Feed

Já é assinante?

Entrar

Bamifix - Bula do remédio

Bamifix com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Bamifix têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Bamifix devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Farmalab

Apresentação de Bamifix

adulto 600 mg - caixas c/ 20 drágeas infantil 300 mg - caixas c/ 20 drágeas

Bamifix - Indicações

Asma brônquica, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) com um componente espástico, bronquites asmatiformes.

Contra-indicações de Bamifix

Infarto agudo do miocárdio. Hipersensibilidade aos derivados xantínicos.

Advertências

Bamifix deverá ser administrado com cuidado nos casos de insuficiência cardíaca severa, hipertensão arterial grave não tratada, insuficiência hepática e renal, úlcera gástrica e hipertiroidismo.

Uso na gravidez de Bamifix

As pesquisas sobre a esfera reprodutora evidenciaram que a bamifilina não interfere na fertilidade, na gestação, no aleitamento e no desenvolvimento do embrião ou feto. No entanto, aconselha-se como norma de precaução, evitar a administração do produto no primeiro trimestre da gravidez. Não foram observados casos de toxicidade neonatal pelo uso da bamifilina durante a gravidez. Entretanto, por precaução, não se aconselha o uso do produto nos últimos dias da gravidez.

Interações medicamentosas de Bamifix

Não foram observadas interações com a bamifilina. É sabido que a eritromicina e a triacetiloleandomicina podem aumentar os níveis séricos de aminofilina: não é conhecido o comportamento com a bamifilina. A bamifilina apresenta propriedades broncoespasmolíticas e, portanto, potencializa a ação dos fármacos beta-simpaticomiméticos. Bamifix pode ser associado aos corticosteróides, estrofantina, digitálicos e antibióticos (o efeito da estrofantina e dos digitálicos é aumentado pelas metilxantinas).

Reações adversas / Efeitos colaterais de Bamifix

Bamifix é habitualmente bem tolerado por via oral. Raramente foram observados casos de cefaléia e gastralgia. Doses maiores do que as doses terapêuticas podem ocasionar o aparecimento de náuseas e de tremores das extremidades que desaparecem com a redução das doses administradas.

Bamifix - Posologia

Adultos: Via Oral: Em geral, 1 drágea de 600 mg ou 2 drágeas de 300 mg pela manhã e à noite, antes das refeições. A posologia poderá variar de 900 a 1800 mg ao dia de acordo com a prescrição médica. Crianças: Acima de 5 anos e com capacidade de ingestão de drágeas, recomenda-se a administração de 1 drágea de 300 mg, pela manhã e à noite, correspondente a uma dose ponderal de 30mg/kg/dia

Superdosagem

Em caso de superdosagem acidental de Bamifix, recomenda-se uma terapêutica com sedativos, ansiolíticos, bem como terapêutica sintomática de apoio.

Bamifix - Informações

Bamifix contém como substância ativa, a bamifilina, um derivado metilxantínico com duas cadeias químicas laterais nas posições 7 e 8, o que acarreta marcantes diferenças em relação à teofilina. A bamifilina apresenta um ação broncoespasmolítica e igual a da teofilina. A intensidade da sua ação broncoespasmolítica é igual a da teofilina. Diferentemente da teofilina, a bamifilina não apresenta efeitos estimulantes sobre o sistema nervoso central e cardíaco conforme, demonstram os estudos clínicos e experimentais. As características farmacocinéticas da bamifilina são interessantes: a absorção, seja por via oral ou retal, é rápida atingindo-se o maior nível plasmático (pico), entre a primeira e a segunda hora. A difusão para o compartimento extra-vascular é elevada, com um volume de distribuição próximo a 1000 l. A bamifilina é rapidamente metabolizada, fornecendo 3 metabólitos que também são ativos e que se caracterizam por apresentar níveis plasmáticos prolongados. A atividade prolongada do fármaco possibilita a administração de apenas duas doses diárias. A meia vida de eliminação final da bamifilina é de 17,5 horas. A excreção é predominantemente urinária. A bamifilina apresenta um elevado índice terapêutico, graças ao amplo intervalo entre os níveis plasmáticos mínimos ativos e máximo tolerados (0,18 e 20 mcg/ml, respectivamente). A administração da bamifilina

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal