FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Fosfato de Codeína

Última revisão: 27/12/2009

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [Link Livre para o Documento Original>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>> >>>>

>>Fosfato de Codeína>>>>>

>> >>>

>Aline Lins Camargo>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: item 2.2>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>>Comprimidos 30 mg.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>1,2,4,5>>>>>>>>

>      >>>Dor leve a moderada, aguda ou crônica.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>1,2,4,5>>>>>>>>

>      >>>Depressão respiratória aguda.>>>>

>      >>>Alcoolismo.>>>>

>      >>>Íleo paralítico.>>>>

>      >>>Hipersensibilidade à codeína.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>1,2,4,5>>>>>>>>

>      >>>Cautela em condições abdominais agudas, doença de Addison, asma brônquica, doença pulmonar obstrutiva crônica, febre, hipotiroidismo, hipertrofia prostática ou estreitamento uretral, cirurgia recente no trato gastrintestinal ou urinário, dependência a opióides, pressão intracraniana aumentada, insuficiências hepática (ver apêndice C) e renal (ver apêndice D) graves.>>>>

>      >>>A dose pode necessitar de ajuste individual, pois a resposta clínica é amplamente variável.>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): C (ver apêndice A).>>>>

>      >>>Lactação (ver apêndice B).>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>1,2,4-6>>>>>>>>

>Adultos>>

>>Dor Leve a Moderada>>>>>>>

>      >>>De 30 a 60 mg, por via oral, a cada 4 horas, quando necessário.>>>>

>      >>>Dose máxima diária: 240 mg.>>>>

>>> >>>>

>Crianças>>

>>Dor Leve a Moderada>>>>>>>

>      >>>Neonatos: 0,5-1 mg/kg, por via oral, a cada 4 a 6 horas.>>>>

>      >>>De 1 a 12 anos: 0,5-1 mg/kg, por via oral, a cada 4 a 6 horas. Dose máxima diária: 240 mg.>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>4,5>>>>>>>>

>      >>>Início de efeito: 30 a 60 minutos.>>>>

>      >>>Pico do efeito: 60 a 120 minutos.>>>>

>      >>>Duração de efeito: 4 a 8 horas.>>>>

>      >>>Meia-vida de eliminação: 2,5 a 4 horas.>>>>

>      >>>Metabolismo: hepático.>>>>

>      >>>Excreção: principalmente renal.>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1,2,4,5>>>>>>>>

>      >>>Constipação, náusea e vômito.>>>>

>      >>>Sedação, sonolência, dependência física.>>>>

>      >>>Dificuldade de urinar.>>>>

>      >>>Boca seca.>>>>

>>> >>>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>1,2,4,5>>>>>>>>

>      >>>Álcool: possível aumento dos efeitos sedativos, hipotensivos e depressores do sistema respiratório. Uso concomitante deve ser evitado.>>>>

>      >>>Benzodiazepínicos e barbitúricos: possível depressão respiratória aditiva. Monitorar paciente para depressão respiratória. Redução da dose de um ou ambos fármacos pode ser necessária.>>>>

>      >>>Naltrexona: pode resultar em sintomas de retirada (cólicas abdominais, náuseas, vômitos, lacrimejamento, rinorréia, ansiedade, inquietação, elevação da temperatura ou piloereção) e decréscimo da efetividade da codeína, quando em uso crônico do opióide. Uso concomitante é contra-indicado. Pacientes devem estar sem usar opióides, no mínimo, por 7 a 10 dias antes de iniciar tratamento com naltrexona.>>>>

>      >>>Agonistas/antagonistas de opióides (por exemplo, naloxona, buprenorfina, nalbufina): pode resultar em sintomas de retirada dos opióides. Antagonistas de opióides devem ser administrados cautelosamente em pessoas com suspeita de dependência física de qualquer agonista de opióide. Se ocorrerem sinais e sintomas de síndrome de retirada, recomenda-se reinstituição da terapia opióide seguida de redução gradual da dose de opióide combinada com suporte sintomático.>>>>

>      >>>Relaxantes musculares de ação central: possível depressão respiratória aditiva. Monitorar paciente para depressão respiratória. Redução da dose de um ou ambos agentes pode ser necessária.>>>>

>>> >>>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>4,5>>>>>>>>

>      >>>Reforçar necessidade de aumentar ingestão de líquido, para evitar constipação.>>>>

>      >>>Evitar uso concomitante de hipnóticos, ansiolíticos, medicamentos para alívio sintomático de gripe e resfriados, antialérgicos, pelo risco de tontura ou sonolência.>>>>

>      >>>Evitar realizar atividades que exigem atenção e coordenação motora, como operar máquinas e dirigir.>>>>

>      >>>Reforçar para não ingerir bebidas alcoólicas enquanto estiver utilizando este medicamento.>>>>

>      >>>Alertar para a possibilidade de desenvolvimento de dependência.>>>>

>      >>>Alertar para evitar o uso em excesso do medicamento, devido a sérios efeitos adversos e potencialidade para levar ao óbito.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>4>>>>>>>>

>      >>>Armazenar em temperatura entre 15 e 30 ºC, em embalagens protegidas da luz e bem fechadas.>>>>

>> >>>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal