Feed

Já é assinante?

Entrar

Thiaben - Bula do remédio

Thiaben com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Thiaben têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Thiaben devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Uci

Referência

Thiaben®tiabendazol

Apresentação de Thiaben

Thiaben® COMPRIMIDO: cartucho contendo 6 comprimidos.
Thiaben® SUSPENSÃO ORAL: cartucho contendo frasco com 40 mL, acompanhado de copo-medida de 10 mL.

Thiaben - Indicações

Thiaben® é indicado no tratamento da estrongiloidíase, da Larva migrans cutânea e visceral (toxocaríase).

Contra-indicações de Thiaben

Em casos de hipersensibilidade ao tiabendazol ou a qualquer componente da fórmula.

Advertências

O tratamento de infestações mistas, incluindo o Ascaris lumbricoides, não é recomendado, desde que o tiabendazol pode causar a migração do verme para outras partes do organismo. Durante o tratamento com o tiabendazol, os reflexos do paciente podem ser diminuídos. Por isso, é necessária cautela na condução de veículos, na operação de máquinas e outras atividades que requerem atenção. A administração do tiabendazol deve ser cautelosa em pacientes com disfunção hepática ou renal. Não é necessária a administração de laxativos antes ou após a utilização de Thiaben®. Durante o tratamento com o tiabendazol não é recomendada a ingestão de bebidas alcoólicas, devido a potencialização dos efeitos do álcool. A presença de sacarose na formulação de Thiaben® SUSPENSÃO deve ser considerada na administração do medicamento a pacientes diabéticos (200 mg de açúcar/ mL). Diagnósticos clínicos e laboratoriais específicos devem ser realizados para a identificação do parasita e conseqüente escolha correta do fármaco para uma terapêutica eficaz da parasitose. O paciente deve ser instruído sobre os métodos de profilaxia da parasitose, como condições básicas de higiene pessoal e ambiental. Gravidez e lactação: não foram realizados estudos clínicos em mulheres grávidas com a utilização do tiabendazol. O medicamento não deve ser administrado durante a gestação, somente sob estrito acompanhamento médico, quando os benefícios para a mãe justificarem o potencial de risco para o feto. Não há relatos sobre a eliminação do tiabendazol no leite materno. A administração deve ser cautelosa e sob orientação médica se o tiabendazol for utilizado durante a lactação.

Interações medicamentosas de Thiaben

Derivados xantínicos (aminofilina, teobromina, teofilina): o uso concomitante com o tiabendazol pode aumentar os níveis séricos dos xantínicos e conseqüentemente o potencial tóxico destas substâncias.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Thiaben

Thiaben® é um fármaco bem tolerado, apresentando baixa incidência de efeitos colaterais. Geralmente, os efeitos adversos são leves e transitórios não causando a suspensão da terapia. Os efeitos adversos freqüentemente observados são náusea, vômito, diarréia, sonolência, vertigem, cefaléia, anorexia, xerostomia. Ocasionalmente, pode ocorrer febre, exantema, eritema multiforme (incluindo síndrome de Stevens- Johnson). Raras vezes foram relatados casos de zumbido, distúrbios visuais, leucopenia, angioedema, cristalúria, colestase intra-hepática. Devido à metabolização do tiabendazol, alguns pacientes podem eliminar a urina com um odor característico.

Thiaben - Posologia

A posologia-padrão recomendada de Thiaben®, para adultos e crianças, é de 50 mg de tiabendazol/ kg de peso corpóreo/ dia, dividida em duas tomadas; estando a duração do tratamento dependente do tipo e intensidade da parasitose e do quadro clínico do paciente. A dose recomendada de Thiaben® é a seguinte:
Adultos
Crianças Thiaben® Comprimido Thiaben® Suspensão Estrongiloidíase Infestação não-disseminada Infestação disseminada
1 comprimido para cada 10 quilos de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 2 dias. 1 comprimido para cada 10 quilos de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante, no mínimo, 5 dias. 1 mL da suspensão para cada 1 quilo de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 2 dias. 1 mL da suspensão para cada 1 quilo de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante, no mínimo, 5 dias.
Estrongiloidíase Infestação não-disseminada Infestação disseminada 1 comprimido para cada 10 quilos de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 2 dias. 1 comprimido para cada 10 quilos de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a 1 mL da suspensão para cada 1 quilo de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 2 dias. 1 mL da suspensão para cada 1 quilo de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante, no mínimo, 5 dias. cada 12 horas), durante, no mínimo, 5 dias.
Larva migrans cutânea
1 comprimido para cada 10 quilos de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 2 dias. Se as lesões persistirem, repetir a mesma administração após 2 dias o término da primeira. 1 mL da suspensão para cada 1 quilo de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 2 dias. Se as lesões persistirem, repetir a mesma administração após 2 dias o término da primeira.
Larva migrans visceral (toxocaríase)
1 comprimido para cada 10 quilos de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 7 dias. 1 ml da suspensão para cada 1 quilo de peso corpóreo. A dose total deve ser dividida e administrada em 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 7 dias. A dose máxima diária não deve exceder a 3g (6 comprimidos ou 60 mL da suspensão) de tiabendazol, independente do peso corpóreo.
Este medicamento não deve ser utilizado por crianças com menos de 13 quilos de peso corporal sem orientação e acompanhamento médico.
Não é necessária a administração de laxantes ou purgantes antes ou após a administração de Thiaben®.

Superdosagem

Os sintomas de intoxicação estão associados a distúrbios visuais e alterações psíquicas. O tratamento consiste na realização de medidas usuais de esvaziamento gástrico e de controle dos sintomas. Em caso de superdose procure orientação médica imediatamente.

Modo de usar

Thiaben® COMPRIMIDO deve ser ingerido durante às refeições, com o auxílio de água. Agite bem o frasco de Thiaben® SUSPENSÃO antes da administração. Para a utilização posológica correta, as doses de Thiaben® SUSPENSÃO devem ser administradas utilizando-se o copo-medida contido na embalagem do produto. O copo-medida possui indicações visuais de doses, as quais devem ser seguidas de acordo com a prescrição médica.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Devem seguir a mesma posologia indicada para adultos.

Thiaben - Informações

O tiabendazol, derivado benzimidazólico, apresenta atividade anti-helmíntica de amplo espectro, atingindo principalmente as parasitoses causadas por Strongyloides stercoralis, Ancylostoma braziliense, A. caninum, Toxocara canis e T. cati. Age inibindo a enzima fumarato redutase mitocondrial e interfere na polimerização dos microtúbulos do parasita. Após a administração oral, o tiabendazol é rapidamente absorvido pelo trato gastrintestinal, atingindo concentração sérica máxima em 1 a 2 horas. A meia-vida do tiabendazol é de, aproximadamente, 70 minutos. Apresenta biotransformação hepática, sendo metabolizado quase completamente a 5- hidroxitiabendazol, o qual é conjugado a glicuronídio ou sulfato e eliminado principalmente pela urina e, 5%, pelas fezes.

Dizeres legais

UCI-FARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA
Rua do Cruzeiro, 374 – São Bernardo do Campo – SP
CNPJ 48.396.378/0001-82 – Indústria Brasileira

Thiaben - Bula para o Paciente

Ação esperada do medicamento: Thiaben® é um medicamento com ação vermífuga utilizado no tratamento da estrongiloidíase e da Larva migrans (bicho geográfico).
Cuidados de armazenamento: Thiaben® deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 a 30o C), protegido da luz e umidade, na sua embalagem original até o término de seu uso.
Prazo de validade: Não utilize o medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento. O número do lote, as datas de fabricação e validade estão impressos no cartucho do produto.
Gravidez e lactação: Informe ao médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se estiver amamentando. Cuidados de administração: Thiaben® COMPRIMIDO e SUSPENSÃO devem ser ingeridos durante as refeições. Para a administração correta de Thiaben®, leia atentamente o item Instruções de Uso, contido na parte final desta bula. A administração de Thiaben® SUSPENSÃO a pacientes diabéticos deve ser cautelosa devido a presença de açúcar no medicamento (200 mg de açúcar/ mL). Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Interrupção do tratamento: Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Reações Adversas: Thiaben® é um fármaco bem tolerado, apresentando baixa incidência de efeitos colaterais. Geralmente, os efeitos adversos são leves e transitórios não causando a suspensão da terapia. Os efeitos adversos freqüentemente observados são náusea, vômito, diarréia, sonolência, vertigem, cefaléia (dor de cabeça), anorexia, xerostomia (boca seca). Informe ao médico o aparecimento de reações indesejáveis.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Ingestão concomitante com outras substâncias:
Durante o tratamento com Thiaben® não devem ser ingeridas bebidas alcoólicas.
Contra-indicações e precauções:
Thiaben® não deve ser utilizado por pacientes alérgicos ao tiabendazol ou a qualquer componente da fórmula. O tratamento com Thiaben® pode ocasionar odor característico na urina, devido ao tiabendazol, não tendo significância clínica. Pode ocorrer sonolência durante o tratamento com Thiaben®. Portanto, recomenda-se cautela na condução de veículos, na operação de máquinas e outras atividades que requerem atenção. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Data da bula

20/12/2011

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal