FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Transpulmin Balsamo

Transpulmin Balsamo - Bula do remédio

Transpulmin Balsamo com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Transpulmin Balsamo têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Transpulmin Balsamo devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Aché

Apresentação de Transpulmin Balsamo

Bálsamo 25 mg/g + 100 mg/g + 50 mg/g + 10 mg/g: bisnaga com 20 g.

Transpulmin Balsamo - Indicações

Transpulmin bálsamo é destinado ao alívio temporário da congestão nasal e tosse associada a gripes e resfriados.

Contra-indicações de Transpulmin Balsamo

Transpulmin bálsamo é contraindicado para uso por pacientes alérgicos a um ou mais componentes do medicamento.

Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

Advertências

Apenas para uso externo. Evite o contato com os olhos. Não ingira ou aplique nas narinas. Tosse persistente pode ser sinal de uma condição mais séria. Se a tosse ou outros sintomas ainda persistirem por mais de uma semana ou vierem acompanhados de febre, erupções cutâneas, dor de cabeça contínua ou dor de garganta, deve ser feita uma avaliação médica.
Em casos de tosse persistente ou crônica causada por asma, fumo, bronquite crônica ou enfisema ou em casos de tosse acompanhada de muito muco, o acompanhamento médico é necessário. Não aplique sobre feridas ou lesões da pele.
Categoria de risco na gravidez: C

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas de Transpulmin Balsamo

O uso de guaifenesina pode falsamente elevar o teste do ácido vanilmandélico (VMA) para catecolaminas. Na necessidade de realização do teste, deve-se orientar o usuário de guaifenesina a descontinuar o uso da mesma 48 horas antes da coleta de urina para o teste.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Transpulmin Balsamo

Podem raramente ocorrer ardor no local da aplicação devido a irritação na pele.
Em pacientes com hipersensibilidade a um ou mais componentes do medicamento podem ocorrer prurido, erupção cutânea, edema ou irritação na pele.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária- NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Transpulmin Balsamo - Posologia

Adultos e crianças acima de 2 anos de idade: friccione 4 cm de bálsamo sobre o peito e o dorso. Não aplique o bálsamo diretamente nas narinas ou no rosto. Repita 3 a 4 vezes ao dia.
O limite máximo diário de administração do medicamento é de 4 aplicações por dia.

Superdosagem

Em caso de ingestão acidental pode ocorrer irritação gastrintestinal, náusea e vômito, cólica, cefaleia, sensação de calor e anúria.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

Características farmacológicas

Os óleos etéreos de Transpulmin bálsamo têm ação anti-inflamatória, secretolítica, secretomotora e antisséptica nos órgãos respiratórios. Estimulam a circulação e a respiração, assumindo importância na expectoração de pacientes acamados.


O guaiacol possui atividade expectorante mucolítica através do aumento de volume e da redução da viscosidade de secreções, na traqueia e nos brônquios.

Resultados de eficácia

O eucaliptol (ácido terpênico) é o principal componente do óleo essencial do eucalipto (Eucaliptus sp). Sua principal atividade farmacológica ocorre no aparelho respiratório, desempenhando ação expectorante, fluidificante e antisséptica. Um estudo randomizado avaliando o eucaliptol como terapêutica concomitante a diversos tratamentos para doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) evidenciou que ele reduz a chance de exacerbação do quadro e também a dispneia. Além disso, provou melhorar a função pulmonar e o estado geral de saúde. Os autores sugerem que o eucaliptol seja um controlador de mediadores inflamatórios, intervindo diretamente na fisiopatologia da inflamação das vias aéreas.
Já o mentol é extraído do óleo essencial da menta (Mentha piperita) e possui ação analgésica em mucosas. O mentol é indicado no tratamento dos sintomas da gripe, bronquite, sinusite e condições similares.
A cânfora, por sua vez, é extraída do óleo volátil existente no tronco da árvore Cinnamomum camphora, mas também pode ser sintetizada. É utilizada em disfunções respiratórias devido às propriedades antiespasmótica e secretolítica (brônquios). Esses óleos aromáticos voláteis têm sido amplamente utilizados no tratamento sintomático das infecções do trato respiratório.
Por fim, o guaiacol é conhecido pela atividade expectorante por mais de cem anos. A atividade anti-inflamatória foi constatada em estudo clínico envolvendo 40 pacientes com doenças broncopulmonares. O guaiacol é um componente de numerosas preparações para tosse disponíveis no mundo todo. É classificado como expectorante por acreditar-se que promova aumento do volume de catarro e diminuição de sua viscosidade, resultando em tosse efetiva.

Armazenagem

Transpulmin bálsamo é um creme homogêneo, untuoso, de coloração branca leitosa a amarelada.
Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.
Desde que respeitados os cuidados de armazenamento, o medicamento apresenta uma validade de 60 meses a contar da data de sua fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres legais

MS - 1.0573.0355
Farmacêutica Responsável: Gabriela Mallmann - CRF-SP nº 30.138

Fabricado por:
Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
Guarulhos – SP

Registrado por:


Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 - 20º andar
São Paulo - SP
CNPJ 60.659.463/0029-92
Indústria Brasileira

Transpulmin Balsamo - Bula para o Paciente

1. PARA QUÊ ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Transpulmin bálsamo é destinado ao alívio temporário da congestão nasal e tosse associadas a gripes e resfriados.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
Os componentes do Transpulmin bálsamo têm ação anti-inflamatória e mucolítica (fazendo a quebra do catarro), facilitando a limpeza nos órgãos respiratórios através da inalação de seus vapores. Estimulam a circulação do ar e a respiração, sendo de grande importância na expectoração de pacientes acamados. O guaiacol possui atividade expectorante mucolítica, fluidifica o catarro, tornando-o menos viscoso e mais “solto”. Dessa forma, o catarro é expelido de maneira mais fácil.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Transpulmin bálsamo é contraindicado para uso por pacientes alérgicos a um ou mais componentes do medicamento.

Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Apenas para uso externo. Evite o contato com os olhos. Não ingira ou aplique nas narinas. Tosse persistente pode ser sinal de uma condição mais séria. Se a tosse ou outros sintomas ainda persistirem por mais de uma semana ou vierem acompanhados de febre, erupções cutâneas, dor de cabeça contínua ou dor de garganta, seu médico deverá ser consultado.
Consulte seu médico antes de utilizar este medicamento em casos de tosse persistente ou crônica causada por asma, fumo, bronquite crônica ou enfisema ou em casos de tosse acompanhada de muito muco. Não aplique sobre feridas ou lesões da pele.
Componentes do Transpulmin podem aumentar os efeitos de medicamentos para diabetes e diminuir a eficácia de medicamentos contra convulsões da classe dos barbitúricos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE
MEDICAMENTO?
Transpulmin bálsamo é um creme homogêneo, untuoso, de coloração branca leitosa a amarelada.
Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.


Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Adultos e crianças acima de 2 anos de idade: friccione 4 cm de bálsamo sobre o peito e o dorso. Não aplique o bálsamo diretamente nas narinas ou no rosto. Repita 3 a 4 vezes ao dia ou segundo orientação médica.
O limite máximo diário de administração do medicamento é de 4 aplicações por dia.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE
MEDICAMENTO?
Retome o tratamento até o alívio dos sintomas.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião- dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Podem raramente ocorrer ardor no local da aplicação devido a irritação na pele.
Em pacientes alérgicos a um ou mais componentes do medicamento podem ocorrer prurido (coceira), erupção cutânea, edema (inchaço) ou irritação na pele.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Em caso de ingestão acidental, procure ajuda profissional ou contate imediatamente um centro de intoxicação.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

Data da bula

16/02/2017

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal