FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Uso de Ticagrelor de Longo Prazo em Pacientes Infartados

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 05/11/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

O benefício potencial da terapia antiplaquetária dupla para além de um ano após um infarto do miocárdio ainda não foi estabelecido. Foi investigada a eficácia e a segurança de ticagrelor, um antagonista do receptor P2Y12 com eficácia estabelecida depois de uma síndrome coronária aguda, nesse contexto, de longo prazo.

 

O Estudo

Esse foi um estudo randomizado, duplo-cego que incluiu 21.162 pacientes que tiveram um infarto do miocárdio  1-3 anos antes do início da randomização que alocou os pacientes ou no grupo para ticagrelor a uma dose de 90 mg duas vezes por dia, ou no grupo ticagrelor a uma dose de 60 mg duas vezes por dia, ou no grupo placebo. Todos os pacientes estavam recebendo dose baixa de aspirina e foram acompanhados por uma média de 33 meses. O desfecho final primário de eficácia avaliado foi o composto de morte cardiovascular, infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral. O ponto final primário de segurança foi um sangramento major, conforme  “Trombólise no Infarto do Miocárdio” (TIMI).

As duas doses de ticagrelor, em comparação com o placebo, reduziram a taxa de desfechos primários avaliados, com taxas de Kaplan-Meier a três anos de 7,85% no grupo que recebeu 90 mg de ticagrelor duas vezes por dia, 7,77% no grupo que recebeu 60 mg de ticagrelor duas vezes por dia, e 9,04% no grupo placebo (hazard ratio para 90 mg de ticagrelor vs. placebo, 0,85; IC95%: 0,75-0,96, P = 0,008; taxa de risco para 60 mg de ticagrelor vs. placebo, 0,84; IC95%: 0,74-0,95; P = 0,004). As taxas de hemorragia major pelo TIMI foram maiores com ticagrelor (2,60% com 90 mg e 2,30% com 60 mg) do que com placebo (1,06%) (P <0,001 para cada dose versus placebo); as taxas de hemorragia intracraniana ou hemorragia fatal nos três grupos foram de 0,63%, 0,71% e 0,60%, respectivamente, sem diferenças estatísticas.

 

Aplicações Práticas

Um campo ainda pouco explorado, a dupla antiagregação plaquetária de longo prazo após um IAM ainda é motivo de debates. Por esse estudo, pode-se concluir que em pacientes com infarto do miocárdio há pelo menos um ano, o tratamento com ticagrelor associado à aspirina reduziu significativamente o risco de morte cardiovascular, infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral. Por outro lado, isso veio agregado a um aumento de hemorragias major, sem, no entanto aumentar as hemorragias intracranianas ou fatais. Esses dados devem apontar para uma decisão de uso de longo prazo desse tipo de medicação, obviamente em se pesando os riscos associados, e os potencias benefícios sobre mortalidade cardiovascular.

 

Bibliografia

Bonaca MP et al. Long-Term Use of Ticagrelor in Patients with Prior Myocardial Infarction. N Engl J Med 2015; 372:1791-1800.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal