Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Venocur Triplex

Venocur Triplex - Bula do remédio

Venocur Triplex com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Venocur Triplex têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Venocur Triplex devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Abbott

Apresentação de Venocur Triplex

VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton)
Drágea: embalagem com 20 ou 60 drágeas.

USO ADULTO

Composição
Cada drágea contém:
rutosídeo...................................................................................................300 mg
extrato seco de castanha da Índia ...................................................................100 mg
miroton* concentrado ...................................................................................150 UC**
Excipientes: amido de milho, carbonato de cálcio, carboximetilcelulose, celulose microcristalina, cera branca e de carnaúba, dióxido de silício, estearato de magnésio, goma arábica, metilparabeno, povidona, propilparabeno, sacarose, talco e corantes: dióxido de titânio, lacas: amarela e verde.

* Extratos estandardizados dos glicosídeos totais de Adonis vernalis, Convallaria majalis, Nerium oleander, Scilla marítima var. alba
** Unidades Cobaio

Venocur Triplex - Indicações

VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton) é indicado para:
1) Tratamento prolongado de todos estados de estase venosa, como, por exemplo, varizes, síndrome póstrombótica, hemorroidas, edemas estáticos, particularmente durante a gravidez e em profissões que obriguem a permanência constante em pé.
2) Tratamento da tromboflebite após a melhora dos sintomas inflamatórios agudos, com o objetivo de evitar recaídas.
3) Perturbações circulatórias periféricas, como, por exemplo, braquialgias parestésicas noturnas, perturbações circulatórias climatéricas, cãibras noturnas.
4) Úlcera de perna, particularmente no tratamento de manutenção das úlceras crônicas.
5) Profilaxia de tromboses e embolias em cirurgias.

Contra-indicações de Venocur Triplex

VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton ) é contraindicado a pacientes com Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Advertências

O uso de Venocur Triplex (rutosídeo, extrato seco de Castanha da Índia, miroton) é de longa duração. Exceto em caso de necessidade, deve-se evitar a interrupção súbita.
A posologia, bem como a dose diária de mais de uma drágea, deve ser sucessivamente reduzida (retirada gradual).
Recomenda-se o uso de doses menores para pessoas idosas e/ou debilitadas.
O controle clínico em pacientes com disfunções hepática e/ou renal é recomendado.
Atenção diabéticos: contém açúcar .

Uso na gravidez de Venocur Triplex

De acordo com os conceito s modernos sobre o uso de medicamento s durante a gravidez, a decisão sobre a utilização de Venocur Triplex (rutosídeo, extrato seco de Castanha da Índia, miroton ) durante os períodos de gravidez e lactação fica a critério médico.

Interações medicamentosas de Venocur Triplex

Não há relatos a respeito de interações medicamentosas entre os componentes de VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton) e outras substâncias.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Venocur Triplex

Ainda não são conhecidas a intensidade e frequência das reações adversas.

Venocur Triplex - Posologia

A dose usual é de 1 a 2 drágeas por dia, após as refeições; se necessário, a dose pode ser aumentada até 3 drágeas por dia.
As drágeas devem ser ingeridas inteiras com um pouco de água.

Superdosagem

Não são conhecidos relatos de superdose com VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton). Em caso de superdose acidental, se a ingestão for recente, recomenda-se adotar os procedimentos apropriados de esvaziamento gástrico. O tratamento é sintomático e devem ser empregadas medidas gerais de suporte.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Pacientes idosos
Recomenda-se o uso de doses menores para este grupo de pacientes.

Venocur Triplex - Informações

VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton) contém como princípios ativos o rutosídeo, a castanha da Índia e o miroton.

A castanha da Índia e o miroton são extratos vegetais com as seguintes características de origem:

Matéria-prima vegetal: castanha da Índia.
Nomenclatura botânica oficial: Aesculus hippocastanum - Linneu - Hippocastanaceae.
Parte da planta: sementes

Matéria-prima vegetal: miroton.
Formado por: Nerium oleander, Adonis vernalis, Scila marítima var. alba e a Convallaria majalis.

Nomenclatura botânica oficial:
• Nerium oleander - Linneu - Apocinaceae.
• Adonis vernalis - Linneu - Ranunculaceae.
• Scilla marítima var. alba - Urginea marítima (Linné) Baker - Liliaceae.
• Convallaria majalis - Linneu - Lilliaceae.

Parte da planta:
• Nerium oleander: folha.
• Adonis vernalis: planta inteira sem a raiz.
• Scilla marítima var. alba: escamas do bulbo.
• Convallaria majalis: flores e folhas.

Encontra-se ainda como componente ativo da fórmula o rutosídeo (rutina), um flavonoide obtido de vários fitoterápicos, não sendo considerado, entretanto como um desses, mas sim, uma substância natural obtida de plantas como a Fava d’Anta, denominada Dimorphandra gardneriana e D. mollis.

Rutosídeo: quimicamente é o 3,3’,4’,5,7-pentahidroxiflavona-3-ramnoglicosídeo, um derivado da flavona encontrado em muitas espécies vegetais.
O rutosídeo também é conhecido como vitamina pp ou fator de antipermeabilidade. O rutosídeo reduz a permeabilidade das paredes capilares por inibição da hialuronidase (“Spreading factor”), prevenindo, assim, exsudatos e transudatos ao tecido adjacente. O ácido hialurônico é um dos componentes estruturais do tecido conjuntivo; assim, a inibição da hialuronidase mantém a resistência das paredes vasculares.

Extrato de castanha da Índia (Aesculus hippocastanum L.): há muito tempo empregado no tratamento de enfermidades venosas. Seus componentes ativos consistem, em sua maior parte, de mistura de saponinas (escina), glicosídeo de hidroxicumarina (esculina) e/ou seu aglucônio (esculetina). Além disso, contém glicosídeos da flavona existentes especialmente no córtice (parte exterior da árvore).

No tratamento médico podem distinguir-se dois princípios:
1) a aceleração da circulação sanguínea como consequência da tonificação das veias e diminuição da permeabilidade e fragilidade capilar;
2) o aumento do volume da irrigação capilar pode eliminar a estase venosa e diminuir a tendência à trombose.

Miroton (Herba adonidis - Extratos de Bulbus scillae, Folia convallariae, Folia oleandris): o concentrado de miroton contém os extratos totais padronizados, possuindo um efeito ativador sobre a circulação.
Como se sabe, o efeito inotrópico positivo conduz a uma irrigação acelerada com eliminação da estase venosa.
O prolongamento da diástole depois da administração de glicosídeos cardíacos traz consigo um melhor enchimento do coração. A melhora do fluxo venoso diminui a congestão periférica.
O concentrado de miroton possui também um efeito diurético, que favorece a eliminação de líquidos e a diminuição de edemas. A melhora das funções cardíaca e circulatória, a aceleração da corrente sanguínea e a eliminação de edemas estáticos são fatores muito importantes para a profilaxia e o tratamento das tromboses, assim como das inflamações resultantes destas.

Dizeres legais

Nº do lote, data de fabricação e validade: vide rótulo e cartucho.

MS: 1.0116.0040
Farm. Resp.: Fabio Bussinger da Silva - CRF-RJ 9277

Detentor do registro: Knoll Produtos Químicos e Farmacêuticos Ltda.
Estrada dos Bandeirantes, 2400 - Rio de Janeiro - RJ
CNPJ: 33.258.450/0001-38 – INDÚSTRIA BRASILEIRA

Fabricado por: Abbott Laboratórios do Brasil Ltda.
Estrada dos Bandeirantes, 2400 – Rio de Janeiro - RJ
CNPJ: 56.998.701/0012-79 – Indústria Brasileira

Sob licença de Abbott GmbH & Co. KG - Ludwigshafen/Reno - Alemanha

Venocur Triplex - Bula para o Paciente

Ação esperada do medicamento: VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton) inclui em sua formulação substâncias com atividade sobre os vasos sanguíneos e a circulação, sendo indicado para o tratamento de sintomas associados a varizes, flebites, úlceras da perna, hemorroidas e outras doenças vasculares.

Cuidados de armazenamento: este medicamento deve ser guardado dentro da embalagem original. Conservar em temperatura ambiente (15-30ºC) e proteger da umidade.

Prazo de validade: ao adquirir medicamentos confira sempre o prazo de validade impresso na embalagem externa do produto. Não use medicamento com prazo de validade vencido.

Gravidez e lactação: informe imediatamente ao médico se houver suspeita de gravidez, durante ou após o uso do medicamento e se estiver amamentando.

Cuidados de administração: as drágeas devem ser ingeridas com um pouco de líquido após as refeições. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Interrupção do tratamento: não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Reações adversas: ainda não são conhecidas a intensidade e frequência das reações adversas. Informe ao médico o aparecimento de reações desagradáveis.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Ingestão concomitante com outras substâncias: não são conhecidas interações entre VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton) e outras substâncias. De modo geral, o uso de bebidas alcoólicas juntamente com medicamentos não é recomendado.

Contraindicações: VENOCUR® TRIPLEX (rutosídeo, extrato seco de castanha da Índia e miroton) é contraindicado a pacientes com alergia a qualquer componente do produto.

Precauções: informe sempre ao médico sobre possíveis doenças hepáticas, renais, ou outras que esteja apresentando, para receber uma orientação cuidadosa.
Recomenda-se o uso de doses menores para pessoas idosas e/ou debilitadas.
Atenção diabéticos: contém açúcar.

Informar ao médico sobre qualquer medicamento que esteja to mando, antes do início ou durante o tratamento.

Siga corretamente o modo de usar; não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.

Data da bula

05/09/2013

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal