Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Eletrocardiograma 40

Autores:

Fernando de Paula Machado

Médico pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Residência em Clínica Médica no Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP). Residência em Cardiologia pelo Instituto do Coração (InCor) do HC-FMUSP. Médico Diarista do Pronto-Atendimento do Hospital Sírio-Libânes.

Leonardo Vieira da Rosa

Médico Cardiologista pelo Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Médico Assistente da Unidade de Terapia Intensiva do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Doutorando em Cardiologia do InCor-HC-FMUSP. Médico Cardiologista da Unidade Coronariana do Hospital Sírio Libanês.

Última revisão: 28/06/2009

Comentários de assinantes: 0

Quadro clínico

Homem de 32 anos com dor torácica há 2 horas. Fez uso de cocaína na última noite.

 

Eletrocardiograma do paciente

 

Ver diagnóstico abaixo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Interpretação

 

1-     Ritmo irregular, FC = 58

2-     Intervalo PR normal

3-     Morfologia da onda P normal

4-     QRS de duração normal e eixo em + 80º

5-     Elevação do segmento ST em derivações precordiais V2-V6

 

Diagnóstico

            Repolarização Precoce

 

Comentários

            O eletrocardiograma da repolarização precoce mostra elevação do segmento ST, sobretudo nas derivações precordiais (V2 a V5) e suas características principais são:

  • Elevação do segmento ST a partir do ponto J de 1 a 4 mm;
  • Empastamento ou entalhe da porção descendente e final da onda R;
  • Onda T simétrica, de grande amplitude;
  • Ondas Q profundas e estreitas nas precordiais esquerdas; 
  • Concavidade superior do segmento ST
  • Baixa freqüência cardíaca.
  •  

                Neste caso visualizamos o empastamento e entalhe no final do QRS nas derivações V3-V6 acompanhadas de ondas Q e freqüência cardíaca baixa.

                A repolarização precoce é uma variação normal do eletrocardiograma, presente em 1-7% das pessoas. É mais freqüente em homens, jovens, atletas e negros. Podem ocorrer mudanças dinâmicas na duração e elevação do segmento ST. No teste ergométrico, por exemplo, há redução ou desaparecimento da repolarização precoce, enquanto o uso de betabloqueadores pode acentuar a elevação do ST.

                A repolarização precoce foi historicamente considerada benigna apesar de um recente estudo relacionar alterações de repolarização nas derivações ínfero-laterais com morte súbita.

    A repolarização precoce pode ser confundida com infarto agudo do miocárdio ou pericardite. Os principais critérios para identificar os pacientes com repolarização precoce (apesar de nenhum ser 100% acurado) são:

     

  • Ausência de dor torácica
  • Idade jovem
  • Elevação do segmento ST difusa
  • Elevação importante do ponto J
  • Concavidade inicial do ST
  • Empastamento ou contorno irregular do ponto J
  • ECG prévio semelhante
  •  

    Referência

    1. Haïssaguerre M, Derval N, Sacher F, Jesel L, Deisenhofer I, de Roy L et al. Sudden cardiac arrest associated with early repolarization. N Engl J Med 2008;358:2016–2023.

    Conecte-se

    Feed

    Sobre o MedicinaNET

    O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

    Medicinanet Informações de Medicina S/A
    Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
    Porto Alegre, RS 90.040-340
    Cnpj: 11.012.848/0001-57
    (51) 3093-3131
    info@medicinanet.com.br


    MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

    Termos de Uso do Portal