FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Posologia de Dipirona

Coloque o frasco na posição vertical com a tampa para o lado de cima, gire-a até romper o lacre. Vire o frasco para o lado de baixo para gotejar a quantidade pretendida de gotas.

POSOLOGIA
A princípio, a dose e a via de administração escolhidas dependem do efeito analgésico desejado e das condições do paciente. Em muitos casos, a administração oral ou retal é suficiente para obter analgesia satisfatória.
Quando for necessário um efeito analgésico de início rápido ou quando a administração por via oral ou retal for contraindicada, recomenda-se a administração por via intravenosa ou intramuscular.
O tratamento pode ser interrompido a qualquer instante sem provocar danos ao paciente, inerentes à retirada da medicação.

Cada 1 mL = 20 gotas (quando o frasco for mantido na posição vertical para gotejar a quantidade pretendida de gotas conforme indicado abaixo).
Adultos e adolescentes acima de 15 anos: 20 a 40 gotas em administração única ou até o máximo de 40 gotas, 4 vezes ao dia.
As crianças devem receber Dipirona conforme seu peso seguindo a orientação deste esquema:

5 a 8 kg (3 a 11 meses)Dose única2 a 5 gotas
Dose máxima diária20 (4 tomadas x 5 gotas)
9 a 15 kg (1 a 3 anos)Dose única3 a 10 gotas
Dose máxima diária40 (4 tomadas x 10 gotas)
16 a 23 kg (4 a 6 anos)Dose única5 a 15 gotas
Dose máxima diária60 (4 tomadas x 15 gotas)
24 a 30 kg (7 a 9 anos)Dose única8 a 20 gotas
Dose máxima diária80 (4 tomadas x 20 gotas)
31 a 45 kg (10 a 12 anos)Dose única10 a 30 gotas
Dose máxima diária120 (4 tomadas x 30 gotas)
46 a 53 kg (13 a 14 anos)Dose única15 a 35 gotas
Dose máxima diária140 (4 tomadas x 35 gotas)


Crianças menores de 3 meses de idade ou pesando menos de 5 kg não devem ser tratadas com Dipirona.
Se o efeito de uma única dose for insuficiente ou após o efeito analgésico ter diminuído, a dose pode ser repetida respeitando-se a posologia e a dose máxima diária, conforme descrito em posologia.
Não há estudos dos efeitos da Dipirona de gotas administrada por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para garantir a eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral.

Populações especiais
Em pacientes com insuficiência renal ou hepática, recomenda-se que o uso de altas doses de Dipirona seja evitado, uma vez que a taxa de eliminação é reduzida nestes pacientes. Entretanto, para tratamento no curto prazo não é necessária redução da dose. Não existe experiência com o uso de Dipirona em longo prazo em pacientes com insuficiência renal ou hepática.

Em pacientes idosos e pacientes debilitados deve-se considerar a possibilidade das funções hepática e renal estarem prejudicadas.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal