FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Bio-vagin

Bio-vagin - Bula do remédio

Bio-vagin com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Bio-vagin têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Bio-vagin devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Elofar

Apresentação de Bio-vagin

Creme vaginal: bisnaga contendo 40 g acompanhado de 10 aplicadores ginecológicos descartáveis

USO ADULTO

COMPOSIÇÃO
Cada 4 gramas contém:
benzoilmetronidazol......................................250 mg
nistatina .................................................100.000 U.I.
cloreto de benzalcônio ......................................5 mg
Excipiente: lanolina, eumulgin, polawax, vaselina, nipagin, nipazol, água deionizada.

Bio-vagin - Indicações

Como auxiliar no tratamento local das infecções vaginais causada por Candida albicans e Trichomonas vaginalis.

Contra-indicações de Bio-vagin

O MEDICAMENTO É CONTRAINDICADO EM PACIENTES COM HIPERSENSIBILIDADE A QUALQUER UM DOS COMPONENTES DA FORMULAÇÃO, OU EVIDÊNCIAS DE DISCRASIAS SANGUÍNEAS. PRECAUÇÕES NÃO HOUVE RELATOS DE QUE O USO DE PREPARADOS CONTENDO NISTATINA E METRONIDAZOL VIA VAGINAL EM MULHERES GRÁVIDAS AUMENTE O RISCO DE ANORMALIDADES FETAIS OU QUE AFETE O CRESCIMENTO POSTERIOR, O DESENVOLVIMENTO E A MANUTENÇÃO FUNCIONAL DA CRIANÇA. TODAVIA, COMO A POSSIBILIDADE DE RISCO NÃO PODE SER DETERMINADA, BIO VAGIN® CREME VAGINAL SOMENTE PODERÁ SER USADO DURANTE A GRAVIDEZ, NO SEGUNDO E TERCEIRO TRIMESTRES, SE O MÉDICO CONSIDERAR QUE É ESSENCIAL PARA A PACIENTE.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Bio-vagin

REAÇÕES ADVERSAS OCORREM RARAS VEZES E SÃO MODERADAS E TRANSITÓRIAS, PODENDO OCORRER IRRITAÇÃO VAGINAL. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS NÃO HÁ RELATO DE INTERAÇÕES COM OUTROS MEDICAMENTOS.

INTERFERÊNCIA EM EXAMES LABORATORIAIS
NÃO EXISTEM REFERÊNCIAS SOBRE ALTERAÇÕES RELEVANTES DE EXAMES LABORATORIAIS APÓS ADMINISTRAÇÃO ADEQUADA DO PRODUTO.

Bio-vagin - Posologia

Introduzir suavemente na vagina o aplicador cheio do creme (4 g), o mais profundamente possível, diariamente à noite, ao deitar, durante 10 dias consecutivos ou a critério médico. As aplicações não deverão ser interrompidas durante o período de menstruação.

Superdosagem

NÃO HÁ RELATOS DE SUPERDOSAGEM POR ADMINISTRAÇÃO INADEQUADA OU DEFICIÊNCIA DE METABOLISMO.

Bio-vagin - Informações

A nistatina é um antifúngico poliênico. Liga-se aos esteroides da membrana citoplasmática fúngica, resultando na alteração de sua permeabilidade seletiva e permitindo a perda de nutrientes essenciais ao fungo. Sua ação principal é sobre Candida sp. A nistatina não tem atividades sobre bactérias, protozoários, trichomonas ou vírus e não age sobre a flora normal do intestino. A nistatina proporciona uma terapia específica para todas as formas localizadas de candidíase. O alívio sintomático é rápido, ocorrendo frequentemente dentro de 24 a 72 horas após o início do tratamento. O metronidazol é um composto metroinidazólico sintético antiprotozoário ativo contra Trichomonas. Sofre redução química intracelular originando produtos reduzidos, de vida curta, com atividade citotóxica.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA - SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA

REGISTRO M.S. nº 1.0385.0007
Nº lote, data de fabricação e prazo de validade: VIDE CARTUCHO
Farmacêutico Responsável: DR. ALEXANDRE MADEIRA DEOLIVEIRA - CRF/SC Nº 3684

LABORATÓRIO FARMACÊUTICO ELOFAR LTDA
S.A.C. 0800-600-1344 - sac@elofar.com.br - www.elofar.com.br
Rua Tereza Cristina, 67 - Florianópolis - Santa Catarina – CEP: 88070-790 CNPJ: 83.874.628/0001-43 - INDÚSTRIA BRASILEIRA

Bio-vagin - Bula para o Paciente

BIO VAGIN® CREME VAGINAL é uma associação de agentes de ampla e comprovada eficácia contra infecções causadas por Trichomonas vaginalis, Candida albicans e bactérias inespecíficas. BIO VAGIN® CREME VAGINAL deve ser armazenado na embalagem, conservado em temperatura ambiente (entre 15ºC e 30ºC) e protegido da luz e umidade.

O prazo de validade é de 24 meses a partir da data de fabricação. Não usar o produto se o prazo de validade estiver vencido. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Informe também se está amamentando.

Use BIO VAGIN® CREME VAGINAL durante o período de tempo indicado pelo médico. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Nenhuma aplicação do creme deve ser perdida; caso isso ocorra deve ser administrada tão logo seja possível; entretanto, se for quase a hora da próxima aplicação, voltar ao esquema regular de administração.

Reações adversas ocorrem raras vezes e são moderadas e transitórias, podendo ocorrer irritação vaginal. Outros efeitos colaterais podem ocorrer em algumas pacientes; se forem notados, avisar seu médico. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. BIO VAGIN ® CREME VAGINAL ESTÁ CONTRAINDICADO EM PACIENTES COM CONHECIDA HISTÓRIA DE HIPERSENSIBILIDADE A QUALQUER UM DOS COMPONENTES DA FORMULAÇÃO. TAMBÉM NÃO É RECOMENDADA SUA UTILIZAÇÃO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE GRAVIDEZ E EM LACTANTES, UMA VEZ QUE O METRONIDAZOL ATRAVESSA A BARREIRA PLACENTÁRIA E ESTÁ PRESENTE NO LEITE MATERNO. É ACONSELHÁVEL QUE, ANTES DA UTILIZAÇÃO DO MEDICAMENTO NO ÚLTIMO TRIMESTRE DE GRAVIDEZ, SEJA FEITA UMA AVALIAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DO TRATAMENTO CONTRA POSSÍVEIS RISCOS PARA A MÃE E O FETO. A FIM DE AFASTAR A POSSIBILIDADE DE REINFECÇÃO, DEVE-SE OBSERVAR RIGOROSA HIGIENE PESSOAL DENTRE AS QUAIS:
1)AS MÃOS DEVEM SER CUIDADOSAMENTE LAVADAS.
2)APÓS CADA MICÇÃO, ENXUGAR A VULVA SEM FRICCIONAR O PAPEL HIGIÊNICO.
3)A FIM DE EVITAR UMA POSSÍVEL PROPAGAÇÃO DOS GERMES DO RETO AO TRATO VAGINAL, APÓS A DEFECAÇÃO CUIDAR PARA QUE O MATERIAL POSSIVELMENTE INFECTADO NÃO ENTRE EM CONTATO COM AS PROXIMIDADES DA VAGINA.
4) TOALHAS, LENÇÓIS E ROUPAS ÍNTIMAS DEVEM SER TROCADAS DIARIAMENTE E LAVADAS COM AGENTES DESINFETANTES OU FERVIDAS.
5) ENQUANTO PERSISTIR A INFECÇÃO, EVITAR A POSSIBILIDADE DE PROPAGAÇÃO A OUTRAS PESSOAS.

INFORME SEU MÉDICO SOBRE QUALQUER MEDICAMENTO QUE ESTEJA USANDO, ANTES OU DURANTE O TRATAMENTO. NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

Data da bula

21/05/2015

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal