FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Fístula Broncopleural

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 15/09/2017

Comentários de assinantes: 0

Paciente do sexo masculino, 67 anos, tabagista, portador de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), procurou emergência com quadro de exacerbação grave, com intensa hipoxemia na chegada, que se mostrou refratária às medidas iniciais e ao uso de ventilação não invasiva. Por fim, precisou ser intubado. Horas depois, teve grande piora de parâmetros respiratórios, sendo levado para a tomografia computadorizada (TC), que evidenciou grande pneumotórax à esquerda por conta de uma fístula broncopleural, conforme mostra a Figura 1.

 

TC: tomografia computadorizada.

Figura 1 - TC de tórax.

 

Discussão

 

Existem muitas causas potenciais da fístula broncopleural em pacientes ventilados mecanicamente. Isso inclui a ruptura das vias aéreas ou a ruptura alveolar antes do início da ventilação mecânica (por exemplo, trauma, cirurgia), laceração da via aérea ou da pleura visceral durante a ventilação mecânica (como durante a passagem de cateter central, durante a toracocentese) e a ruptura alveolar espontânea (por exemplo, uma complicação da doença subjacente ou ventilação mecânica).

O Quadro 1 apresenta as causas do barotrauma em pacientes em ventilação mecânica.

 

Quadro 1

 

CAUSAS DO BAROTRAUMA EM PACIENTES EM VENTILAÇÃO MECÂNICA

Rotura alveolar espontânea

·                    Relacionada ao uso do ventilador

·                    Distensão alveolar por excesso de volume corrente, pressão de platô elevada ou PEEP elevado

·                    Manifestação da doença de base (Sara, DPOC, asma, doença intersticial)

 

·                    Hiperdistesão alveolar inadvertida

·                    Intubação seletiva em brônquio fonte direito, obstrução grave de via area, pneumectomia

·                    Ventilação manual com Ambu

Dano direto

·                    Trauma (penetrante, contuso)

·                    Ressuscitação cardiopulmonar (boca a boca, ventilação manual)

·                    Laceração de via aérea por tentativas de intubação

·                    Biópsia ou cirurgia

·                    Passagem de cateter central

·                    Toracocentese

·                    Erro em drenagem torácica

·                    Biópsia transbrônquica ou lavado alveolar

 

DPOC: doença pulmonar obstrutiva crônica; PEEP: pressão positiva expiratória final; Sara: síndrome da angústia respiratória aguda.

 

Bibliografia

 

1.   Puskas JD, Mathisen DJ, Grillo HC, et al. Treatment strategies for bronchopleural fistula. J Thorac Cardiovasc Surg 1995; 109:989.

2.    Luks AM, Pierson, DJ. Barotrauma and bronchopleural fistula. In: Principles and Practice of Mechanical Ventilation, 23rd ed, Tobin MJ. (Ed), McGraw-Hill, New York 2012.

3.    Doelken P, Sahn SA. Pleural Disease in the Critically Ill Patient. In: Intensive Care Medicine, 6th, Irwin RS, Rippe JM. (Eds), Lippincott Williams & Wilkins, Philadelphia 2008. p.625.

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal