Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Ascaridil

Ascaridil - Bula do remédio

Ascaridil com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Ascaridil têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Ascaridil devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Janssen

Apresentação de Ascaridil

compr. de 150 mg (adultos): emb. c/ 100 compr. compr. de 80 mg (crianças): emb. c/ 100 compr.

Ascaridil - Indicações

Terapêutica específica da ascaridíase.

Contra-indicações de Ascaridil

Hipersensibilidade ao levamisol. Não há outras contra-indicações absolutas ao uso do Ascaridil*.

Advertências

Atenção: Este medicamento contém Açúcar, portanto, deve ser usado com cautela por portadores de Diabetes. Administração de levamisol deve ser feita com cuidado em associação com produtos lipofílicos como: tetracloreto de carbono, tetracloroetileno, clorofórmio ou éter. O uso do levamisol como imunomodulador pode provocar reações alérgicas, incluindo leucopenia. A dose recomendada não deve ser ultrapassada.

Uso na gravidez de Ascaridil

Não deve ser administrado a gestantes, a menos que os benefícios potenciais justifi quem os riscos. Devido aos riscos de efeitos colaterais nas crianças, a interrupção da amamentação ou do Ascaridil deve ser decidida pelo médico, levando-se em conta a importância do medicamento para a mãe.

Interações medicamentosas de Ascaridil

Usar com cuidado em associação com medicamentos que afetam a hematopoiese. Reações tipo dissulfi ram foram descritas com o uso de álcool.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Ascaridil

Em doses muito elevadas, efeitos tais como cefaléia, insônia, vertigem, convulsões, palpitações e transtornos Gastrintestinais (náusea, diarréia, vômito e cólicas), podem ocorrer, porém desaparecem espontaneamente. Em casos de microfilariose concomitante, pode ocorrer Febre. Casos raros de encefalopatia de início tardio (2- 5 Semanas ) têm ocorrido. Foram reversíveis em sua maioria E um tratamento imediato com corticosteróides pode trazer algum benefício. A relação com Ascaridil ainda não foi definitivamente estabelecida.

Ascaridil - Posologia

Lactentes até 1 ano: 40 mg (1/2 comprimido para crianças). Crianças de 1 a 7 anos: 80 mg (1 comprimido para crianças). Crianças acima de 7 anos e Adultos: 150 mg (1 comprimido para adultos). Não há necessidade do uso concomitante de laxativos nem qualquer restrição alimentar, podendo ser tomado a qualquer hora. Entretanto, para maior conveniência do paciente, recomenda-se sua administração preferencialmente ao deitar.

Superdosagem

Os seguintes efeitos tóxicos foram observados com doses superiores a 600 mg de levamisol: náusea, letargia, cãibras, diarréia, cefaléia, vômito, vertigem e confusão. Tratamento: A lavagem gástrica é recomendada se executada logo após a ingestão do medicamento. Os sinais vitais devem ser monitorados e medidas de suporte devem ser utilizadas. Quando houver sintomas de atividade anticolinesterásica, o uso de atropina deve ser considerado.

Ascaridil - Informações

A ascaridíase, infestação causada pelo Ascaris lumbricoides, por sua alta incidência, ocupa posição de destaque entre as verminoses intestinais que acometem a população brasileira, podendo determinar incapacidade física, tanto em adultos como em crianças. A infestação maciça desta verminose e a eventual migração de vermes para as vias biliares e pancreáticas pode causar complicações graves do tipo obstrutivo. Estas situações, além de comprometerem seriamente o estado de saúde dos pacientes, podem submetê-los a risco de vida. Trata-se, portanto, de verminose que deve merecer a maior atenção e medidas especiais - profiláticas e terapêuticas - que possibilitem sua completa erradicação, seja no campo pediátrico, como na clínica de adultos.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal