FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Características Clínicas da Miocardiopatia de Takotsubo

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 15/01/2016

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Alguns diagnósticos são especialmente desafiadores na prática clínica. Quando se trata de diferenciais de síndrome coronariana aguda, o desafio é ainda mais relevante. Uma das condições que está nessa lista é a miocardiopatia por stress, ou miocardiopatia de Takotsubo. Entretanto, a história natural, o prognóstico e desfecho da miocardiopatia de Takotsubo (stress) não são completamente compreendidos.

 

O Estudo

O Registro Internacional de Takotsubo, um consórcio de 26 centros na Europa e nos Estados Unidos, foi criado para investigar as características clínicas, preditores de prognóstico e desfecho da miocardiopatia de Takotsubo. Os pacientes foram comparados com pacientes da mesma idade e sexo que tiveram uma síndrome coronariana aguda.

De 1.750 pacientes com cardiomiopatia de Takotsubo, 89,8% eram mulheres (idade média de 66,8 anos). Gatilhos emocionais para o início dos sintomas não eram tão comuns como gatilhos físicos (27,7% vs. 36,0%), e 28,5% dos pacientes não tinha gatilho evidente. Entre os pacientes com miocardiopatia de Takotsubo, em comparação com uma síndrome coronariana aguda, as taxas de doenças neurológicas ou psiquiátricas foram maiores (55,8% vs. 25,7%) e a média da fração de ejeção do ventrículo esquerdo foi significativamente menor (40,7 ± 11,2% vs. 51,5 ± 12,3 %) (P <0,001 para ambas as comparações). As chances de graves complicações intra-hospitalares, incluindo choque e morte foram semelhantes nos dois grupos (P = 0,93). Gatilhos físicos como desencadeadores, a presença de doença aguda neurológica ou psiquiátrica, níveis elevados de troponina, e uma fração de ejeção baixa na admissão foram preditores independentes de complicações intra-hospitalares. Durante o seguimento de longo prazo, a taxa de eventos cardíacos e cerebrovasculares adversos foi de 9,9% por paciente-ano, e a taxa de mortalidade foi de 5,6% por paciente-ano.

 

Aplicações Práticas

 Este estudo é importantíssimo para reconhecermos melhor as características da miocardiopatia de Takotsubo. Isso é fundamental para conseguirmos pensar nesse diagnóstico diferencial de síndromes coronarianas agudas, e com isso, evitar o erro diagnóstico e de tratamento.

Por esse estudo, notamos alguns detalhes importantes: os desencadeantes físicos são um pouco mais comuns para o início dos sintomas (36 x 28%), mas quase 1/3 dos casos não tem desencadeante (quase 29%). Os pacientes com cardiomiopatia de Takotsubo também apresentaram maior prevalência de distúrbios neurológicos ou psiquiátricos do que aqueles com síndrome coronária aguda. Essa condição também gera mais síndromes de insuficiência cardíaca aguda com substancial morbidade e mortalidade.

 

Referências

Templin C et al. Clinical Features and Outcomes of Takotsubo (Stress) Cardiomyopathy. N Engl J Med 2015; 373:929-938

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal