Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Aminofilina Injetavel e Comprimidos

Aminofilina Injetavel e Comprimidos - Bula do remédio

Aminofilina Injetavel e Comprimidos com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Aminofilina Injetavel e Comprimidos têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Aminofilina Injetavel e Comprimidos devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Apresentação de Aminofilina Injetavel e Comprimidos

Solução Injetável Comprimidos: caixa com 20 comprimidos de 200mg. Solução Injetável: caixa com 50 ampolas de 10ml (24mg/ml). USO PEDIÁTRICO E ADULTO Cada comprimido contém: Aminofilina 200 mg (na forma anidra) Excipientes: manitol, polividona, estearato de magnésio, silicato de magnésio, corante amarelo FD&C (só para 200 mg). Cada ampola de 10 ml da solução injetável contém: Aminofilina 240 mg (na forma bihidratada) Excipientes: água para injeção.

Aminofilina Injetavel e Comprimidos - Indicações

Pneumologia: Asma brônquica, bronquites aguda e crônica, enfisema, outras causas de insuficiência respiratória com componente obstrutivo. Cardiologia: Insuficiência cardíaca esquerda (dispnéia aos esforços, asma cardíaca, dispnéia noturna paroxística, edema agudo do pulmão), insuficiência cardíaca congestiva, cor-pulmonale, como adjuvante na insuficiência coronariana. Nefrologia: Potencializadora do efeito dos diuréticos em nefropatias com importante componente edematoso. Neurologia: No vaso-espasmo cerebral.

Contra-indicações de Aminofilina Injetavel e Comprimidos

Gastrite ativa; úlcera péptica ativa ou história de úlcera péptica; hipersensibilidade conhecida à aminofilina ou teofilina.

Advertências

ATENÇÃO: NÃO MISTURE MEDICAMENTOS DIFERENTES. A TROCA PODE SER FATAL. CERTIFIQUE-SE DE QUE ESTÁ SENDO ADMINISTRADO O MEDICAMENTO PRESCRITO. DEVE-SE TER EXTREMO CUIDADO PARA NÃO TROCAR AS AMPOLAS COM SOLUÇÕES DIFERENTES. A injeção I.V. de aminofilina deve ser realizada bem devagar nos pacientes com cardiopatia severa, hipertensão ou hipertiroidismo. As crianças são especialmente sensíveis à aminofilina. Portanto, leia atentamente as recomendações para o uso pediátrico em "Posologia".

Uso na gravidez de Aminofilina Injetavel e Comprimidos

O uso seguro durante a gravidez e a lactação não foi estabelecido. Portanto, a amincifilina só deve ser administrada a gestantes ou lactantes se o médico julgar que os benefícios potenciais ultrapassem os possíveis riscos. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe seu médico se está amamentando.

Interações medicamentosas de Aminofilina Injetavel e Comprimidos

Adrenocorticóides, glicocorticóides e mineralocorticóides: o uso simultâneo com a aminofilina e injeção de cloreto de sódio, pode resultar em hipernatremia. Fenitoína,ou primidona ou rifampicina: - o uso simultâneo pode estimular o metabolismo hepático, aumentando a depuração da teofilina. O uso simultâneo da fenitoína com as xantinas pode inibir a absorção da fenitoína, resultando em concentrações séricas menores de fenitoína; as concentrações séricas dessas substâncias devem ser determinadas durante a terapia, podendo ser necessários ajustes na posologia, tanto da fenitoína como da teofilina. Betabloqueadores: o uso simultâneo pode resultarem inibição mútua dos efeitos terapêuticos; além disso, pode haver diminuição da depuração da teofilina, especialmente em fumantes. Cimetidina, eritromicina, ranitidina ou troleandomicina: - o uso simultâneo com as xantinas pode diminuir a depuração hepática da teofilina, resultando em concentrações séricas aumentadas de teofilina e/ou toxicidade. Fumo: a cessação do hábito de fumar pode aumentar os efeitos terapêuticos das xantinas, diminuindo o metabolismo e consequentemente, aumentando a concentração sérica; a normalização da farmacocinética da teofilina pode demorar de 3 meses a 2 anos para ocorrer, podendo ser necessários ajustes da posologia. O uso das xantinas em fumantes, resulta em depuração aumentada da teofilina e concentrações séricas diminuídas de teofilina, sendo que os fumantes podem requerer uma posologia 50 a 100% maior.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Aminofilina Injetavel e Comprimidos

Alterações em Exames Laboratoriais: AMINOFILINA injetável - Reações secundárias, tais como sensação de calor, ligeira vertigem ou mal estar podem ocorrer devido a administração endovenosa muito rápida. AMINOFILINA pode causar vômitos, ansiedade, palpitações, vertigens, proctite e dor no local da injeção.

Aminofilina Injetavel e Comprimidos - Posologia

A posologia deve ser determinada de acordo com a severidade da doença, a idade, a existência de outras afecções e a resposta do paciente. Uso adulto: Para o tratamento das formas agudas da asma brônquica, inclusive estado de mal asmático e respiração Cheyne-Stokes: 1 a 2 ampolas (240 a 480 mg) uma ou duas vezes ao dia, por injeção i.v. lenta (5 a 10 minutos). A injeção intramuscular é em geral dolorosa e essa via de administração só deve ser considerada se absolutamente necessária, nesse caso, as injeções devem ser profundas. Tratamento prolongado da asma brônquica e do broncoespasmo (associado com bronquite crônica e enfisema): 1 a 2 comprimidos de 100 mg ou 1 comprimido de 200 mg ou 10 a 20 gotas da solução oral em uma bebida, 2 a 3 vezes ao dia, após as refeições. Nota: A administração intravenosa da aminofilina deve ser feita com especial cautela em pacientes idosos (acima de 65anos) e portadores de insuficiência cardíaca, ou pulmonar e insuficiência hepática. Em geral se recomenda nesses casos uma taxa de infusão de 0, 16 mg de aminofilina/kg/hora. 0 ideal é acertar a dose através da dosagem sérica da teofilina, evitando assim os quadros tóxicos. Níveis séricos de teofilina devem ser medidos em todos os pacientes em tratamento crônico com a teofilina. Em obesos deve-se utilizar o peso corpóreo seco. Uso pediátrico: Nota: Especial cuidado deve ser tomado com o emprego da aminofilina por via oral ou intravenosa em pediatria. As doses terapêuticas são muitas vezes próximas das doses tóxicas. 0 ideal seria acertar a dose total pelos níveis séricos de teofilina. Várias outras drogas podem interferir como metabolismo da aminofilina e a administração concomitante da aminofilina e outros medicamentos deve ser sempre avaliada. I - Administração por via oral 1. Aminofilina (gotas) a) Forma de administração: Via oral de 6/6 horas (4 tomadas diárias). b) Doses Crianças com menos de 1 ano de idade: dose total = 0,3 x (idade em semanas) + 8.de 1 a 12 anos: 6 mg/kg de peso/dose (dose total diária = 24mg) Acima de 12 até 16 anos: 5 mg/kg de peso/dose (dose total diária - 20 mg).Acima de 16 anos: 4 mg/kg de peso/dose (dose total diária 16 mg). II - Administração por via intravenosa 1. Em Apnéia Neonatal a) Dose de Ataque 2,5 a 5 mg/kg de peso administrados em infusão intravenosa ao longo de 20 minutos. b) Dose de Manutenção 1 a 1,5 mglkg de peso administrado em infusão intravenosa durante período de 30 minutos, com intervalos de 12 horas, até atingir-se a concentração sérica/terapêutica desejada de teofilina. 2. Estado de Mal Asmático DOSAGEM DE AMINOFILINA CONTÍNUA APÓS A DOSE DE ATAQUE INICIAL Idade Taxa de infusão de aminofilina(mg/kg/hora) 6 - 52 semanas [idade semanas x 0,008 + 0,021] x (0,8) 1 - 9 anos (0,64) 9 -12 anos (0,56) 12 - 16 anos (não fumantes) (0,56) 12 16 anos (fumantes) (0,40) Inalação (nebulizador) Diluir 0,5 a 1 ml de Aminofilina solução oral em igual volume de água destilada e administrar por meio de um nebulizador. 0 efeito broncodilatador obtido com a administração por essa via pode ser utilizado para permitir penetração mais profunda de antibióticos na árvore brônquica. Comprimidos: Doses máximas e mínimas (de acordo com a idade e critério médico): - Dose máxima isolada é de 1 comprimido ou 200mg - Dose mínima isolada de 1/2 comprimido ou 100mg; - Dose máxima diária é de 3 comprimidos de 200mg ou 6 comprimidos de 100mg. Solução oral: Doses máximas e mínimas (de acordo com a idade e critério médico): - Dose máxima isolada é de 20 gotas; - Dose mínima isolada é de 10 gotas; - Dose máxima diária é de 60 gotas. Solução injetável: Doses máximas e mínimas (de acordo com a idade e critério médico): - Dose máxima isolada é de 1 ampola; - Dose mínima isolada é variável com o peso do paciente; - Dose máxima diária é de 4 ampolas. A dose total em 24 horas não deve ultrapassar 1500mg de aminofilina.

Superdosagem

Para controlar os sintomas tóxicos em caso de excesso posológico por via oral, interrompa o medicamento. Não há antídoto específico. Lavagem gástrica ou medicação emética podem ser úteis. Evite administrar drogas simpaticomiméticas. Utilize fluidos intravenosos, oxigênio e outras medidas de apoio para prevenir a hipotensão e controlar a desidratação. O estímulo do SNC pode responder a barbitúricos de curta ação. Controle os níveis séricos até que fiquem inferiores a 20 mcg/ml. Na eventualidade da ingestão acidental ou administração de doses muito acima das preconizadas, recomenda-se adotar as medidas habituais de controle das funções vitais.

Características farmacológicas

A aminofilina causa dilatação dos brônquios e dos vasos pulmonares, através do relaxamento da musculatura lisa. Dilata também as artérias coronárias e aumenta o débito cardíaco e a diurese. A aminofilina exerce efeito estimulante sobre o SNC e a musculatura esquelética. Pode ser administrada durante períodos prolongados, por via oral, parenteral e por inalação. A aminofilina apresenta as propriedades farmacológicas gerais da teofilina (1,3 dimetilxantina), a qual é um sal solúvel. Os seus principais empregos em medicina estão relacionados com suas ações estimulantes do miocárdio e vasodilatadora das coronárias, aos seus efeitos broncodilatadores e relaxantes da musculatura lisa, à sua ação diurética e ao seu efeito estimulante sobre o centro respiratório.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

A administração intravenosa de aminofilina deve ser feita com especial controle em pacientes idosos (acima de 65 anos)

Armazenagem

Conserve o produto na embalagem original e ao abrigo do calor, luz e umidade.

Aminofilina Injetavel e Comprimidos - Informações

AÇÃO ESPERADA DO MEDICAMENTO: Indicado no tratamento de asma brônquica, bronquite, insuficiência respiratória e cardíaca. CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO: Conserve o produto na embalagem original e ao abrigo do calor, luz e umidade. Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação (vide cartucho). Não use medicamento com o prazo de validade vencido, pois, além de não obter o efeito desejado, você estará prejudicando sua saúde. GRAVIDEZ E LACTAÇÃO: O uso seguro durante a gravidez e a lactação não foi estabelecido. Portanto, a amincifilina só deve ser administrada a gestantes ou lactantes se o médico julgar que os benefícios potenciais ultrapassem os possíveis riscos. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe seu médico se está amamentando. CUIDADOS DE ADMINISTRAÇÃO: Como todo medicamento, não deve ser utilizado no primeiro trimestre da gravidez e, se esta ocorrer, o médico deve ser imediatamente informado. Podem surgir reações adversas, principalmente dispépticas, que desaparecem com a administração de antiácidos. Tanto a administração como a suspensão do tratamento deverão ser feitas sob orientação médica. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. REAÇÕES ADVERSAS: Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, como: distúrbios gastrintestinais (náuseas ou vômitos). TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. CONTRA-INDICAÇÕES E PRECAUÇÕES: O produto não deve ser usado por: Gastrite ativa; úlcera péptica ativa ou história de úlcera péptica; hipersensibilidade conhecida à aminofilina ou teofilina. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal