FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Geriplus

Geriplus - Bula do remédio

Geriplus com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Geriplus têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Geriplus devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Apresentação de Geriplus

Comprimidos Revestidos / Embalagem contendo 30 comprimidos.

Geriplus - Indicações

Geriplus é um suplemento vitamínico mineral que contém as vitaminas B1, B2, B6, B12, C, E, ácido fólico, nicotinamida, pantotenato de cálcio, cobre e zinco e é indicado para suprir os estados de deficiência desses elementos, algumas vezes associados ao estresse oxidativo.

Contra-indicações de Geriplus

O uso de Geriplus é contraindicado em pacientes com antecedentes de hipersensibilidade a qualquer dos componentes da fórmula e no tratamento de hipovitaminoses específicas graves. O uso de preparados contendo nicotinamida é contraindicado a pacientes portadores de úlcera gastroduodenal evolutiva e naqueles sob dieta com restrição de sal.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Advertências

O uso do medicamento em pacientes renais crônicos ou sob cuidados médicos por qualquer condição grave deve ser avaliado. Não foram relatadas restrições quanto ao uso do produto em pacientes acima de 65 anos de idade.
Categoria de risco na gravidez: categoria A – em estudos controlados em mulheres grávidas, o fármaco não demonstrou risco para o feto no primeiro trimestre de gravidez. Não há evidências de risco nos trimestres posteriores, sendo remota a possibilidade de dano fetal.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião dentista.
Atenção: Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

Interações medicamentosas de Geriplus

Interações medicamento - medicamento: não existem evidências suficientes que confirmem a ocorrência de interações clinicamente relevantes. A vitamina B6 pode reduzir os níveis séricos de fenitoína e fenobarbital. A vitamina B6 interage com a levodopa, acelerando seu metabolismo sistêmico e consequentemente, acarretando uma redução do efeito terapêutico da levodopa na doença de Parkinson. Isso não ocorre se esta estiver associada com inibidores da descarboxilase. Cloranfenicol, etionamida, hidralazina, imunossupressores, isoniazida ou penicilamina podem causar anemia ou neurite periférica por sua ação antagônica à vitamina B6. A vitamina C pode alterar a eficácia dos contraceptivos orais. Pode também reduzir a eficácia do tratamento do etilismo com dissulfiram. A interação entre a vitamina C e a deferoxamina pode potencializar os efeitos tóxicos pelo ferro nos tecidos. A administração concomitante de vitamina C e ferro elementar aumentar a absorção do ferro no trato gastrintestinal. Pode deixar a urina mais ácida e aumentar os níveis de ácido úrico e oxalatos na urina. A acidificação da urina seguindo a administração de ácido ascórbico pode resultar na alteração da excreção de outras drogas. Os salicilatos, juntamente com a vitamina C aumentam a excreção urinária da vitamina C e elevam os níveis de salicilato no plasma. A administração simultânea entre vitamina C e a flufenazina resulta na diminuição da flufenazina no plasma. Medicamentos que interferem na absorção de gorduras como colestiramina, neomicina, orlistat e óleo mineral podem afetar a absorção de vitaminas lipossolúveis (vitamina E). Grandes quantidades de alumínio, presente em alguns antiácidos podem precipitar os ácidos biliares no intestino, reduzindo a absorção de vitamina E. A nicotinamida eleva os níveis da carbamazepina, causando moderados efeitos neurológicos, tais como: ataxia, nistagmo e diplopia. A administração concomitante de nicotinamida e carbamazepina pode provocar vômitos também. A nicotinamida associada ao


ácido acetilsalicílico pode desencadear “rash” cutâneo e eritema facial. O ácido fólico pode diminuir os efeitos dos anticonvulsivantes hidantoínicos, como fenitoína. A ingestão concomitante de zinco e levofloxacino pode ocasionar redução do efeito terapêutico do levofloxacino. Há redução da eficácia de tetraciclinas se administradas juntamente com o zinco.

Interações medicamento – substância química: a utilização de riboflavina juntamente com álcool impede a absorção intestinal da riboflavina. A ingestão excessiva de álcool pode reduzir a absorção de cianocobalamina no trato gastrointestinal.

Interações medicamento – exame laboratorial: doses elevadas de vitamina C podem interferir em exames laboratoriais envolvendo reações de oxi- redução, causando resultados falso positivos ou falso negativos. O ácido ascórbico é um forte agente redutor, que interfere com testes laboratoriais com base em numerosas reações de oxi-redução. A presença de ácido ascórbico na urina resulta em falso positivo nas determinações de glicose medidas pelo reagente sulfato cúprico e falso negativo na concentração de glicose, determinada pelo método da glicose oxidase. O grau de interferência com outros testes laboratoriais depende de vários fatores (por exemplo, a concentração de ácido ascórbico, o pH resultante, os reagentes específicos utilizados). O paciente deverá informar ao laboratório que está usando este medicamento, para evitar alterações nos resultados.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Geriplus

Reações adversas ao uso de vitaminas e minerais não são impossíveis de ocorrer. O uso de Geriplus pode causar, em percentuais bastante reduzidos, o desenvolvimento de:
Reação incomum (>1/1.000 e <=1/100): distúrbios gastrintestinais.
Reação rara (>1/10.000 e <=1.000): a utilização de vitaminas pode causar reações alérgicas e idiossincráticas. Após o uso de nicotinamida podem ocorrer sintomas de prurido, rubor facial, cefaleia, náuseas e irritação gastrintestinal. O uso de elevadas doses de vitamina C por períodos prolongados pode ocasionar a precipitação de pedras de oxalato no trato urinário.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Geriplus - Posologia

Os comprimidos devem ser ingeridos com o auxílio de quantidade suficiente de água. Não é recomendado exceder a dose diária.

Risco de uso por via de administração não recomendada: Não há estudo dos efeitos de Geriplus administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para a eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral.
Uso Oral
Posologia: 1 comprimido ao dia ou conforme orientação médica.



Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

Superdosagem

O uso de elevadas doses de Geriplus pode causar tontura, cefaleia, fadiga, fraqueza, visão turva, náusea, vômito, flatulência, diarreia, cólicas estomacais, disúria, dermatite, prurido, rubor facial. Doses altas de nicotinamida podem ativar a úlcera péptica, produzir lesão hepática e hiperuricemia, ou prejudicar a tolerância à glicose. Altas doses de piridoxina podem provocar neuropatia sensorial ou síndromes neuropáticas e inibir a lactação. Em casos de ingestão acidental de doses muito acima das recomendadas, deve-se adotar medidas habituais de controle das funções vitais.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Características farmacológicas

Quando ingerido regularmente, cada um dos componentes da fórmula tem a função de suprir as prováveis deficiências de nutrientes, ocasionadas por uma dieta inadequada ou outras condições biológicas como o estresse oxidativo, que afeta o sistema imunológico. Geriplus apresenta em sua fórmula doses adequadas de vitaminas e minerais com ação antioxidante que desempenham papel importante em processos de proteção celular frente aos danos causados por radicais livres.

Vitamina B1: Atua no metabolismo dos carboidratos, lipídios e proteínas e em nível de estimulação dos nervos periféricos. Necessária para o funcionamento apropriado do sistema nervoso e dos músculos. O pirofosfato de tiamina, a forma fisiologicamente ativa da tiamina, funciona no metabolismo dos carboidratos como coenzima na descarboxilação de α-cetoácidos, como o piruvato e o α-cetoglutarato, bem como na utilização da pentose na derivação da hexose manofosfato; a última função envolve a enzima transacetolase, dependente de pirofosfato de tiamina.

Vitamina B2: Essencial para os processos de multiplicação celular. Atua como coenzima em reações de formação de energia no organismo. Têm importante papel na produção de corticosteroides e na formação de glóbulos vermelhos. A riboflavina desempenha suas funções no organismo sob a forma de 2 coenzimas, a flavina mononucleotídio (FMN), e a flavina adenenina dinucleotídio (FAD), que atuam como coenzimas para uma grande variedade de flavoproteínas respiratórias, algumas das quais contêm metais.

Vitamina B6: Funciona com coenzima em grande número de reações que participam do metabolismo das proteínas, dos carboidratos e dos lipídios. É fundamental para o desenvolvimento do sistema nervoso central e da função cognitiva. Como coenzima, o fosfato de piridoxal está envolvido em diversas transformações metabólicas de aminoácidos – incluindo descarboxilação, transaminação e racemização - , bem como em etapas enzimáticas do metabolismo de aminoácidos que contêm enxofre e hidroxiaminoácidos. A vitamina B6 também está envolvida no metabolismo do triptofano.



Vitamina B12: Essencial para o funcionamento normal do metabolismo das células, em especial as do trato gastrintestinal, da medula óssea e do tecido nervoso, é também necessária para o crescimento. Participa no metabolismo das proteínas e está associada à absorção do ácido fólico. A vitamina B12 intracelular é mantida na forma de duas coenzimas ativas: a metilcobalamina e desoxiadenosilcobalamina. A primeira age como cofator para reações importantes no metabolismo de carboidratos e lipídios e a segunda está envolvida na reação da metionina sintetase, que é essencial no metabolismo normal do folato.

Vitamina C: Atua com cofator em diversas reações enzimáticas essenciais, sendo indispensável para a formação do colágeno que protege as estruturas do corpo, tais como a pele, dentes, gengivas e ossos e tendões. Atua como cofator em diversas reações de hidroxilação e amidação, pela
transferência de elétrons para enzimas que fornecem equivalentes redutores. Assim, o ácido ascórbico é necessário ou facilita a conversão de certos resíduos de prolisina e lisina do pró-colágeno em hidroxiprolina e hidroxilisina durante a síntese de colágeno, a oxidação das cadeias laterais de lisina em proteínas, fornecendo a hidroxitrimetil-lisina para a síntese de carnitina, a conversão de ácido fólico em ácido folínico, o metabolismo microssomal de fármaco e hidroxilação da dopamina para formar norepinefrina. Possui importante papel como antioxidante fisiológico, protegendo as células contra o estresse oxidativo. Além disso, atua no sistema imune protegendo contra diversas infeções. Necessária para a formação de alguns neurotransmissores e cicatrização de feridas. Ajuda na absorção do ferro presente nos alimentos. Ao reduzir o ferro férrico não-heme ao estado ferroso no estômago, o ácido ascórbico também favorece a absorção intestinal de ferro.

Vitamina E: É um importante antioxidante lipossolúvel, essencial no funcionamento adequado e na proteção das membranas celulares contra a destruição oxidativa. Essencial para a manutenção das funções reprodutivas, do sistema nervoso central e do sistema hematopoiético.

Nicotinamida: atua no organismo através da formação de coenzimas que estão envolvidas nos processos de respiração celular e conversão dos alimentos em energia. Auxilia no metabolismo dos carboidratos e proteínas e participa na síntese das gorduras. A nicotinamida adenina dinucleotídio (NAD) e o fosfato de nicotinamida adenina dinuclotídio (NADP), são as formas ativas da nicotinamida e atuam como coenzimas para uma grande variedade de proteínas que catalisam reações de oxirredução essenciais para a respiração tecidual.
Ácido Fólico: indispensável ao metabolismo celular, essencial à formação das células vermelhas e brancas do sangue, à medula óssea e à sua maturação. Reduz o risco de más formações congênitas do cérebro e da espinha dorsal.



Ácido pantotênico: É incorporado no organismo à coenzima A que serve como cofator para diversas reações metabólicas. Desta forma está relacionado com a conversão de carboidratos, gorduras e lipídios em energia, degradação de ácidos graxos e formação de hormônios esteroides.

Cobre: É essencial para inúmeras funções biológicas, através de sua participação no metabolismo energético, na manutenção de níveis adequados de ferro e na proteção antioxidante como componente de diversas enzimas. É essencial para os sistemas imune, nervoso e cardiovascular, bem como na manutenção da saúde óssea. É componente de um grande número de proteínas e enzimas e participa da formação da hemoglobina.
Zinco: Participa de muitas reações do metabolismo celular, incluído processos fisiológicos, tais como função imune, defesa antioxidante, crescimento e desenvolvimento. Está envolvido no desenvolvimento cognitivo. Ajuda a fortalecer o sistema imune através da diminuição na incidência de infecções.

Resultados de eficácia

Por se tratar de um suplemento polivitamínico e polimineral, não existem dados de eficácia disponíveis.

Armazenagem

Geriplus deve ser mantido em sua embalagem original, à temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz e da umidade. Após aberto, Geriplus pode ser consumido dentro do prazo de validade. Manter o frasco bem fechado. Observada a correta armazenagem, a validade é de 24 meses a partir da data de fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Características físicas e organolépticas: Geriplus apresenta-se na forma de comprimidos revestidos de cor amarela. Núcleos com aspecto amarelado e pontos amarelos, com odor característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres legais

M.S.: 1.1695.002
Farm. Resp.: Glauco Fernandes Miranda – CRF/RS 5252
Laboratório Farmacêutico Vitamed Ltda
Rua Flávio Francisco Bellini, 459
Caxias do Sul-RS 95098-170
CNPJ: 29.346.301/0001-53
INDÚSTRIA BRASILEIRA

Geriplus - Bula para o Paciente

1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Geriplus é um suplemento vitamínico mineral que contém as vitaminas B1, B2, B6, B12, C, E, ácido fólico, nicotinamida, pantotenato de cálcio, cobre e zinco e é indicado para suprir os estados de deficiência desses elementos, algumas vezes associados ao estresse oxidativo.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
Quando ingerido regularmente, cada um dos componentes da fórmula tem a função de suprir as prováveis deficiências de nutrientes, ocasionadas por uma dieta inadequada ou outras condições biológicas como o estresse oxidativo, que afeta o sistema imunológico. Geriplus apresenta em sua fórmula doses adequadas de vitaminas e minerais com ação antioxidante que desempenham papel importante em processos de proteção celular frente aos danos causados por radicais livres.



Vitamina B1: Atua no metabolismo dos carboidratos, lipídios e proteínas e em nível de estimulação dos nervos periféricos. Necessária para o funcionamento apropriado do sistema nervoso e dos músculos.

Vitamina B2: Essencial para os processos de multiplicação celular. Atua como coenzima em reações de formação de energia no organismo. Têm importante papel na produção de corticosteroides e na formação dos glóbulos vermelhos. Vitamina B6: Funciona como coenzima em grande número de reações que participam do metabolismo das proteínas, dos carboidratos e dos lipídios. É fundamental para o desenvolvimento do sistema nervoso central e da função cognitiva.

Vitamina B12: Essencial para o funcionamento normal do metabolismo das células, em especial as do trato gastrintestinal, da medula óssea e do tecido nervoso, é também necessária para o crescimento. Participa no metabolismo das proteínas e está associada à absorção do ácido fólico.

Vitamina C: Atua como cofator em diversas reações enzimáticas essenciais, sendo indispensável para a formação do colágeno que protege as estruturas do corpo, tais como a pele, dentes, gengivas e ossos e tendões. Possui importante papel como antioxidante fisiológico, protegendo as células contra o estresse oxidativo. Além disso, atua no sistema imune protegendo contra diversas infeções. Necessária para a formação de alguns neurotransmissores e cicatrização de feridas. Ajuda na absorção do ferro presente nos alimentos.

Vitamina E: É um importante antioxidante lipossolúvel, essencial no funcionamento adequado e na proteção das membranas celulares contra a destruição oxidativa. Essencial para a manutenção das funções reprodutivas, do sistema nervoso central.
Nicotinamida: atua no organismo através da formação de coenzimas que estão envolvidas nos processos de respiração celular e conversão dos alimentos em energia. Auxilia no metabolismo dos carboidratos e proteínas e participa na síntese das gorduras.

Ácido Fólico: indispensável ao metabolismo celular, essencial à formação das células vermelhas e brancas do sangue, à medula óssea e à sua maturação. Reduz o risco de más formações congênitas do cérebro e da espinha dorsal.

Ácido pantotênico: É incorporado no organismo à coenzima A que serve como cofator para diversas reações metabólicas. Desta forma está relacionado com a conversão de carboidratos, gorduras e lipídios em energia, degradação de ácidos graxos e formação de hormônios esteroides.

Cobre: É essencial para inúmeras funções biológicas, através de sua participação no metabolismo energético, na manutenção de níveis adequados de ferro e na proteção antioxidante como componente de diversas enzimas. É essencial para os sistemas imune, nervoso e cardiovascular, bem como na manutenção da saúde óssea. É componente de um grande número de proteínas e enzimas e participa da formação da hemoglobina.



Zinco: Participa de muitas reações do metabolismo celular, incluindo processos fisiológicos, tais como função imune, defesa antioxidante, crescimento e desenvolvimento. Está envolvido no desenvolvimento cognitivo. Ajuda a fortalecer o sistema imune através da diminuição na incidência de infecções.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
O uso de Geriplus é contraindicado em pacientes com antecedentes de hipersensibilidade a qualquer dos componentes da fórmula e no tratamento de hipovitaminoses específicas graves. O uso de preparados contendo nicotinamida é contraindicado a pacientes portadores de úlcera gastroduodenal evolutiva e naqueles sob dieta com restrição de sal.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
O uso do medicamento em pacientes renais crônicos ou sob cuidados médicos por qualquer condição grave deve ser avaliado.
Não foram relatadas restrições quanto ao uso do produto em pacientes acima de 65 anos de idade.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião dentista.
Atenção: Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.
Interações Medicamentosas: não existem evidências suficientes que confirmem a ocorrência de interações clinicamente relevantes, porém os suplementos vitamínicos e minerais não são isentos de interações medicamentosas. Medicamentos que interferem na absorção de gorduras podem afetar a absorção de vitaminas lipossolúveis (vitamina E). Nesses casos deve-se administrar Geriplus duas horas após a ingestão do medicamento ou em refeições distintas. Informe a utilização de Geriplus ao seu médico quando este lhe prescrever outro medicamento.

Interações medicamento – substância química: A ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Geriplus pode diminuir a absorção de algumas vitaminas.

Interações medicamento – exame laboratorial: doses elevadas de vitamina C podem interferir em exames laboratoriais envolvendo reações de oxi-redução, causando resultados falso positivos ou falso negativos. Informe o laboratório que está usando este medicamento, para evitar alterações nos resultados.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GURADAR ESTE MEDICAMENTO?
Geriplus deve ser mantido em sua embalagem original, à temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz e da umidade. Após aberto, Geriplus pode ser consumido dentro do prazo de validade. Manter o frasco bem fechado. Observada a correta armazenagem, a validade é de 24 meses a partir da data de fabricação.



Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Características físicas e organolépticas: Geriplus apresenta-se na forma de comprimidos revestidos de cor amarela. Núcleos com aspecto amarelado e pontos amarelos, com odor característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO? Uso Oral
Tomar 1 comprimido ao dia, com o auxílio de quantidade suficiente de água, ou conforme orientação médica. Não é recomendado exceder a dose diária.

Risco de uso por via de administração não recomendada: Não há estudo dos efeitos de Geriplus administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para a eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral.
Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.
Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Quando houver esquecimento, tomar uma dose normal no próximo horário, não sendo necessário suprir a dose esquecida. Não administrar duas doses ao mesmo tempo.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Reações adversas ao uso de vitaminas e minerais não são impossíveis de ocorrer. O uso de Geriplus pode causar, em percentuais bastante reduzidos, o desenvolvimento de:
Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): distúrbios gastrintestinais. Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): a utilização de vitaminas pode causar reações alérgicas e idiossincráticas. Após o uso de nicotinamida podem ocorrer sintomas de prurido, rubor facial, cefaleia, náuseas e irritação gastrintestinal. O uso de elevadas doses de vitamina C por períodos prolongados pode ocasionar a precipitação de pedras de oxalato no trato urinário.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.



9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
O uso de elevadas doses de Geriplus pode causar tontura, cefaleia, fadiga, fraqueza, visão turva, náusea, vômito, flatulência, diarreia, cólicas estomacais, disúria, dermatite, prurido, rubor facial. Doses altas de nicotinamida podem ativar a úlcera péptica, produzir lesão hepática e hiperuricemia, ou prejudicar a tolerância à glicose. Altas doses de piridoxina podem provocar neuropatia sensorial ou síndromes neuropáticas e inibir a lactação. Em casos de ingestão acidental de doses muito acima das recomendadas, deve-se adotar medidas habituais de controle das funções vitais.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Data da bula

06/10/2017

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal