Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Triquilar

Triquilar - Bula do remédio

Triquilar com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Triquilar têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Triquilar devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Bayer

Apresentação de Triquilar

Cart. c/ estojo-calendário c/ 21 drágeas.

Triquilar - Indicações

TriquiIar é indicado para contracepção.

Contra-indicações de Triquilar

Gravidez, distúrbios graves da função hepática, icterícia ou prurido gestacional grave, síndromes de Dubin-Johnson e de Rotor, tumores hepáticos atuais ou anteriores, processos tromboembólicos ou antecedentes (por exemplo apoplexia, infarto do miocárdio), anemia falciforme, carcinoma do útero ou de mama existente ou já tratado, diabetes grave com alterações vasculares, distúrbios do metabolismo lipídico, antecedentes de herpes gravídico, otosclerose agravada durante gestações anteriores.

Advertências

“Atenção: este medicamento contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de diabetes.” Neste informativo, estão descritas várias situações em que o uso do contraceptivo oral deve ser descontinuado ou em que pode haver diminuição da sua eficácia. Nestas situações, deve-se evitar as relação sexual ou, então, utilizar adicionalmente métodos contraceptivos não-hormonais como, por exemplo, preservativo ou outro método de barreira. Não utilize os métodos da tabelinha (do ritmo ou Ogino-Knaus) ou da temperatura. Estes métodos podem falhar, pois os contraceptivos hormonais modificam as variações de temperatura e do muco cervical que ocorrem durante o ciclo menstrual normal. TriquilarÒ, como todos os demais contraceptivos orais, não protege contra infecções causadas pelo HIV (AIDS), nem contra qualquer outra doença sexualmente transmissível. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE. O uso de contraceptivo combinado requer cuidadosa supervisão médica na presença das condições descritas abaixo. Essas condições devem ser comunicadas ao médico antes do início do uso de Triquilar®: - fumo; - diabetes; - excesso de peso; - pressão alta; - alteração na válvula cardíaca ou alteração do batimento cardíaco; - inflamação das veias (flebite superficial); - veias varicosas; - qualquer familiar direto que já teve trombose, ataque cardíaco ou derrame; - enxaqueca; - epilepsia; - você ou algum familiar direto tem, ou já apresentou, níveis altos de colesterol ou triglicérides (um tipo de gordura) no sangue; - algum familiar direto que já teve câncer de mama; - doença do fígado ou da vesícula biliar; - doença de Crohn ou colite ulcerativa (doença inflamatória crônica do intestino); - lupus eritematoso sistêmico (doença que afeta a pele do corpo inteiro); - síndrome hemolítico-urêmica (alteração da coagulação sangüínea que causa insuficiência renal); - anemia falciforme; - condição que tenha ocorrido pela primeira vez, ou piorado, durante a gravidez ou uso prévio de hormônios sexuais como, por exemplo, perda de audição, porfiria (doença metabólica), herpes gestacional (doença de pele) e coréia de Sydenham (doença neurológica); - tem, ou já apresentou, cloasma (pigmentação marrom-amarelada da pele, especialmente a do rosto). Neste caso, evite a exposição excessiva ao sol ou à radiação ultravioleta; - angioedema hereditário (estrogênios exógenos podem induzir ou intensificar os seus sintomas). Consulte seu médico imediatamente se você apresentar sintomas de angioedema, tais como: inchaço do rosto, língua e/ou garganta, dificuldade para engolir ou urticária junto com dificuldade para respirar. Se algum destes casos ocorrer pela primeira vez, reaparecer ou agravar-se enquanto estiver tomando contraceptivo, consulte seu médico.

Uso na gravidez de Triquilar

TriquilarÒ não deve ser usado quando há suspeita de gravidez ou durante a gestação. Se suspeitar da possibilidade de estar grávida durante o uso de TriquilarÒ, consulte seu médico o mais rápido possível. O uso de TriquilarÒ durante a amamentação não é recomendado. Se desejar tomar contraceptivo oral durante a amamentação, converse primeiramente com seu médico.

Interações medicamentosas de Triquilar

O uso de alguns medicamentos pode afetar a ação dos contraceptivos orais, reduzindo sua eficácia. Isto foi verificado com medicamentos utilizados no tratamento da epilepsia (por exemplo, primidona, fenitoína, barbitúricos, carbamazepina), da tuberculose (por exemplo, rifampicina) e com alguns antibióticos (por exemplo, penicilinas e tetraciclinas) os quais são utilizados no tratamento de outras doenças infecciosas. É possível que ocorra interação também com oxcarbazepina, topiramato, felbamato, medicamentos para tratamento da AIDS - Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (por exemplo, ritonavir, nevirapina), o antibiótico griseofulvina e medicamentos contendo Erva de São João (usada principalmente para o tratamento de estados depressivos). Os contraceptivos orais também podem interferir na eficácia de outros medicamentos, por exemplo, medicamentos contendo ciclosporina, ou o antiepilético lamotrigina. ”Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.” Também informe que está tomando TriquilarÒ a qualquer outro médico ou dentista que venha a lhe prescrever outro medicamento. Pode ser necessário o uso adicional de um método contraceptivo e, neste caso, seu médico lhe dirá por quanto tempo deverá usá-lo.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Triquilar

Em casos raros podem ocorrer cefaléias, distúrbios gástricos náuseas, tensão mamária, alterações do peso e da libido ou estados depressivos. Em casos isolados foi observado diminuição da tolerância ao uso de lentes de contato. Após tratamentos prolongados, aparecem às vezes, em mulheres predispostas, cloasmas, que ficam mais evidentes após exposição ao sol. Durante o tratamento com esteróides sexuais, tais como os contidos em Triquilar têm sido observadas, algumas vezes, alterações hepáticas benignas e, muito mais raramente, até malignas, que em casos isolados podem provocar hemorragias intra-abdominais com risco de vida para a paciente. Segundo os conhecimentos atuais, não se pode excluir a possibilidade de que a tomada de contraceptivos hormonais esteja associada a um aumento de risco de doenças tromboembólicas venosas e arteriais. O risco relativo de trombose arterial (por exemplo apoplexia, infarto do miocárdio) parece aumentar quando, concomitantemente, existem outros fatores, tais como consumo intenso de cigarro, idade mais avançada e o uso de contraceptivos orais combinados.

Triquilar - Posologia

O tratamento deve ser iniciado no 5º dia do ciclo menstrual. A paciente deve ingerir uma drágea ao dia, com pequena quantidade de líquido, sem mastigar e preferencialmente à mesma hora do dia, por exemplo sempre após o café da manhã ou após o jantar. Se a paciente esquecer de tomar uma drágea no horário estabelecido deve tomá-la no período das 12 horas subseqüentes. Após tomada a última drágea do estojo deve haver intervalo de 7 dias durante os quais, aproximadamente 2 a 4 dias após a última drágea, deve ocorrer sangramento por privação hormonal, semelhante à menstruação. O estojo seguinte, salvo indicação em contrário, deve ser iniciado após o intervalo de 7 dias.

Superdosagem

Não foram observados efeitos nocivos graves após a ingestão de várias drágeas de Triquilar® de uma única vez. Caso isto ocorra, podem aparecer náuseas, vômitos ou sangramento vaginal. Se a ingestão acidental ocorrer com uma criança, consulte o médico.

Características farmacológicas

Os contraceptivos combinados podem reduzir a duração e a intensidade do sangramento menstrual, o que pode diminuir o risco de anemia por deficiência de ferro. A cólica menstrual também pode se tornar menos intensa ou desaparecer completamente. Além disso, tem-se relatado que alguns distúrbios ocorrem menos freqüentemente em usuárias de contraceptivos contendo 0,05 mg de etinilestradiol (“pílula de alta dose”), tais como: doença benigna da mama, cistos ovarianos, infecções pélvicas (doença inflamatória pélvica ou DIP), gravidez ectópica (quando o feto se fixa fora do útero) e câncer do endométrio (tecido de revestimento interno do útero) e dos ovários. Este também pode ser o caso para os contraceptivos de baixa dose, mas até agora somente foi confirmada a redução da ocorrência de casos de câncer ovariano e de endométrio.

Resultados de eficácia

TriquilarÒ é um contraceptivo oral combinado. Cada drágea contém uma combinação de dois hormônios femininos, o levonorgestrel (progestógeno) e o etinilestradiol (estrogênio). Devido às pequenas concentrações de ambos os hormônios, TriquilarÒ é considerado um contraceptivo oral de baixa dose. O blíster-calendário de Triquilar® contém 3 diferentes tipos de drágeas, cada uma com diferentes quantidades dos dois hormônios. Estas drágeas simulam o ciclo natural pela geração de 3 estágios hormonais distintos. Desta forma, Triquilar® é chamado de contraceptivo oral combinado trifásico.

Modo de usar

Quando usado corretamente, o índice de falha é de aproximadamente 1% ao ano (uma gestação a cada 100 mulheres por ano de uso). O índice de falha pode aumentar quando há esquecimento de tomada das drágeas ou quando estas são tomadas incorretamente, ou ainda em casos de vômitos dentro de 3 a 4 horas após a ingestão de uma drágea ou diarréia intensa, bem como interações medicamentosas. Siga rigorosamente o procedimento indicado, pois o não-cumprimento pode ocasionar falhas na obtenção dos resultados. “Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.” “Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.” A cartela de Triquilar® contém 21 drágeas, dispostas em seqüência numérica. Comece pela drágea marcada com "Início" (número 1) e continue ingerindo uma drágea diariamente, seguindo a direção das setas até a ingestão da última drágea (21). Após haver tomado a primeira drágea, marque o dia da semana abaixo do título "TOMEI A 1ª DRÁGEA", perfurando no dia da semana correspondente à ingestão. Isto irá auxiliá-la a relembrar o dia da semana em que iniciou o uso do produto. Tome uma drágea por dia, aproximadamente à mesma hora, com água se necessário. Siga a direção das setas até que tenha tomado todas as 21 drágeas. Terminadas as drágeas da cartela, realize uma pausa de 7 dias. Neste período, cerca de 2 a 3 dias após a ingestão da última drágea de Triquilar®, deve ocorrer sangramento semelhante ao menstrual (sangramento por privação hormonal). Inicie nova cartela no oitavo dia, independentemente de ter cessado ou não o sangramento. Isto significa que, em cada mês, estará iniciando uma nova cartela no mesmo dia da semana e que ocorrerá o sangramento por privação mais ou menos nos mesmos dias da semana.  Início do uso de TriquilarÒ - Quando nenhum outro contraceptivo hormonal foi utilizado no mês anterior Inicie o uso de Triquilar® no primeiro dia da menstruação, ou seja, tome a drágea de número 1, que está abaixo da palavra “Início”, correspondente ao primeiro dia de sangramento. A ação contraceptiva de Triquilar® inicia-se imediatamente. Não é necessário utilizar adicionalmente outro método contraceptivo.

Armazenagem

O medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C). Proteger da umidade.

Triquilar - Informações

Composição: 6 drágeas contendo 0,05 mg de levonorgestrel e 0,03 mg de etinilestradiol cada uma; 5 drágeas contendo 0,075 mg de levonorgestrel e 0,04 mg de etinilestradiol cada uma e 10 drágeas de 0,125 mg de levonorgestrel e 0,03 mg de etinilestradiol cada uma.

Dizeres legais

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.Venda Sob Prescrição Médica Lote, data de fabricação e validade: vide cartucho.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal