FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Efeitos Colaterais de Ritalina

O nervosismo e a insônia são reações adversas muito comuns que ocorrem no início do tratamento com Ritalina, mas podem usualmente ser controladas pela redução da dose e/ou pela omissão da dose da tarde ou da noite.
A diminuição de apetite é também comum, mas geralmente transitória. Dores abdominais, náuseas e vômitos são comuns, e ocorrem usualmente no início do tratamento e pode ser aliviada pela alimentação concomitante.
As reações adversas do Quadro 1 são classificadas conforme as seguintes frequências estimadas: muito comuns > 10%; comuns > 1% e < 10%; incomuns > 0,1% e < 1%; raras > 0,01% e < 0,1%; muito raras < 0,01%.

Quadro 1
Distúrbios do sangue e sistema linfático
Muito raras: Leucopenia, trombocitopenia, anemia.

Distúrbios do sistema imunológico
Muito raras: Reações de hipersensibilidade.

Distúrbios do metabolismo e nutrição
Raras: Redução moderada do ganho de peso durante uso prolongado em crianças.

Distúrbios psiquiátricos
Muito raras: Hiperatividade, psicose (algumas vezes com alucinações visuais e tácteis), humor depressivo transitório.

Distúrbios do sistema nervoso
Comuns: Cefaleia, sonolência, tontura e discinesia.
Muito raras: Convulsões, movimentos coreoatetoides, tiques ou exacerbação de tiques pré-existentes e síndrome de Tourette, distúrbios cerebrovasculares incluindo vasculite, hemorragias cerebrais e acidentes cerebrovasculares.

Distúrbios visuais
Raras: Dificuldades de acomodação da visão e visão embaçada.

Distúrbios cardíacos
Comuns: Taquicardia, palpitação, arritmias, alterações da pressão arterial e do ritmo cardíaco (geralmente aumentado).
Raras: Angina pectoris.

Distúrbios gastrintestinais
Comuns: Dor abdominal, náusea, vômito, boca seca.

Distúrbios hepatobiliares
Muito raras: Função hepática anormal, estendendo-se desde um aumento de transaminase até um coma hepático.

Distúrbios da pele e tecidos subcutâneos
Comuns: Rash (erupção cutânea), prurido, urticária, febre e queda de cabelo.
Muito raras: Púrpura trombocitopênica, dermatite esfoliativa e eritema multiforme.

Distúrbios dos tecidos musculoesqueléticos e conectivos
Comuns: Artralgia
Muito raras: Cãibras musculares

Distúrbios gerais
Raras: Leve retardamento do crescimento durante o uso prolongado em crianças.

Há relatos muito raros de síndrome neuroléptica maligna (SNM) fracamente documentada. Na maioria destes relatos, os pacientes estavam também tomando outros medicamentos. O papel da Ritalina nestes casos é incerto.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal