FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Azitromicina na sífilis

Autor:

Marcelo Litvoc

Médico da Disciplina de Infectologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Última revisão: 27/06/2010

Comentários de assinantes: 0

Azitromicina e Penicilina Benzatina para o tratamento de sífilis precoce

 

Ensaio clínico de equivalência fase III de azitromicina vs penicilina benzatina no tratamento da sífilis precoce1

 

Fator de impacto da revista (Journal of Infectious Diseases): 5,682

 

Contexto Clínico

            A sífilis, com suas diferentes apresentações clínicas, continua sendo uma doença relevante na prática médica. A importância como doença sexualmente transmissível, principalmente na co-infecção com o vírus HIV requer vigilância constante, diagnóstico precoce e tratamento efetivo. A penicilina benzatina, em diferentes esquemas terapêuticos, continua sendo a droga de escolha para o tratamento das formas primária, secundária, latente precoce e latente tardia da doença. Nos casos de hipersensibilidade aos derivados de penicilina, a droga de escolha é a doxiciclina, em um esquema terapêutico longo (14 dias), com intolerância gastrointestinal e dificuldade para adesão ao tratamento. Este estudo patrocinado pelo National Institute of Allergy and Infectious Diseases compara o uso de Azitromicina em dose única com a penicilina benzatina.

 

O Estudo

            Foi realizado um estudo aberto, controlado e randomizado em cinco clínicas norte-americanas e duas em Madagascar. Pacientes elegíveis apresentavam 18-55 anos de idade, com diagnóstico de sífilis precoce (primária, secundária, latente precoce), HIV negativo, não gestantes, sem antecedente de alergia ou uso de antibiótico 30 dias antes do estudo.

Pacientes foram alocados para receber, de forma supervisionada, penicilina benzatina-2.400.000 UI IM ou Azitromicina 2,0g VO, realizando-se exame de controle com 14 dias, 01, 03 e 06 meses (RPR-rapid plasma reagin). O desfecho primário foi a redução dos títulos de RPR (exame similar ao VDRL) em 02 diluições (04 vezes) em 06 meses. Realizou-se um estudo de Intenção de Tratamento, objetivando-se avaliar a não inferioridade da Azitromicina em relação à Penicilina Benzatina.

           

Resultados

Do total de 517 participantes, 255 receberam Azitromicina, enquanto 262 receberam penicilina benzatina. A comparação dos dois grupos com 06 meses (desfecho primário) mostrou uma taxa de cura (redução do título em 02 diluições) de 77,5% no grupo da Azitromicina e 78,9% no grupo da Penicilina Benzatina, demonstrando a não-inferioridade da Azitromicina

Cerca de 61,5% dos pacientes do grupo da Azitromicina apresentaram efeitos adversos leves, em comparação com 46,3% do grupo da Penicilina Benzatina. Grande parte dos efeitos estavam relacionados com sintomas gastrointestinais, no primeiro grupo, na maioria das vezes auto-limitados.

 

Aplicações para a Prática Clínica

Este estudo aponta uma importante alternativa para o tratamento da sífilis em pacientes alérgicos à penicilina ou com resistência ao uso de medicações injetáveis, com a vantagem posológica e melhor adesão ao tratamento, com supervisão médica. Cabe ressaltar que as formas latentes tardias não foram avaliadas, assim como a população HIV+, com respostas ao tratamento muitas vezes discordantes da população em geral.

 

Bibliografia

  1. Hook III E, Behets F, Van Damme K et al. A Phase III Equivalence Trial of Azitromycin versus Benzathine Penicilin for Treatment of Early Syphilis. Journal of Infectious Disease 2010;201(10):1729-1735
  2. http://www.cdc.gov/std/treatment/2006/rr5511.pdf Sexually Transmitted Diseases Treatment Guidelines, 2006

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal