FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Quatro Abordagens para Queratose Actínica

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 08/01/2020

Comentários de assinantes: 0

ContextoClínico

 

Umgrupo de condições extremamente importantes na dermatologia são as neoplasiasde pele, muitas vezes negligenciadas por pacientes e outros médicos. Aqueratose actínica é a doença cutânea pré-maligna mais frequente na populaçãobranca, e seu reconhecimento e tratamento pode evitar a ocorrência de umcâncer. Nas diretrizes atuais, nenhuma recomendação clara é feita sobre qualtratamento é preferido dentre as opções existentes.

 

OEstudo

 

Nesteensaio clínico randomizado, os pesquisadores investigaram a eficácia de quatrotratamentos frequentemente utilizados para lesões múltiplas em uma áreacontínua. Pacientes com diagnóstico clínico de cinco ou mais lesões dequeratose actínica na cabeça, envolvendo uma área contínua de 25 a 100cm2,foram inscritos em quatro hospitais holandeses.

Ospacientes foram aleatoriamente designados para tratamento com creme defluorouracil a 5%, creme de imiquimod a 5%, terapia fotodinâmica com metilaminolevulinato (MAL-PDT) ou gel de mebutato ingenol a 0,015%. O desfechoprimário foi a proporção de pacientes com uma redução de 75% ou mais no númerode lesões de queratose actínica desde o início até 12 meses após o término dotratamento. Tanto uma análise de intenção de tratar modificada quanto umaanálise por protocolo foram realizadas.

Umtotal de 624 pacientes foi incluído de novembro de 2014 a março de 2017. Aos 12meses após o término do tratamento, a probabilidade cumulativa de permanecerlivre de falha do tratamento foi bem maior entre pacientes que receberamfluorouracil (74,7%; intervalo de confiança [IC] de 95%, 66,8 a 81,0) do queentre aqueles que receberam imiquimod (53,9%; IC 95%, 45,4 a 61,6), MAL-TF(37,7%; IC 95%, 30,0 a 45,3) ou mebutato de ingenol (28,9%; IC 95%, 21,8 a36,3). Em comparação com o fluorouracil, a taxa de risco para falha dotratamento foi de 2,03 (IC 95%, 1,36 a 3,04) com imiquimod, 2,73 (IC 95%, 1,87a 3,99) com MAL-PDT e 3,33 (IC 95%, 2,29 a 4,85) com mebutato de ingenol (P =0,001para todas as comparações). Nenhum efeito tóxico inesperado foi documentado.

 

AplicaçãoPrática

 

Estaimportante publicação mostra claramente que nem todas as opções terapêuticaspara queratose actínica são equivalentes. Com 12 meses após o término dotratamento em pacientes com múltiplas lesões de queratose actínica na cabeça, ocreme com 5% de fluorouracil foi o mais efetivo de quatro tratamentosdirecionados ao campo. Sendo assim, com base neste estudo, a recomendação é quea primeira opção seja o creme de fluoracil. Obviamente, seria interessante terestudos semelhantes sendo aplicados a outras populações, mas é plausívelextrapolar esses dados para outras localidades com pacientes de pele clara eque possam vir a ter lesões de queratose actínica.

 

Bibliografia

 

1.            Jansen MHE et al. Randomized Trial of Four Treatment Approaches forActinic Keratosis. N Engl J Med 2019; 380:935-946

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.