FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Efeitos Colaterais de Diclin

Foram observadas as seguintes reações adversas em usuárias de COCs, sem que a exata relação de causalidade tenha sido estabelecida*:

Classificação por
sistema corpóreo

Comum
(≥ 1/100)

Incomum
(≥ 1/1.000 e < 1/100)

Rara (< 1/1.000)
Distúrbios nos olhos  

intolerância a lentes de
contato

Distúrbios
gastrintestinais

náuseas,
dor abdominal

vômitos, diarreia 

Distúrbios do sistema
imunológico

  hipersensibilidade
Investigações

aumento de peso
corporal

 

diminuição de
peso corporal

Distúrbios
metabólicos e
nutricionais

 retenção hídrica 

Distúrbios no sistema
nervoso

cefaleiaenxaqueca 

Distúrbios
psiquiátricos

estados depressivos,
alterações de humos

diminuição da libidoaumento da libido

Distúrbios no sistema
reprodutivo e nas
mamas

dor e hipersensibilidade
dolorosa nas mamas

hipertrofia mamária

secreção vaginal,
secreção mamária

Distúrbios cutâneos e
nos tecidos
subcutâneos

 

erupção cutânea,
urticária

eritema nodoso,
eritema multiforme

Distúrbios vasculares  tromboembolismo

 


*Foi utilizado o termo MedDRA (versão 12.0) mais apropriado para descrever uma determinada reação. Sinônimos ou condições relacionadas não foram listados, mas também devem ser considerados.

As seguintes reações adversas graves, que estão descritas no item “Advertências e precauções” foram reportadas em mulheres que utilizam COCs: distúrbios tromboembólicos venosos; distúrbios tromboembólicos arteriais; acidentes vasculares cerebrais; hipertensão; hipertrigliceridemia; alterações na tolerância à glicose ou efeitos sobre a resistência periférica a insulina; tumores hepáticos (benignos e malignos); distúrbios das funções hepáticas; cloasma; em mulheres com angioedema hereditário, estrogênios exógenos podem induzir ou intensificar sintomas de angioedema; ocorrência ou piora de condições para as quais a associação com o uso de COC não é conclusiva: icterícia e/ou prurido relacionado à colestase; formação de cálculos biliares, porfiria, lúpus eritematoso sistêmico, síndrome hemolítico urêmica, Coréia de Sydenham, herpes gestacional, perda auditiva relacionada à otosclerose, doença de Crohn, colite ulcerativa, câncer cervical.
A frequência de diagnóstico de câncer de mama é ligeiramente maior em usuárias de contraceptivos orais. Como o câncer de mama é raro em mulheres com menos de 40 anos de idade o aumento do risco é pequeno em relação ao risco geral de câncer de mama. A causalidade com uso de COC é desconhecida. Para mais informações veja os itens “Contraindicações” e “Advertências e precauções”.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal