT]) e lactato desidrogenase sérica (LDH): Os valores podem estar aumentados.
− Contagem de células sanguíneas brancas: Leucopenia ou neutropenia estão associadas com o uso de todas as penicilinas; o efeito é mais provável de ocorrer com terapia prolongada e na presença de insuficiência da função hepática severa.

Amoxicilina - Posologia

CÁPSULAS:
Adultos
1 cápsula de Amoxicilina 500 mg de 8 em 8 horas.
A posologia deve ser aumentada, a critério médico, nos casos de infecções graves.
A absorção de Amoxicilina não é afetada pela alimentação; portanto, a Amoxicilina pode ser administrada às refeições.
______________________________________________________________________________________

PÓ PARA SUSPENSÃO ORAL 125 mg/5 mL; 250 mg/5 mL e 500 mg/5 mL
Adultos: 500 mg/5 mL - 5 mL de 8 em 8 horas.

Crianças
− até 3 anos: 125 mg/5 mL - 5 mL de 8 em 8 horas.
− 3 a 12 anos: 250 mg/5 mL - 5 mL de 8 em 8 horas.
AGITE A SUSPENSÃO ANTES DE USAR.
A posologia deve ser aumentada, a critério médico, nos casos de infecções graves. Para crianças pesando 40 kg ou mais, deve ser administrada a posologia de adulto.
A absorção de Amoxicilina não é afetada pela alimentação; portanto, a Amoxicilina pode ser administrada às refeições.
______________________________________________________________________________________

PÓ PARA SUSPENSÃO ORAL 200 mg/5 mL e 400 mg/5 mL
A dose diária habitualmente recomendada é:
− 25 mg/kg/dia em infecções leves a moderadas (infecções do trato respiratório superior; ex.: tonsilite recorrente, infecções do trato respiratório inferior e infecções da pele e dos tecidos moles).
− 45 mg/kg/dia para o tratamento de infecções mais sérias (infecções do trato respiratório superior; ex.: otite média e sinusite; infecções do trato respiratório inferior, ex.: broncopneumonia e infecções do trato urinário).

As tabelas abaixo fornecem instruções para o uso em crianças.
Crianças acima de 2 anos
25 mg/kg/dia 2 - 6 anos (13-21 kg) 5,0 mL de Amoxicilina suspensão oral
200 mg/5 mL 2 vezes ao dia ou
2,5 mL de Amoxicilina suspensão oral
400 mg/5 mL 2 vezes ao dia
7 - 12 anos (22-40 kg) 10,0 mL de Amoxicilina suspensão oral
200 mg/5 mL 2 vezes ao dia ou
5,0 mL de Amoxicilina suspensão oral
400 mg/5 mL 2 vezes ao dia
45 mg/kg/dia 2 - 6 anos (13-21 kg) 10,0 mL de Amoxicilina suspensão oral
200 mg/5 mL 2 vezes ao dia ou
5,0 mL de Amoxicilina suspensão oral
400 mg/5 mL 2 vezes ao dia
7 - 12 anos (22-40 kg) 10,0 mL de Amoxicilina suspensão oral
400 mg/5 mL 2 vezes ao dia

Crianças de 2 meses a 2 anos
Crianças abaixo de 2 anos devem receber doses de acordo com o peso corporal.
Amoxicilina suspensão oral 400 mg/5 mL
Peso (kg) 25 mg/kg/dia(mL/2 vezes ao dia) 45 mg/kg/dia(mL/2 vezes ao dia)
2 0,3 0,6
3 0,5 0,8
4 0,6 1,1
5 0,8 1,4
6 0,9 1,7
7 1,1 2,0
8 1,3 2,3
9 1,4 2,5
10 1,6 2,8
11 1,7 3,1
12 1,9 3,4
13 2,0 3,7
14 2,2 3,9
15 2,3 4,2

A experiência com Amoxicilina suspensão oral é insuficiente para embasar recomendações de doses para crianças abaixo de 2 meses de idade.
Bebês com função renal imatura - para crianças com função renal imatura, a Amoxicilina suspensão oral 200 mg/5mL não é recomendada.
Insuficiência renal - para pacientes com TFG > 30 mL/min, nenhum ajuste nas doses é necessário. Para pacientes com TFG < 30 mL/min, a Amoxicilina não é recomendada.
Insuficiência hepática - administrar com cautela; monitorar a função hepática em intervalos regulares. No momento, as evidências são insuficientes para servirem de base para uma recomendação de doses.
Método de administração:
Para preparar a suspensão, coloque água filtrada até a marca indicada no rótulo e agite bem o frasco, até que o pó se misture totalmente com a água. Verifique se a mistura atingiu a marca; do contrário, complete com a água até a marca e torne a agitar o líquido para que se forme uma suspensão homogênea.
AGITE A SUSPENSÃO ANTES DE USAR.
Para minimizar uma potencial intolerância gastrintestinal, administre no início da refeição. A absorção de Amoxicilina é otimizada quando administrado no início da refeição. A duração do tratamento deve ser apropriada para a indicação e não deve exceder 14 dias, a não ser que haja revisão por parte do médico.

Superdosagem

É pouco provável que, em caso de superdose com Amoxicilina, ocorram problemas. Caso ocorram, provavelmente serão sintomas gastrintestinais tais como náusea, vômito e diarreia. Nestes casos, o tratamento deve ser sintomático, com atenção ao equilíbrio hidroeletrolítico.
Durante a administração de altas doses de Amoxicilina, uma ingestão adequada de líquidos e eliminação urinária têm de ser mantidos, a fim de minimizar a possibilidade de cristalúria causada pela Amoxicilina.
A Amoxicilina pode ser removida da circulação por hemodiálise.

Características farmacológicas

Farmacodinâmica
Este medicamento contém como princípio ativo a Amoxicilina, quimicamente a D-( )-alfa-amino p-hidroxibenzil penicilina, uma aminopenicilina semi-sintética do grupo beta-lactâmico de antibióticos. Tem um amplo espectro de atividade antibacteriana contra muitos microrganismos Gram-positivos e Gram-negativos, agindo através da inibição da biossíntese do mucopeptídeo das paredes das células das bactérias.
Tem rápida ação bactericida e o mesmo perfil de segurança do grupo das penicilinas.

Farmacocinética:
A Amoxicilina é bem absorvida. A administração oral, geralmente seguindo esquema de doses de três vezes ao dia, produz altos níveis séricos, independentemente do horário em que os alimentos são ingeridos. A Amoxicilina apresenta boa penetração nas secreções brônquicas e está presente em altas concentrações na urina, na forma de antibiótico inalterado.
A Amoxicilina não apresenta alta ligação às proteínas; aproximadamente 18% do teor total do fármaco no plasma ligam-se à elas. A Amoxicilina difunde-se prontamente pela maioria dos tecidos e fluidos corporais, à exceção do cérebro e do fluido espinhal. A inflamação geralmente aumenta a permeabilidade das meninges às penicilinas e isto pode aplicar-se também à Amoxicilina.
A meia-vida de eliminação é de aproximadamente uma hora. A principal via de eliminação da Amoxicilina é através dos rins. Aproximadamente 60% a 70% da Amoxicilina são excretados inalterados na urina nas primeiras 6 horas após a administração de uma dose padrão. A Amoxicilina também é parcialmente eliminada pela urina como ácido penicilóico inativo, em quantidades equivalentes a 10% a 25% da dose inicial.
A administração simultânea de probenecida retarda a excreção da Amoxicilina.
Cepas dos seguintes microrganismos geralmente são sensíveis à ação bactericida de Amoxicilina in vitro :

Gram-positivos
Aeróbios: Streptococcus faecalis, Streptococcus pneumoniae, Streptococcus pyogenes, Streptococcus viridans, Staphylococcus aureus sensível à penicilina, espécies de Corynebacterium, Bacillus anthracis, Listeria monocytogenes.
Anaeróbios: espécies de Clostridium.

Gram-negativos
Aeróbios: Haemophilus influenzae, Escherichia coli, Proteus mirabilis, espécies de Salmonella, espécies de Shigella, Bordetella pertussis, espécies de Brucella, Neisseria gonorrhoeae, Neisseria meningitidis, Pasteurella septica, Vibrio cholerae, Helicobacter pylori .
A Amoxicilina é suscetível à degradação por beta-lactamases e, portanto, o espectro de atividade da Amoxicilina não inclui os microrganismos que produzem estas enzimas, incluindo o Staphylococcus penicilino-resistente e todas as cepas de Pseudomonas, Klebsiella e Enterobacter.

Modo de usar

A Amoxicilina suspensão oral deve ser preparada da seguinte forma:

1. Agite o frasco VIGOROSAMENTE para dispersar o pó.
2. Abra o frasco e adicione água filtrada com cuidado, até a ponta da seta assinalada no rótulo.
3. Agite o frasco novamente. Deixe a suspensão repousar por alguns instantes.
4. Verifique se a mistura atingiu a marca indicada no rótulo. Do contrário, complete com água até a marca e torne a agitar o líquido para que se forme uma suspensão homogênea.
5. Coloque o adaptador no frasco e verifique se foi bem encaixado.
6. Insira a seringa dosadora no adaptador e puxe o êmbolo até a dose (mL) prescrita pelo seu médico. Feche bem o frasco e lave a seringa dosadora após o uso.
7. Após a reconstituição, a suspensão oral é válida por 14 dias, devendo ser conservada em temperatura ambiente (entre 15 e 30 °C). Depois deste período a quantidade restante deve ser descartada.
8. Lembre-se de agitar bem o frasco antes de cada nova administração.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

As penicilinas têm sido empregadas em pacientes idosos e nenhum problema específico foi documentado até o presente momento. Entretanto, pacientes idosos são mais susceptíveis a apresentarem insuficiência renal relacionada à idade, fato este que pode requerer um ajuste na dose do medicamento.

Armazenagem

CÁPSULAS
Conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15 e 30 °C), ao abrigo da umidade.
______________________________________________________________________________________

SUSPENSÃO ORAL
Conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15 e 30 °C), ao abrigo da umidade. A suspensão oral, após reconstituição, ficará estável por 14 dias à temperatura ambiente; portanto, ao terminar o tratamento, não guarde o frasco para futura reutilização.

Amoxicilina - Informações

Amoxicilina é um antibiótico usado no tratamento de infecções não complicadas.

Dizeres legais

CÁPSULAS
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA - SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA
Data de fabricação, prazo de validade e nº do lote: vide cartucho.
Farm. Resp.: Dra. Miriam Onoda Fujisawa - CRF-SP nº 10.640
MS - 1.0181.0331
Registrado por:
Medley Indústria Farmacêutica Ltda.
Rua Macedo Costa, 55 - Campinas - SP
CNPJ 50.929.710/0001-79 - Indústria Brasileira
Fabricado por:
Medley Indústria Farmacêutica Ltda
Rua São Policarpo, 100 - Sumaré - SP - Indústria Brasileira
______________________________________________________________________________________

SUSPENSÃO ORAL
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA - SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA.
Data de fabricação, prazo de validade e nº do lote: vide cartucho.
Farm. Resp.: Dra. Miriam Onoda Fujisawa - CRF-SP nº 10.640
MS - 1.0181.0330
Registrado por:
Medley Indústria Farmacêutica Ltda.
Rua Macedo Costa, 55 - Campinas - SP
CNPJ 50.929.710/0001-79 - Indústria Brasileira
Fabricado por:
Medley Indústria Farmacêutica Ltda.
Rua São Policarpo, 100 - Sumaré - SP
Indústria Brasileira

Amoxicilina - Bula para o Paciente

CÁPSULAS
INFORMAÇÕES AO PACIENTE
• Ação esperada do medicamento: Amoxicilina é um antibiótico usado no tratamento de infecções não complicadas.
• Cuidados de armazenamento: conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15 e 30 °C), ao abrigo da umidade.
• Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação, impressa na embalagem externa do produto. Não utilize o medicamento se o prazo de validade estiver vencido.
• Gravidez e lactação: informe seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término e se estiver amamentando. Caso ocorra gravidez durante ou logo após o tratamento com Amoxicilina, suspenda a medicação e comunique imediatamente ao seu médico.
• Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Siga à risca o número de dias determinado pelo seu médico, mesmo que para isso seja necessário adquirir mais de uma embalagem do produto. Esta precaução irá prevenir uma reinfecção ou uma recaída.
• Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico, mesmo que você esteja sentindo-se melhor após os primeiros dias de tratamento.
• Reações adversas: informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: dor gástrica, náusea, vômito, diarreia e flatulência.
"TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS."
• Ingestão concomitante com outras substâncias: a alimentação não interfere com a ação de Amoxicilina, podendo a mesma ser ingerida juntamente com alimentos.
• Contraindicações e Precauções: o uso de Amoxicilina é contraindicado a pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade às penicilinas.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
Este produto foi prescrito somente para você. Portanto, nunca ofereça um medicamento para outra pessoa, pois pode não ser o mais adequado para ela, mesmo que os sintomas sejam parecidos com os seus.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.
______________________________________________________________________________________

SUSPENSÃO ORAL 125 mg/5 mL; 250 mg/5 mL e 500 mg/5 mL
INFORMAÇÕES AO PACIENTE
− Ação esperada do medicamento: Amoxicilina é um antibiótico usado no tratamento de infecções não complicadas.
− Cuidados de armazenamento: conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15 e 30 °C), ao abrigo da umidade. A suspensão oral, após reconstituição, ficará estável por 14 dias à temperatura ambiente; portanto, ao terminar o tratamento, não guarde o frasco para futura reutilização.
− Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação, impressa na embalagem externa do produto. Não utilize o medicamento se o prazo de validade estiver vencido.
− Gravidez e lactação: informe seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término e se estiver amamentando. Caso ocorra gravidez durante ou logo após o tratamento com Amoxicilina, suspenda a medicação e comunique imediatamente ao seu médico.
− Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Siga à risca o número de dias determinado pelo seu médico, mesmo que para isso seja necessário adquirir mais de uma embalagem do produto. Esta precaução irá prevenir uma reinfecção ou uma recaída.
− Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico, mesmo que você (ou a criança) esteja sentindo-se melhor após os primeiros dias de tratamento.
− Reações adversas: informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: dor gástrica, náusea, vômito, diarreia e flatulência.
“TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.”
− Ingestão concomitante com outras substâncias: a alimentação não interfere com a ação de Amoxicilina, podendo a mesma ser ingerida juntamente com alimentos.
− Contraindicações e Precauções: o uso de Amoxicilina é contraindicado a pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade às penicilinas. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.

Este produto foi prescrito somente para você. Portanto, nunca ofereça um medicamento para outra pessoa, pois pode não ser o mais adequado para ela, mesmo que os sintomas sejam parecidos com os seus.
“Atenção diabéticos: contém açúcar.”
− Diabéticos: Amoxicilina suspensão contém açúcar em sua formulação, portanto, não deve ser utilizada por pacientes diabéticos.
“NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.”
______________________________________________________________________________________

SUSPENSÃO ORAL 200 mg/5 mL e 400 mg/5 mL
INFORMAÇÕES AO PACIENTE
− Ação esperada do medicamento: este medicamento é um antibiótico usado no tratamento de infecções não-complicadas.
− Cuidados de armazenamento: conservar em temperatura ambiente (entre 15 - 30 °C). Proteger da umidade. A suspensão oral, após reconstituição, ficará estável por 14 dias à temperatura ambiente; portanto, ao terminar o tratamento, não guarde o frasco para futura reutilização após este prazo.
− Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação impressa na embalagem externa do produto. Não utilize o medicamento se o prazo de validade estiver vencido. Pode ser prejudicial à sua saúde.
− Gravidez e lactação: caso ocorra gravidez durante ou logo após o tratamento com Amoxicilina, suspenda a medicação e comunique imediatamente ao seu médico. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico se estiver amamentando.
− Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Siga à risca o número de dias determinado pelo seu médico, mesmo que para isso seja necessário adquirir mais de uma embalagem do produto. Esta precaução irá prevenir uma reinfecção ou uma recaída.
− Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico, mesmo que você (ou a criança) esteja sentindo-se melhor após os primeiros dias de tratamento.
− Reações adversas: informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como, dor na região do estômago, náusea, vômito, diarreia ou flatulência.
"TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS."
− Ingestão concomitante com outras substâncias: a alimentação não interfere com a ação de Amoxicilina, podendo o mesmo ser ingerido juntamente com alimentos.
− Contraindicações e Precauções: o uso de Amoxicilina é contraindicado a pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade à Amoxicilina ou a outro tipo de penicilina.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.
Nunca ofereça um medicamento para outra pessoa, pois pode não ser o mais adequado para ela, mesmo que os sintomas sejam parecidos com os seus.
“Atenção diabéticos: contém açúcar.”
− Diabéticos: Amoxicilina suspensão oral contém açúcar em sua formulação, portanto, não deve ser utilizada por pacientes diabéticos.

"NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE."

Data da bula

13/5/2013

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal