Feed

Já é assinante?

Entrar

Diltiazem Comprimidos

Diltiazem Comprimidos - Bula do remédio

Diltiazem Comprimidos com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Diltiazem Comprimidos têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Diltiazem Comprimidos devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Germed

Referência

Cardizem

Apresentação de Diltiazem Comprimidos

Comprimidos de 30 mg. Embalagens contendo 20, 30, 50 comprimidos.
Comprimidos de 60 mg Embalagens contendo 20, 25, 30, 50, 60 comprimidos.

USO ORAL – USO ADULTO

COMPOSIÇÃO
Cada comprimido de 30 mg contém:
cloridrato de diltiazem.......................................................................................30 mg
excipientes* qsp ..............................................................................................1 com.
*(lactose, macrogol, óleo vegetal hidrogenado, estearato de magnésio, dióxido de silício).

Cada comprimido de 60 mg contém:
cloridrato de diltiazem......................................................................................60 mg
excipientes* qsp .................................................................,.............................1 com.
*(lactose, macrogol, óleo vegetal hidrogenado, estearato de magnésio, dióxido de silício).

Diltiazem Comprimidos - Indicações

Angina do peito vasoespástica (de repouso, com elevação do ST, “angina de Prinzmetal”). Angina do peito crônica, estável e de esforço. Estados anginosos pós-infarto do miocárdio. Coronariopatias isquêmicas com taquicardia. Hipertensão arterial.

Contra-indicações de Diltiazem Comprimidos

Doença do nódulo sinusal, bloqueio AV de 2o ou 3o graus, exceto em pacientes com marca-passo ventricular em funcionamento. Hipotensão arterial (valor sistólico inferior a 90 mmHg). Bradicardia acentuada (pulso inferior a 55 b.p.m.). Contraindicações relativas, por falta de dados experimentais suficientes: gravidez, período de lactação, na infância.

Advertências

Betabloqueadores e digitálicos podem acentuar efeitos retardadores da condução AV. Usar com cautela e vigilância médica frequente na insuficiência cardíaca congestiva. Pode ocorrer, ocasionalmente, hipotensão arterial sintomática e dose-dependente. Em casos raros pode sobrevir elevação reversível das enzimas hepáticas. Recomendam-se cuidados especiais em casos de insuficiência hepática ou renal. Usar com precaução em indivíduos idosos, pois a meia-vida dos bloqueadores dos canais de cálcio pode estar aumentada.

Interações medicamentosas de Diltiazem Comprimidos

Compatível com nitroglicerina sublingual no tratamento de acessos agudos e com nitratos, para fins profiláticos, embora o tratamento com cloridrato de diltiazem possa tornar dispensável ou infrequente seu emprego. Betabloqueadores: vide Advertências. Ao associar com anti-hipertensivos, ter em conta a própria ação anti-hipertensiva do cloridrato de diltiazem e possível soma de efeitos. O cloridrato de diltiazem pode elevar a concentração plasmática de digoxina utilizada concomitantemente. Interações alimentares Não há dados na literatura a respeito de interações com alimentos. Alteração de exames laboratoriais Não há dados na literatura a respeito de alterações em exames laboratoriais.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Diltiazem Comprimidos

Efeitos colaterais relacionáveis à inibição do influxo de cálcio são: edema, cefaleia, náusea, tonturas, exantemas, astenia, bloqueio atrioventricular. Outros efeitos colaterais mais raros e transitórios: sonolência, insônia e distúrbios gastrintestinais.

Diltiazem Comprimidos - Posologia

Recomenda-se iniciar o tratamento com 30 mg, 4 vezes ao dia, antes das 3 principais refeições do dia e ao deitar. Aumentar as doses gradualmente, a intervalos de 1 a 2 dias se necessário, até atingir a dose diária mais satisfatória, em termos de melhora clínica. Esta dose oscila, em média, de 180 mg a 240 mg ao dia (60 mg, 3 a 4 vezes ao dia). Há pacientes que alcançam benefício máximo já com doses menores: 30 mg, 3 a 4 vezes ao dia. O cloridrato de diltiazem apresenta a vantagem de um início de ação menos súbito, devido a uma liberação lenta do princípio ativo, encontrado na matriz do comprimido. Em alguns casos, devido às condições do trato gastrintestinal do paciente, esta matriz não absorvível pode ser detectada nas fezes. Isto não implica uma alteração no efeito terapêutico do medicamento, uma vez que o princípio ativo já foi liberado e absorvido.

Superdosagem

Como medidas imediatas: indução do vômito e/ou lavagem gástrica.
Face a bradicardia acentuada ou bloqueio atrioventricular de grau elevado: agentes taquicardizantes (atropina, eventualmente isoproterenol, com cautela).
Face a insuficiência cardíaca: agentes inotrópicos positivos (isoproterenol, dopamina, dobutamina) e diuréticos.
Face a hipotensão grave: vasopressores.

Características farmacológicas

O cloridrato de diltiazem é um bloqueador dos canais lentos do cálcio. Os resultados obtidos com cloridrato de diltiazem decorrem da inibição do influxo de íons cálcio através das membranas das células miocárdicas e da musculatura lisa dos vasos, durante a fase de despolarização. Na angina do peito por espasmos coronarianos, o efeito antianginoso do cloridrato de diltiazem deve-se à dilatação das coronárias epicárdicas e subendocárdicas. Na angina de esforço, o cloridrato de diltiazem proporciona aumento da tolerância ao exercício físico, devido à redução do consumo de oxigênio do miocárdio: cloridrato de diltiazem promove a redução da frequência cardíaca e da tensão arterial sistêmica, face à sobrecarga física submáxima e máxima. Comparado com outros antagonistas do cálcio, cloridrato de diltiazem apresenta a vantagem do início de ação menos brusco, facilitando seu manejo posológico, com melhor tolerabilidade geral. Os efeitos sobre o coração são acompanhados por diminuição da tensão arterial e da resistência periférica.

Modo de usar

Tomar por via oral o comprimido com um pouco de água.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Crianças: o tratamento de crianças com cloridrato de diltiazem não é indicado.
Uso na gravidez e lactação: o uso de cloridrato de diltiazem é contraindicado durante a gestação e lactação.
Idosos: deve respeitar a posologia e orientação médica para eficácia do tratamento.

Armazenagem

Manter à temperatura ambiente (15 ̊C a 30 ̊C). Proteger da luz e manter em lugar seco.

Dizeres legais

VENDA SOB A PRESCRIÇÃO MÉDICA
Reg. MS: no 1.0583.0411
Farm.Resp.: Dra Maria Geisa P. de Lima e Silva – CRF - SP no 8.082
NATURE’S PLUS FARMACÊUTICA LTDA.
Rodovia SP-101, km 08 Hortolândia/SP – CEP 13186-901
CNPJ: 45.992.062/0001-65
Indústria Brasileira
Fabricado por: EMS S/A.
Rua Comendador Carlo Mário Gardano, 450
S. B. do Campo/SP – CEP 09720-470
“Lote, fabricação e validade: vide cartucho”

Diltiazem Comprimidos - Bula para o Paciente

Ação esperada do medicamento: cloridrato de diltiazem promove efeito antianginoso por dilatação das coronárias; ao mesmo tempo, reduz a resistência vascular periférica e a frequência cardíaca. O efeito do cloridrato de diltiazem inicia-se dentro da primeira hora após a administração oral e perdura por 6 a 8 horas.

Indicações do medicamento: este medicamento destina-se ao tratamento da insuficiência coronariana e da hipertensão arterial.

Riscos do medicamento: seu uso é contraindicado na infância. Recomendam-se cuidados especiais em casos de insuficiência hepática ou renal. Não usar o medicamento durante a gravidez e o período de lactação. Ao adquirir um medicamento, confira sempre o prazo de validade na embalagem externa. Este medicamento é contraindicado na faixa etária de 0 a 12 anos de idade.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.
Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis.

Modo de uso: Os horários de administração do medicamento, assim como a dose a ser utilizada, devem ser rigorosamente seguidos. Seu emprego é feito exclusivamente por indicação médica. Recomenda-se iniciar o tratamento com 30 mg, 4 vezes ao dia, antes das 3 principais refeições do dia e ao deitar. Aumentar as doses gradualmente, a intervalos de 1 a 2 dias se necessário, até atingir a dose diária mais satisfatória, em termos de melhora clínica. Aspecto: o comprimido de 30 mg e o comprimido de 60 mg se apresentam na cor branca, com formato circular, plano e monossectado. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

Reações adversas: dependendo da dose e da sensibilidade individual podem ocorrer edemas, cefaleia, náuseas, tonturas, erupções cutâneas, sonolência, insônia, distúrbios gastrintestinais, queda de pressão arterial e diminuição da frequência do pulso.

Conduta em caso de superdose: em caso de ingestão excessiva, procurar um médico.
Como medidas imediatas: indução do vômito e/ou lavagem gástrica.
Face a bradicardia acentuada ou bloqueio atrioventricular de grau elevado: agentes taquicardizantes (atropina, eventualmente isoproterenol, com cautela).
Face a insuficiência cardíaca: agentes inotrópicos positivos (isoproterenol, dopamina, dobutamina) e diuréticos. Face a hipotensão grave: vasopressores

Cuidados de conservação: manter à temperatura ambiente (15 ̊C a 30 ̊C). Proteger da luz e manter em lugar seco.

TODO O MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

Data da bula

18/07/2013

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal