Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cloreto de Potassio

Cloreto de Potassio - Bula do remédio

Cloreto de Potassio com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Cloreto de Potassio têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Cloreto de Potassio devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Referência

(clofan - hipolabor)

Apresentação de Cloreto de Potassio

Caixas com 1 e 50 frascos solução oral de 100mL e 150mL (6g/100ml) Caixas com 100 ampolas de 10mL (Solução injetável à 10% 15% 19,1% 20%

Cloreto de Potassio - Indicações

No tratamento da hipopotassemia.

Contra-indicações de Cloreto de Potassio

É contra-indicado em pacientes com insuficiência renal ou da glândula supra renal e em casos de desidratação aguda.

Advertências

A solução de injetável de cloreto do potássio deve ser usada, logo após a abertura da ampola, diluída em solução de cloreto de sódio 0,9% (soro fisiológico) ou em solução isotônica de glicose (glicose 5%). Em uso prolongado, fazer controle de potássio plasmático. ATENÇÃO: Não misture medicamentos diferentes. A troca pode ser fatal. Certifique-se que está sendo administrado o medicamento prescrito. Deve-se ter extremo cuidado para não trocar as ampolas com soluções diferentes.

Interações medicamentosas de Cloreto de Potassio

Em uso paralelo com: disopiramida: altera a toxidade desta para o sistema cardiovascular. acetohexamida: o cloreto de potássio pode potencializar a hipoglicemia em pacientes em uso da mesma. espironolactona: o uso concomitante de espironolactona e cloreto de potássio têm sido usado com sucesso no tratamento de depleção de cloreto de potássio. Entretanto, o paciente deve ser monitorado cuidadosamente em vista de possível hipercalemia. Na maioria dos pacientes, se houver azotomia, aos benefícios combinados não superam os riscos. triantereno: o triantereno conserva o potássio, portanto, uso paralelo pode causar hipercalemia.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Cloreto de Potassio

Doses elevadas de cloreto de potássio podem causar depressão cardíaca iniciada com bloqueio aurículo ventricular até parada cardíaca. As manifestações nervosas causadas pelo cloreto de potássio em doses superiores são: depressão mental, confusão e parestesia.

Cloreto de Potassio - Posologia

O uso e a dose de cloreto de potássio é a critério médico, de acordo com o quadro clínico do paciente, sendo sugerido um máximo de 2g/dia dividido em 5 doses.

Superdosagem

Em caso de superdosagem, suspender imediatamente o uso do medicamento. O tratamento da hipercalemia é feito com administração de glicose 50%, 100mL juntamente com insulina cristalina (30 unidades) por via intravenosa (esta medicação pode se repetir várias vezes ao dia). Para minimizar a toxidade cardíaca do cloreto de potássio, fazer injeção intravenosa lenta de gluconato de cálcio 10% até o desaparecimento das anormalidades eletrocardiográficas. O tratamento pode ser feito com bicarbonato de sódio, 1,4% se o paciente não for portador de doença renal. Em casos graves de superdosagem e em pacientes com deficiência renal, deverá ser efetuada uma diálise peritonial ou hemodiálise.

Características farmacológicas

O cloreto de potássio atua sobre a atividade do músculo cardíaco uma vez que auxilia a permuta do metabolismo celular, constituindo-se em elemento de grande valia no tratamento de astenia muscular aguda, das arritmias cardíacas e da parestesia. Desempenha uma atividade fundamental também na terapia com corticosteróide, tiazidas e fármacos afins e nos pós-operatórios, assim como na terapêutica de náuseas, vômitos, acidose diabética e colite ulcerativa.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal