FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cesárea eletiva e efeitos neonatais adversos

Autor:

Tatiana Pfiffer Favero

Médica Assistente e Pós-graduanda do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Charité-Universitätsmedizin Berlin, Alemanha.

Última revisão: 17/12/2012

Comentários de assinantes: 0

A influência da época de realização da cesárea eletiva em gestações de termo nos resultados neonatais adversos

 

Especialidades: Obstetrícia / Pediatria / Segurança do Paciente

 

Resumo

         Estudo multicêntrico, prospectivo que objetivou avaliar a morbidade e a mortalidade neonatal de recém-nascidos de baixo termo submetidos à operação cesariana antes ou depois da 39ª semana de gestação.

 

Contexto clínico

         Crianças nascidas antes da 39ª semana de gestação por cesárea eletiva estão expostas a um maior risco de complicações respiratórias, sendo que os riscos são progressivamente maiores quanto menor a idade gestacional. Portanto, à luz dos conhecimentos atuais, a cesárea eletiva em grávidas fora de trabalho de parto é proscrita antes da 39ª semana, a menos que haja comprovada maturidade pulmonar. A operação cesariana já representa por si só um risco para complicações neonatais em relação ao parto vaginal, independentemente da idade gestacional. Esta preocupação se justifica pela incidência do parto cesariano aumentar progressivamente em todo mundo. O parto eletivo contempla a conveniência tanto da paciente quanto do médico, e o risco dele eventualmente ser realizado antes do período apropriado é elevado, gerando consequências significantes para o sistema de saúde. Com o objetivo de analisar o real risco de complicações neonatais relacionadas à época da cesárea eletiva, foi conduzido um estudo que comparou o parto de termo realizado antes ou após a 39ª semana de gestação.

 

O estudo

         Trata-se de um estudo de coorte, prospectivo e multicêntrico realizado em 19 centros de medicina materno-fetal nos EUA entre 1999 e 2002 que incluiu cerca de 11.200 mulheres com gestações únicas submetidas a cesárea eletiva (antes do início do trabalho em grávidas de baixo risco, sem indicação de interrupção da gestação antes da 39ª semana) no termo. Aproximadamente 4.700 mulheres tiveram parto com menos de 39 semanas (37 e 38) e 6.500 com 39 semanas completas. As taxas de complicações respiratórias, necessidade de ventilação mecânica, sepse neonatal, hipoglicemia, admissão na UTI ou tempo de hospitalização do recém-nascido maior que 5 dias foram significativamente maior no primeiro grupo. Particularmente, o risco foi multiplicado por um fator que variou de 1,8 até 4,2 para crianças nascidas com 37 semanas e de 1,3 até 2,1 para 38 semanas.

 

Aplicações para a prática clínica

         A realização de cesárea eletiva em gestações de baixo risco antes da 39ª semana é uma intervenção comum, mas que está associada sobretudo a complicações respiratórias e neonatais. Portanto, tal procedimento deve ser contraindicado a fim de evitarmos um número significativo de eventos adversos desnecessários.

 

Bibliografia

1.        Tita ATN, Landon MB, Spong CY, Lai Y, Leveno KJ, Varner MW et al. Timing of elective repeat cesarean delivery at term and neonatal outcomes. N Eng J Med 2009; 360:111-20. [link para o artigo] (Fator de Impacto: 53,484)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal