Feed

Já é assinante?

Entrar

Atroveran Composto

Atroveran Composto - Bula do remédio

Atroveran Composto com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Atroveran Composto têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Atroveran Composto devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

dm

Apresentação de Atroveran Composto

sol. Oral. Cart. c/ fr. de vidro conta - gotas c/ 30 ml.

Atroveran Composto - Indicações

Indicado como medicação analgésica e antiespasmódica.

Contra-indicações de Atroveran Composto

Está contra-indicado em pacientes portadores de glaucoma de ângulo agudo, de hipertrofia prostática. O uso de dipirona, em casos de amigdalite ou qualquer outra afecção da bucofaringe, deve merecer cuidado redobrado: esta afecção preexistente pode mascarar os primeiros sintomas de agranulocitose (angina agranulocítica), ocorrência rara, mas possível, quando se faz uso de produto que contenha dipirona. Seu uso deve ser evitado nos primeiros três meses e nas últimas seis semanas da gestação e, mesmo fora destes períodos, dipirona somente deve ser administrada a gestantes em casos de absoluta necessidade. Pacientes com asma ou infecções respiratórias crônicas, bem como pacientes com hipersensibilidade a qualquer tipo de substâncias, podem desenvolver choque. Em pacientes com distúrbios hematopoéticos, dipirona somente deve ser administrada sob controle médico.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Atroveran Composto

Em alguns casos, o produto pode produzir, transitórias na maioria das vezes, algumas reações desagradáveis, como náuseas, vômitos, prisão de ventre, secura da boca, tonteira, taquicardia, sintomas gastrointestinais. Se estes sintomas persistirem, consulte imediatamente o seu médico. Quando usado em doses acima das recomendadas, o produto poderá ocasionar náuseas, taquicardia, tonteira e congestão facial. A papaverina base freqüentemente causa elevação da fosfatase alcalina no plasma, indicativo da hepatotoxicidade. Em pacientes sensíveis, independentemente da dose, a dipirona pode provocar reações de hipersensibilidade. As mais graves, embora bastante raras, são choque e discrasias sanguíneas (agranulocitose, leucopenia e trombocitopenia), que é sempre um quadro muito grave. Pacientes com história de reação de hipersensibilidade a outras drogas ou substâncias podem constituir um grupo de maior risco e apresentar efeitos colaterais mais intensos, até mesmo choque. Neste caso, o tratamento deve ser imediatamente suspenso e tomadas as providências médicas adequadas. Em situações ocasionais, principalmente em pacientes com histórico de doença renal preexistente ou em casos de sobredosagem, houve distúrbios renais transitórios com oligúria ou anúria, proteinúria e nefrite intersticial. Podem ser observados ataques de asma em pacientes predispostos a tal condição.

Atroveran Composto - Posologia

COMO USAR ATROVERAN · Solução 20 - 40 gotas em um cálice dágua, 10 minutos antes das refeições, por duas a três vezes ao dia. Em casos especiais serão aumentadas as doses, que podem ser de 40 a 50 gotas de cada vez. As crianças tomarão a metade ou o terço da dose indicada, conforme o caso.

Atroveran Composto - Informações

Cada 20 gotas ( 1,0 ml ) contém: Papaverina ( DCB 0954.01-2 )...0,010 g Dipirona ..0,333 g Extrato de Atropa belladona, Linné ...0,006 g Extrato de Hyoscyamus niger, Linné ... 0,006 g Extrato de Boldus boldus ... 0,012 g Ação Farmacológica: · PAPAVERINA - é o mais importante derivado do grupo benzílico quinolínico dos alcalóides do ópio. Exerce ação antiespasmódica enérgica sobre a musculatura lisa, aliviando o fenômeno dor nos espasmos do piloro, do esôfago, da bexiga, dos canais hepáticos, da vesícula biliar, dos ureteres e do útero. · DIPIRONA - a dipirona, quimicamente o fenil - dimetil - pirazolona - metilaminometanossulfonato sódico, é um agente analgésico, antitérmico, antiinflamatório de largo uso clínico, tanto isolado como combinado a outros medicamentos. · ATROPA BELLADONA - encerra alcalóides de ação sobre atividade motora excessiva, como peristalse, pilorospasmos e espasticidade reflexa do cólon. · HYOSCYAMUS NIGER - ou meimendro, é de grande utilidade clínica, porque deprime as extremidades nervosas sensoriais, proporcionando ação analgésica e sedativa. · BOLDUS BOLDUS - da família das monimiaceae, é um estimulante das funções digestivas, age sobre a célula hepática, aumentando a secreção biliar.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal