Feed

Já é assinante?

Entrar

Efeitos Colaterais de Zoloft

Dados de Estudos Clínicos
Em estudos com doses múltiplas de Zoloft®, para depressão, as reações adversas que ocorreram com frequência significativamente maior em relação ao placebo foram:
Distúrbios gastrintestinais: diarreia/fezes amolecidas, boca seca, dispepsia e náusea.
Distúrbios do metabolismo e nutrição: anorexia.
Distúrbios do sistema nervoso: tontura, sonolência e tremor.
Distúrbios psiquiátricos: insônia.
Distúrbios no sistema reprodutivo e mamas: disfunção sexual (principalmente retardo na ejaculação).
Distúrbios na pele e tecidos subcutâneos: aumento da sudorese.
O perfil de efeito adverso normalmente observado em estudos duplo-cegos, placebo-controlados em pacientes com Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), transtorno do pânico, Transtorno do Estresse Pós-Traumático (TEPT) e fobia social foi semelhante ao observado em experiências clínicas em pacientes com depressão.

Dados do período pós-comercialização
Os relatos espontâneos de eventos adversos em pacientes sendo tratados com Zoloft® recebidos desde a introdução do medicamento no mercado incluem (frequência desconhecida não é possível estimar a partir dos dados disponíveis):
Distúrbios no sangue e sistema linfático: leucopenia e trombocitopenia.
Distúrbios cardíacos: palpitações, taquicardia, prolongamento do intervalo QTc e torsade de pointes.
Distúrbios no labirinto e ouvidos: tinido.
Distúrbios endócrinos: hiperprolactinemia, hipotireoidismo, síndrome da secreção inapropriada de hormônio antidiurético (ADH).
Distúrbios nos olhos: midríase e visão anormal.
Distúrbios gastrintestinais: dor abdominal, constipação, pancreatite e vômito.
Distúrbios gerais: astenia, dor no peito, edema periférico, fadiga, febre e mal-estar.
Distúrbios hepatobiliares: eventos hepáticos graves (incluindo hepatite, icterícia e disfunção hepática) e elevações assintomáticas das transaminases hepáticas (TGO e TGP).
Distúrbios do sistema imune: reação alérgica, alergia e reação anafilactoide.
Exames: resultados clínicos laboratoriais anormais, função plaquetária alterada, aumento do colesterol sérico, diminuição do peso, aumento do peso e prolongamento do intervalo QT no eletrocardiograma.
Distúrbios do metabolismo e nutrição: aumento do apetite, hiponatremia, diabetes mellitus, hiperglicemia e hipoglicemia.
Distúrbios musculoesqueléticos e do tecido conjuntivo: artralgia e cãibras.
Distúrbios no sistema nervoso: coma, convulsões, espasmos cerebrovascular (incluindo síndrome da vasoconstrição cerebral reversível, conhecida como síndrome de call Fleming dor de cabeça, hipoestesia, enxaqueca, distúrbios motores (incluindo sintomas extrapiramidais, tais como acatisia, distonia, hipercinesia, hipertonia, ranger de dentes e distúrbios da marcha), contrações musculares involuntárias, parestesia e síncope.
Também foram relatados sinais e sintomas associados à síndrome de serotonina: em alguns casos associados com o uso concomitante de fármacos serotoninérgicos incluindo agitação, confusão, diaforese, diarreia, febre, hipertensão, rigidez e taquicardia.
Distúrbios psiquiátricos: reações agressivas, agitação, ansiedade, sintomas de depressão, euforia, alucinações, diminuição da libido feminina e masculina, paroníria, psicose.
Distúrbios renais e urinários: enurese, incontinência urinária e retenção urinária.
Distúrbios do sistema reprodutivo e mamas: galactorreia, ginecomastia, irregularidades menstruais e priapismo.
Distúrbios torácicos, mediastinais e respiratórios: broncospasmo e bocejo.
Distúrbios na pele e tecidos subcutâneos: alopecia, angioedema, edema facial, edema periorbital, reação de foto sensibilidade na pele, prurido, púrpura, rash (incluindo casos raros e graves de distúrbios esfoliativos da pele, por exemplo, síndrome de Stevens-Johnson e necrólise epidérmica) e urticária.
Distúrbios vasculares: sangramento anormal (tais como epistaxe, sangramento gástrico e hematúria), rubor, hipertensão.
Lesões, intoxicações e complicações Fratura óssea.

Outros: foram relatados sintomas seguidos da descontinuação do uso da sertralina, que incluem agitação, ansiedade, tontura, dor de cabeça, náusea e parestesia.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal